Ácido Fólico - Uma vitamina básica e necessária para a gravidez Blog de Fitness, Nutrição, Saúde e Desporto | Blog HSN
Home / Nutrição / Vitaminas / Ácido Fólico – Uma vitamina básica e necessária para a gravidez
Ácido Fólico – Uma vitamina básica e necessária para a gravidez

Ácido Fólico – Uma vitamina básica e necessária para a gravidez

A vitamina B9 (integrante do complexo vitamínico B) podemos encontrar com o nome de ácido fólico ou folacina, mas , o que são realmente os mesmos compostos? E se são diferentes, qual é o melhor, o ácido fólico ou folacina?

Todas as células do corpo humano precisam de ácido fólico ou vitamina para formar-se e reconstruir o ADN (ácido desoxirribonucleico). Sem a capacidade de reconstruir ADN, o corpo não pode produzir novas células para a cicatrização das feridas.

Quando as células do ADN estão danificadas e não podem reparar se, o corpo volta-se vulnerável e susceptível para sofrer doenças. O ácido fólico é básico para o funcionamento normal do organismo e da saúde.

Entre os benefícios adicionais podemos indicar que também provem as complicações durante a gravidez, reduz risco de sofrer um ataque cerebrovascular e também reduz os níveis altos de homocisteína.

Começamos descrevendo que é a vitamina B9 ou ácido fólico, suas funções principais para o mantimento da saúde e onde encontra-se maioritariamente para reforçar a nossa alimentação.

O que é a Vitamina B9 (ácido fólico) e para que serve?

A vitamina B9, também conhecida como folacona ou ácido fólico, é uma vitamina hidrosolúvel, que forma parte da familia do grupo da vitaminas B, necessário para processos metabólicos clave.

Vitamina- b9

Principais funções do ácido fólico

  • Essencial para a produção de material genético (ADN, ARN)
  • Intervém na síntese de aminoácidos implicados no crescimento celular (de aí sua importância no desenvolvimento do feto ou nas primeiras etapas da vida)
  • Formação de glóbulos vermelhos
  • Reduzir níveis de homocisteína no sangue
  • Apoio a função suprarrenal e ao sistema imunológico
  • Calmar e manter o sistema nervoso saudável

Alimentos Ricos em ácido fólico

aalimentos-ricos-em-b9

Os alimentos com maior conteúdo em vitamina B9 são o figado, o fermento pastelaria (cereais), espargos, verduras de folha verde (acelgas, brocolos…), legumes (grão de bico, feijão, amendoim…), fígado de vaca, gema de ovo, germen de trigo, alguns alimentos processados que se enriqueceram com a vitamina (cereais de pequeno-almoço ou biscoitos de cereais). A alimentação é clave para incluir esta vitamina no nosso organismo.

Descobre os alimentos mais ricos em vitamina B9 para incluir na tua alimentação. Las 10 Principales Fuentes

Deficit de ácido fólico ou vitamina B9

Podem manifestar, entre outros, sintomas como debilidade da saúde, irritabilidade, ou perca de apetito com respeito aos alimentos. Em casos severos, se pode dar una condição rara, conhecida como anemia megaloblástica, devido a um defeito na síntese de ADN, pelo qual os glóbulos vermelhos são de maior tamanho do normal afetando a oxigenação dos tecidos.

deficit-vitamina-b9

É especialmente importante para a mulher que pensa engravidar, já que seu deficit se relaciona com malformações do feto

Benefícios para a saúde do ácido fólico

A vitamina recomenda-se nos seguintes casos:

  • Antes e durante a gravidez, para salvar os possíveis problemas na formação do tubo neural
  • Quando se sofre anemia por deficiência
  • Quando se tem deficiência desta vitamina devido a medicação
  • Nos transtornos de absorção de folacina pelo  intestino (síndrome da má absorção de alimentos, abuso de álcool, doença inflamatória do intestino)
  • Também nas doenças cardiovasculares
  • Quando existe risco de tromboses, derrame cerebral e ataque ao coração
  • Na disfunção cerebral (falta de memoria, demencia, depressão, Alzheimer)
  • Para favorecer a cicatrização das feridas
  • Quando se tem risco de infeção
  • Para prevenir a degeneração celular

Dose recomendada de ácido fólico

A dose desta vitamina varia dependendo das circunstancias pessoais da saúde. A dose diária recomendada para a saúde da mulher grávida que querem cuidar (sua saúde) os possíveis defeitos do tubo neural é de 400mcg (microgramos). Neste caso ás pessoas que querem baixar seus níveis de homocisteína no sangue a dose recomendada é a de 0,8-1 mg/dia (miligramos por dia). Já vimos alguns alimentos que podem proporcionar esta vitamina.

Por que existe a deficiência de folacina?

As fontes naturais dos alimentos de folacina são susceptível a ser isentáveis e oxidadas (perdendo seu valor em vitaminas), perdendo parte do seu valor nutricional, como resultado do processo de manufactura, de modo que sua biodisponibilidade pode oscilar no rango de 25-50%, depende do tipo de alimento. O armazenamento ou a forma de cozinhado incrementa o conteúdo de folacina

Obviamente, a conduta e os hábitos das pessoas, condicionaram a disposição de folacina. Assim mesmo, outros fatores também contribui para produzir este deficit de vitaminas, tais como, medicamentos, tabaco, álcool, transtornos alimentarios, carência de fontes alimentarias como verduras ou dieta estrita ou restritiva durante um longo período.

Suplementos de ácido fólico

O ser humano precisa de um aporte continuo de folacina (vitamina) devido que não é capaz de sintetizar e os depósitos no organismo são limitados

A quantidade real de folacina nos alimentos pode ser inferior no que se reflexa nas tabelas nutricionais, pelo que a  suplementação de uma forma natural pode estar justificada para muitos, especialmente aqueles que não estão obtendo a quantidade necessária mediante sua dieta.

Qual é a forma ativa da Vitamina B9?

Bem seja porque tomamos alimentos que contém folacina naturais, ou bem porque as fontes são enriquecidas sinteticamente, para que o nosso corpo possa absorver a vitamina B9, devem metabolizar a sua forma ativa, a 5-Metiltetrahidrofolato ou 5-MTHF.

estrutura vitamina b9

Este processo é meditado por uma coenzima ativa, conhecida como Metilentetrahidrofolato reductasa (MTHFR). Isto realiza-se em varias etapas ou fases.

Algunas personas, debido a una condición genética, producen inadecuados niveles de dicha enzima, y es lo que se conoce como Mutación del Gen MTHFR, interfiriendo en estas fases de conversión.

Ácido fólico e folacina é o mesmo?

Muitas pessoas, e incluso profissionais da saúde, argumentam que e a folacina são essencialmente o mesmo nutriente. Enquanto que o ácido fólico  considera-se ás vezes como uma forma suplementaria de folacina ou vitamina, existe uma distinção importante entre estes dois compostos diferentes.

É bastante comum utilizar ambos términos, quando queremos fazer referência a vitamina B9, mas o certo é que atenda as duas substancias diferentes

El folato es el término utilizado para nombrar a la vitamina B9 (forma biodisponible) que se encuentran de manera natural en los alimentos. Se refiere al compuesto sintético oxidado utilizado en los complementos dietéticos (prenatales…) y en la elaboración (enrequecimiento) de ciertos alimentos, todos utilizados para mejorar la salud

O que é a mutação do gene MTHFR?

Como vimos anteriormente, MTHFR faz referencia a uma enzima que permite obter a forma ativa da vitamina B9 (adiciona um grupo metil). Também converte a homocisteína em metionina, contribui o correto metabolismo e a criação da glutação.

A mutação genética produz que tal enzima perde parte da sua actividade, repercutindo nos processos fisiológicos associados, inibe a capacidade do corpo para  moderar (eliminar toxinas), e converter dos alimentos que tomamos no metabolismo que necessitamos, L-5-Methyltetrahydrofolate

Aquelas pessoas com um gene defeituoso de MTHFR tem uma capacidade alterada para produzir a enzima MTHFR pelo que vão a ter dificuldades na hora de processar o ácido fólico, chegando a produzir-se acumulação no organismo e por isto, risco de toxicidade.

Também  inclui-se outras substancias como os metais pesados.

mutação

Estima-se que o 30-50% da população tem uma mutação do gene MTHFR com um 14-20% em certas pessoas que tem uma mutação severa que impata drasticamente na sua saúde, provocando que a conversão em folacina seja praticamente impossível

Como el ácido fólico no se puede convertir en la forma utilizable, puede acumularse en el cuerpo, lo que puede elevar los niveles de homocisteína. Los altos niveles de homocisteína están asociados con un mayor riesgo de enfermedad cardiovascular. Esto también afecta la conversión a Glutation, que el cuerpo necesita para eliminar los desechos y que es un potente antioxidante.

Qual é a Diferença entre Ácido Fólico e Folacina?

Informalmente chama-se a folacina simplemente “ácido fólico” e no uso comum os términos “folacina” e “ácido fólico” consideram-se intercambiáveis. No entanto, existem diferenças importantes nas formas naturais e sintéticas de folacina.

A folacina é um término genérico para esta vitamina solúvel na agua do complexo B, que funciona em reações de transferencia de um só carbono e existe em diversas formas químicas.

Na forma de folacina que utiliza-se na fortificação de alimentos e na maioria dos suplementos, trata-se de uma forma sintética: pteroilmonoglutamato ou pteroilmonoglutámico.

estruturas

Assim mesmo, também podemos encontrar como suplementos nutricionais as formas de ácido folínicol-metilfolato (é diretamente a forma ativa 5-MTHF).

Excesso de ácido fólico

Nas aquelas pessoas que não processão corretamente devido a uma mutação do gene, como vimos, pode ter tendência a acumular e é conhecido como “ácido fólico não metabolizado”. Uma das preocupações a considerar é que, certo excesso, pode implicar a  “enmascarar” uma possível deficiência da vitamina B12 (passando mais tempo sem ser diagnosticada).

Suplementos de l-metilfolato

O beneficio da administração de complementos para reduzir os problemas do tubo neural é inegável e o papel vital da folacina para a saúde em geral é evidente.

No entanto, os riscos potenciais associados com o ácido fólico sintético fazem que outras formas de folacina sejam uma opção prudente, tal como aqueles que presentam a forma diretamente absorvível pelo organismo (l-metilfolato):

  • Forma mais biodisponível (supera incluso aos alimentos)
  • Evita o problema da mutação MTHFR e a ineficiência  na conversão enzimática
  • Evita o problema de enmascarar a deficiência de Vitamina B12
  • Evitar interações com fármacos que podem reduzir a atividade enzimática

As pessoas com um defeito de MTHFR não devem tomar nenhuma fonte já que pode ser muito tóxico. Só se consideraria tomar a forma L-MTHF, que são as formas metiladas que o organismo vai  utilizar.

mthfr

Efeitos secundários de l-metilfolato

No obstante, consumir a forma natural de folacina também pode levar alguma alteração com o estado anímico e outras afeções como: irritabilidade, insonia, dor muscular e articular, ansiedade, palpitações, náuseas, dores de cabeça, migranhas…

Uma das formas de paliar estes síntomas é tomar ao mesmo tempo que  suplemento de folacina, uma fonte de niacina .

Ácido fólico para a gravidez

Tomar ácido fólico durante a gravidez pode prevenir sérios e comum defeitos de nascimento, conhecidos por defeitos do tubo neural (congénitos do cérebro e a medula espinhal. Por exemplo: espinha bífida e anencefalia). Se a mulher gravida soubesse isto  suplementa-se com ácido fólico, muitas crianças com estes problemas nasceriam saudáveis.

É uma vitamina de grande utilidade ao longo de toda a vida, desde período de gestação até a idade adulta.

gravidez acido folico

A mulher grávida tem uma maior necessidade de ácido fólico: intervém no crescimento da placenta e o feto, e ajuda a prevenir vários tipos de defeitos de nascimento, especialmente os do cérebro e a coluna vertebral.

Trabalha nos processos celulares do desenvolvimento fetal, pelo que ajuda a salvar malformações  do tubo neural. Os problemas (de saúde) do tubo neural da-se em um de cada 1.000 nascimentos, por isto os consideramos defeitos comuns mais muito sérios. Estes da-se quando o tubo neural, no qual está formado pelo cérebro e a coluna vertebral, não se fecham corretamente. Apoia a fusão normal do tubo neural. “Se tomamos o produto o processo normal de fecho espinal terminara” Segundo o Dr. Donald R. Mattison, ex diretor médico de March of Dimes Births Defects Foundation.

As problemáticas do tubo neural na gravidez inclui anencefalía e espinha bífida.

  • A anencefalía ocorre quando uma parte do cérebro do bebé não está completamente formada. Esta doença de saúde é incompatível com a vida.
  • A espina bífida, o qual se da quando a espinha do feto não fecha-se completamente, é um tipo de doença deste tipo que em ocasiões da-se, afeta a muitos de bebés ao ano.

espinha bifida

Segundo The March of Dimes, o risco de que aconteça este tipo de defeitos pode reduzir em um 70% se as mulheres consumissem uma quantidade adequada de ácido fólico antes e durante a gravidez

Outros estudos sugerem que o ácido fólico podia prevenir o 50% dos defeitos de nascimento em geral, incluindo o labio leporino e o paladar hendido.

Se pensas em ter um filho é recomendável começar a tomar  ácido fólico com tempo já que é nas primeiras semanas de gestação quando forma-se o tubo neural. Embora a metade das gravidez não são planeadas, por isto recomenda-se a todas as mulheres em edade fértil tomar 400mcg a diario. Outras boas fontes desta vitamina são as espinacas, brócolos, espargos, suco de laranja, germens de trigo e produtos de grãos enriquecidos (pasta, arroz, cereais…).

O ácido fólico e a fertilidade

Está demostrado que aumenta a fertilidade femenina. Em 2006 realizou-se um estudo clínico durante oito anos a 18.500 mulheres gravidas.

Nese estudo descobriu-se que as mulheres que tomaram um multivitamínico de ácido fólico durante seis dias na semana tinha um 40% más de probabilidades de ficar grávidas comparando com as mulheres que não tomaram suplementos.

Por outra parte, em um estudo realizado e, 2014, publicado na revista “Biomedicina Reproductiva online”, demonstrou que a toma de ácido fólico por parte das mulheres com problemas de fertilidade aumenta as possibilidades de éxito da fertilização in vitro (FIV).

Conclusão, as investigações demonstram que os suplementos de ácido fólico aumentam a fertilidade nas mulheres e as possibilidades de éxito da fertilização in vitro.

O ácido fólico e a saúde cardiovascular

Esta comprovado que o ácido fólico reduz os níveis de homocisteína no sangue. A homocisteína é uma molécula com estrutura parecida a da cisteína, um aminoácido que podemos encontrar nas enzimas e proteínas

Os níveis elevados de homocisteína no sangue relaciona-se com a aterosclerosis (endurecimento e estreitamento das artérias) assim como um maior risco de padecer infartos de coração, acidentes cerebrovasculares, formação de coágulos sanguíneos, etc.

O ácido fólico pode reduzir o desenvolvimento das doenças cardiovasculares mediante o  controle do nível de homocisteína no sangue.

As investigações clínicas demonstrarão que pode-se reduzir, entre um 20% e um 30%, os níveis um pouco elevados de homocisteína no sangue até um nível normal, simplesmente tomando suplemento dietético de ácido fólico.

O ácido fólico e o ataque cerebrovascular

Entre os múltiplos benefícios do ácido fólico inclui-se a proteção contra o infarto e o derrame cerebral.

Num estudo clínico publicado pela revista Journal of the American Medical Association, investigou-se a mais de 20.000 adultos de China que presentavam pressão arterial alta.

  • Na China, a diferença dos que ocorre em Estados Unidos e Europa, os alimentos não estão enriquecidos com ácido fólico.
  • Dividiu-se aos participantes do estudo em dois grupos: um grupo tomou um comprimido que continha ácido fólico e um medicamento para a pressão arterial alta, enquanto que o outro grupo tomou um comprimido que só continha um ingrediente activo para a hipertensão.
  • A duração media do tratamento dos participantes foi de 4,5 anos.
  • O estudo demonstrou que os participantes que tinham tomado ácido fólico e um fármaco para a hipertensão sofreram um ataque cerebrovascular em uma percentagem do 2,7%, enquanto que os participantes que não tomaram ácido fólico incrementaram este percentagem em um 3,4%.

Por tanto, este estudo demonstra que tomar ácido fólico, junto com medicamentos para a pressão arterial alta, reduz o risco de sofrer um ataque cerebrovascular.

Ácido fólico, mais propriedades

Esta vitamina B versátil ajuda a manter níveis apropriados de homocisteína: um aminoácido que em quantidades elevadas dana os vasos sanguíneos e incrementam o risco de sofrer doenças cardiovasculares.

O ácido fólico é fundamental para gerar energia e manter um corpo saudável. É imprescindível para criar células novas e fundamental para as mulheres de idade fértil como anteriormente falamos Diversos demostraram que junto com a vitamina B12 e B6 ajudam a manter a pele saudável e jovem.

O ácido fólico é um integrante de multivitamínicos, contribuindo para aportar uma grande variedade de micronutrientes beneficiários para nossa saúde.

Que Suplemento devem Tomar as Mulheres Grávidas: ácido fólico ou 5-MTHF?

Como a evidencia científica manifestou, o ácido fólico provem dos problemas que podem sofrer o feto, e por tanto, não existe outra razão para não seguir tomando, ou ao menos, ainda precisam-se realizar mais estudos com outras formas de suplementação.

Tenemos esa incertidumbre, ya que es complejo de comprobar, si 5-MTHF pueda ser igual de efectivo en mujeres embarazadas. Ninguna madre se sometería a este experimento o seguimiento, sabiendo que si el ácido fólico funciona, 5-MTHF lo haga también

acido-folico-desenvolvimento

Opinião dos especialistas sobre o ácido fólico

A falta generalizada (e desconhecida) do ácido fólico

As autoridades sanitárias, em um informe recente, alertaram do facto de que aproximadamente o 90% da população sofre uma deficiência de folacina. Nas mulheres, este percentagem eleva-se ao 99%.

O fato de que as mulheres sodram esta deficiência de ácido fólico (vitaminas), é ainda perigoso se temos em conta que isto tem um impacto direto nas malformações dos recém nascidos.

Como declarão os pediatras: “se podem superar a deficiência de folato antes do gravidez, o 70% das malformações do feto podiam evitar”.

O ácido fólico rejovenece o cérebro

Segundo revelou um estudo de diversas universidades europeias, as pessoas maiores que tomam a quantidade de vitaminas de este tipo (ácido fólico) recomendada, mantém durante um maior tempo sua capacidade mental em plenas condições. Esta vitamina actua contra o envelhecimento intelectual.

Os investigadores descobriram que duplicar a dose recomendada de ácido fólico tem um efeito positivo sobre a memoria, tal e como se demonstrou no Congresso Anual da Associação de Alzheimer, celebrado em Washington. No estudo realizado sobre 800 pessoas, com idades entre os 50 e 75 anos, os participantes estiveram tomando durante cerca de três anos, ou bem 800 mg de ácido fólico ou um placebo. A prova de inteligência realizada posteriormente, demonstrou que as pessoas que tomaram ácido fólico tinham um funcionamento da memoria como se foram mais jovens, em um percentagem de 5,5 anos mais jovens respeito aos que tomaram o placebo.

O aumento da toma de ácido fólico é bom para o coração e o cérebro

Os especialistas advertem que não estão utilizando todas as possibilidades que a medicina nutricional pode proporcionar para a prevenção das doenças. Os nutricionistas aconselham tomar suplementos dietéticos de vitaminas (de ácido fólico), não só pelo facto do ácido fólico poder evitar os defeitos do tubo neural durante a gravidez, também porque reduz significativamente o risco cardiovascular, baixo a alimentação e complementação.

Fontes bibliográficas:

  1. Suplementos de ácido fólico
  2. Ácido fólico natural ou sintético
  3. Mesiano S, Jones EE. Fertilization, pregnancy, and lactation. In: Boron WF, Boulpaep EL, eds. Medical Physiology. 3rd ed. Philadelphia, PA: Elsevier; 2017:chap 56.
  4. Institute of Medicine (US) Standing Committee on the Scientific. Evaluation of Dietary Reference Intakes and its Panel on Folate, Other B Vitamins, and Choline. Washington (DC): National Academies Press (US); 1998. ISBN-10: 0-309-06411-2ISBN-13: 978-0-309-06411-8
  5. Cortese C, Motti C. MTHFR gene polymorphism, homocysteine and cardiovascular disease. Public Health Nutr. 2001 Apr;4(2B):493-7.
  6. Venn BJ, Green TJ, Moser R, Mann JI. Comparison of the effect of low-dose supplementation with L-5-methyltetrahydrofolate or folic acid on plasma homocysteine: a randomized placebo-controlled study. Am J Clin Nutr. 2003 Mar;77(3):658-62.
  7. Oregon State
  8. Princípios ativos do ácido fólico
  9. Folacina vs ácido fólico
  10. Quatre Folic
  11. MTHFR

Entradas Relacionadas com a temática:

Valoração Ácido Fólico

Evitar malformações do feto - 100%

Efectividade - 100%

Preço/Número de tomas - 99%

Forma de uso - 100%

100%

HSN Evaluação: 5 /5
Confira também
carência d evitamina d
Carência ou Falta de Vitamina D, Por que se produz?

A vitamina D não é uma vitamina típica, já que se recebe de diferentes maneiras: …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostas do nosso HSNBlog?
HSN Newsletter
Então imagina as promoções da nossa loja.

Deixa-nos os teu e-mail e terás acesso às melhores promoções temos para os nossos clientes


aceito a política de privacidade