Cafeína, O que é, Como funciona e Quais são seus efeitos no organismo Blog de Fitness, Nutrição, Saúde e Desporto | Blog HSN
Home / Suplementos / Perder peso / gordura / Cafeína, O que é, Como funciona e Quais seus Efeitos no Organismo
Cafeína, O que é, Como funciona e Quais seus Efeitos no Organismo

Cafeína, O que é, Como funciona e Quais seus Efeitos no Organismo

A cafeína é possivelmente a substância estimulante mais consumida no mundo, já seja mediante chá, ou para o âmbito mais desportivo, a través de cápsulas.

O que é a Cafeína?

A cafeína, também conhecida como 1,3,7-trimetilxantina, é um alcaloide pertencente à familia das xantinas, que possui estimulantes sobre o sistema nervoso central, e que pode-se obter a partir de várias fontes, como os grãos de café ou folhas de chá, ou bem de forma sintética

Está considerada uma droga psi-coactiva, ainda que seus efeitos secundários leves se são consumidos devidamente, mas como tal, pode ser aditiva. Não importa o valor nutricional, e pode ser utilizada para favorecer certos âmbitos, como o desportivo e o desempenho de tarefas cognitivas.Fórmula da Cafeína

Fórmula da Cafeína

Onde encontramos a Cafeína?

Pode-se encontrar nos grãos, frutos ou folhas de mais de 60 plantas, e por isto, a cafeína pode que não apareça na etiqueta de alguns suplementos ou alimentos como tal, e observa-se baixo a nomenclatura de: bagas de guaraná, mate, chocolate ou cacau, Camilla Sinensis (as folhas desta planta são utilizadas para elaborar chá), ou noz de cola.Fontes de Cafeína

Fontes de Cafeína

Propriedades da Cafeína

A cafeína é uma substância estimulante do sistema nervoso central (SNC), além de actuar incrementando o ritmo cardíaco e respiratório. Possui propriedades psicotrópicas (alteram o comportamento) e ainda possui efeito diurético (excreção de líquidos). Seu uso pode favorecer diferentes actividades, desde melhorar o rendimento desportivo, ajudar na perca de gordura, e em tarefas cognitivas.

Propiedades de la Cafeína

A forma mais tradicional de consumir cafeína é através das infusões de grãos da planta do café, torradas e moídas. 

Como funciona a Cafeína?

Estrutura molecular

Uma vez ingerida, bem a partir de <a title=”suplementos de cafeína” rel=”noopener” href=”//www.hsnstore.com/comprar/cafeina” target=”_blank”>suplementos de cafeína</a>, ou bem a través de infusão, e ser introduzida no sangue vai alterar a forma de actuar do organismo (em uns 45min). Observando sua estrutura molecular, é similar à adenosina uma substancia química que encontra-se nas células humanas, e que actuam no cérebro como depressor do sistema nervoso.

Bloqueia receptores da Adenosina

Em condições normais, a adenosina promove o sono e suprime a excitação nervosa. A união da adenosina também faz que os vasos sanguíneo no cérebro se dilate, para aumentar a oxigenação, durante o sono. Ao levantar, os níveis de adenosina no cérebro vão se incrementando a medida que o dia avança. As células nervosas se comportam com a cafeína do mesmo modo que a adenosina e por isto se unem. A cafeína bloqueia os receptores de adenosina mas sem reduzir o nível de actividade celular, tudo o contrário, aumenta.

A cafeína bloqueia os receptores de adenosina

Duração dos efeitos: A cafeína alcança um pico no sangue sobre uma hora, e pode manter os efeitos até 4-6 horas.

Efeitos fisiológicos da Cafeína

A relação do organismo após a ingestão da cafeína produz uma serie de mudanças fisiológicas e químicas no organismo devido a uma interação com o sistema nervoso. A cafeína possui efeito vasoconstrictor e estimulante. As células liberam a hormona epinefrina (adrenalina), de modo que incrementa o pulso, a pressão sanguínea, além de “bombear” maior risco nos tecidos musculares, em contraposição de pele ou órgãos, aumenta a respiração

Com os receptores de adenosina obstruidos, os neurotransmissores, como dopamina, podem incrementar seus níveis. Isto vai repercutir em gerar sensação de bem-estar, e incluso euforia nos primeiros compasses do alcance máximo da concentração de cafeína no sangue, unido ao mesmo tempo com algumas dotes de motivação extra.

O uso mais conhecido da cafeína é de aumentar o estado de vigília e de altera, além de retardar a fadiga mental. Entretanto, existem outros usos potenciais desta substância entre os quais pode-se encontrar:

A cafeína a través do antagonismo sobre os receptores de adenosina afecta as funções do cérebro como: sono, cognição, aprendizado, memória e pode modificar certas funções ou doenças: Alzheimer, Parkinson, Epilepsia, Enxaqueca, Depressão…

Efeitos da cafeína no Organismo

Efeitos da Cafeína do Organismo

Como o corpo elimina a Cafeína?

Os metabolismos de cafeína são filtrados pelos rins e são excretados pela urina. A cafeína possui um efeito diurético no corpo, o que provoca que libere mais água a través do xixi.

Cafeína e Efeitos fisiológicos

Assim que o organismo libera a cafeína parcialmente, a pessoa pode experimentar um certo ”crash” ou sensação de decaimento, devido a alteração nos níveis de dopamina.

Cafeína para Perder Peso

Com certeza observas-te que a etiqueta de algum suplemento que ajude a queima de gorduras, ou bem alguém comentou-te sobre o ”stacker fat burner”, e nos quais, a substância activa por excelência é a cafeína. E isto não é por gosto, é sinónimo de eficiência e realmente pode conseguir este efeito.

Cafeína para aumentar o metabolismo

Activação do metabolismo

A cafeína é capaz de atravessar a barreira hematocefálica de maneira muito rápida, devido a sua solubilidade em lípidos, a pesar de precisar arredor de até 45 minutos de digestão dentro do tracto intestinal. EM condições normais, os efeitos da cafeína pode permanecer estáveis sobre 1 hora, para de forma gradual, ir descendo nas seguintes 3-4 horas.

Maior energia

A cafeína, uma vez que é absorvida, une-se aos receptores de adenosina, um neurotransmissor do cérebro, devido à similar estrutura da mesma, inibindo a actividade do mesmo. Esta  desestabilização provoca que existam altos níveis de adenosina no sangue, o qual pensa-se que é o que gera um estado e um sentimento de alerta e energia. Este fato também faz que sejam menores os sintomas de sonolência, procurando que a pessoa que encontra-se numa fase mais activa que de costume.

Cafeína para Perder Peso

Efeito termogênico

Uma das acções mais relevantes da cafeína no organismo é elevar nossa temperatura corporal, o que se conhece como efeito termogénico. Isto deve-se à descomposição das células de gordura e posterior vertido ao torrente sanguíneo, devido à sinalização hormonal, produzindo uma disposição maior de substrato energético. De fato, a cafeína pode incrementar nossa taxa metabólica. incluso em repouso.

Suprime o apetite

A cafeína pode reduzir temporalmente a sensação de fome, e por tanto, ajuda a reduzir o consumo de calorias.

Cafeína e Rendimento Desportivo

Motivação

A cafeína incrementa  a quantidade de dopamina, um neutra transmissor que actua dento da denominada “sistema de recompensa”, o qual causa sensações de bem estar e prazer. Por outro lado, consegue além de actuar sobre a glândula pituitária segregando mais quantidade de adrenalina, gerando um incremento de nosso rendimento de certo modo. A libertação destas substâncias propicia a que a pessoa se sinta “motivados para realizar actividades futuras.

Activação

Se tomas cafeína justo antes do treino, vais conseguir graças a este fenómeno, uma dose extra de “energia”. Vamos manter nossa capacidade de concentração, focalizando o que estamos fazendo,e por outro lado, notaremos a sensação de fadiga retrava-se, proporcionando um maior tempo de trabalho efectivo. Isto se traduz em realizar treinamentos mais intensos, e chegar a queimar mais calorias.

Rendimento Desportivo

Durante a actividade física

La cafeína estimula la liberación de catecolaminas, como la epinefrina (adrenalina), promoviendo la liberalización de ácidos grasos libres en sangre, y, que unido al ambiente estimulatorio del sistema nervioso central, genera la mejora de la actividad cardiovascular, junto a la mayor utilización de estos ácidos grasos como combustible, reservando en mayor medida el glucógeno muscular.


Redução da fadiga

O efeito mais notável será o nível do plano cognitivo, em particular, diminuir a percepção do cansaço e esforço (fadiga mental). Ainda que não pareça, nosso cansaço começa com a debilidade de nossa própria credibilidade. Neste ponto, vamos dizer que vamos ser capazes de suportar de forma prolongada uma actividade a uma intensidade alta, devido à sensação de euforia experimentada, e claro, unida ao ponto fisiológico descrito.

Cafeína reduz o cansaço mental

Ciclar a Cafeína

Os benefícios desportivos da cafeína não sempre vai dar-nos este resultado, falando desde o ponto de vista do “punch energético”. Nosso corpo costuma a se acostumar, e a gerar toleráncia, e por tanto, seria aconselhável que comecemos a ciclar a cafeína, depois de notar o dito “punch” motivador. Um exemplo seria considerar tomar a cafeína naquelas ocasiões que não temos outra opção, ou seja, após uma longa jornada de trabalho, ou por certas circunstâncias estamos mais cansados do habitual. Outra opção, deixar o estimulante para aqueles treinos mais demandantes, como por exemplo, na semana que tenhamos planificado o test de RM.

Ciclar Cafeína

Quanta cafeína preciso?

É uma pergunta muito subjectiva, já que as pessoas reacionam de maneira diferente a esta substância. Tem aqueles que apenas com uma taça de café notam um “êxtase”, e outros precisam de uma “taça maior”… A cafeína pode ser considerada uma droga, e como tal, gera tolerância. Por isto, para apreciar os mesmos efeitos que a ”primera vez”, a dose de cafeína seria necessária ir aumentando.

Se não és um grande consumidor de café, então entre 50-100mg de cafeína é possível que te faça um bom efeito. E no caso de não apreciar maior sugestão, aumentaria a dose chegando incluso a 200mg. A partir desta cifra, melhor analisar os pasos de 50mg cada vez. A menos que tomes a cafeína em formato de pérolas, é realemente complicado sabes qual a quantidade que estás a tomar a través de infussões de café, já que o fabricante pode proporcionar diferente nível de cafeína.

Quanta cafeína tem um café

Por exemplo: um café pode conter 50-100mg de cafeína, conforme o fabricante, e assim como o método usado, já que um café de máquina potencia muito a concentração. 

A cafeína pode dar positivo em um controle de Dopagem?

Respeito a seu uso como substância dopante, actualmente se conhece unicamente como ajuda ergogénica farmacológica, e por tanto, livre de ser usada. Em concreto, desde Janeiro de 2004, a WADA (Agência Mundial contra o Dopping) liberou do catálogo de substâncias proibidas, já que formou durante um tempo como parte delas. Entretanto, a dose aceitada pela COI (Comité Olimpico Internacional) figuram como iguais ou menos a 12mcg de cafeína por ml de urina após o evento competitivo.

Dose de Cafeína e Função Cognitiva

  • Entre 20-200mg cada hora, conforme a envergadura da pessoa, é uma boa dose para aumentar a função cognitiva
  • Em dose de 600mg, os efeitos da cafeína sobre o rendimento cognitivo pode levar a ser tão intenso como os oferecidos por certos remédios ou nootrópicos.

Wyatt JK, Cajochen C, Ritz-De Cecco A, Czeisler CA, Dijk DJ. Sleep. 2004 May 1;27(3):374-81

Neste estudo realizado desvela que a dose “inteligente” de cafeina (0,3mg por kg de peso corporal, ou em torno a 20mg cada hora) podem permitir um estado de vigília mais prolongado, contra-restando a de pressão do sono homeoestática, a qual vai aumentado ao longo da jornada diária, a pós de concluir no sono nocturno. Este processo tem lugar no córtex pré-frontal, uma área do cérebro a qual pensa-se que é a responsável ou encarregada de executar as funções cognitivas de maior nivel.

A cafeína é segura?

A cafeína é segura se não se ultrapassa  a dose recomendada. Ditas ingestões vão associadas as características da pessoa. Assim por outro lado, é preciso conhecer a tolerância da mesma até os estimulantes. Algumas pessoas com pequenas doses já experimentam os efeitos, e outra em câmbio, fazem o contrário, precisam dobrar ou triplicar a dose para poder apreciar “algo”. É o que se conhece como Sensibilidade à Cafeína. Dose de entre 250-300mg ao dia, ou incluso maiores, podem conduzir a certas pessoas como latidos irregulares, insónia, excitação excessiva ou problemas gastrointestinais, devido ao incremento da libertação de ácido do estômago, podendo ocasionar problemas, como refluxo, efeito laxante ou dores estomacais.

A cafeína mais segura

Se vai começar a tomar cafeína, começa com a dose mais baixa, e vai realizando descansos para melhorar e manter sempre uns efeitos positivos e ao mesmo tempo os benefícios. 

Efeitos secundários da Cafeína

Entre os efeitos secundários mais comuns leves encontram-se:

  • Transtornos do sono
  • Latidos cardíacos rápidos
  • Pressão arterial alta
  • Dores de cabeça
  • Nervosismo
  • Tonturas
  • Dependência
  • Desidratação

Os casos mais extremos conhecidos, de um consumo massivo de ordem de 10-14gr, ocasionam a morte. As mulheres grávidas não deveriam consumir uma quantidade superior a 300mg ao dia, já que podem ocorrer abortos espontâneos, ou que o recém nascido não ganhe o peso adequado.

Cafeína e Síndrome de Abstinência

Um uso prolongado da cafeína pode ocasionar sintomas de abstinência

A quem não está recomendado Tomar Cafeína?

Em adição, os espertos recomendam que a povoação que apresentem as seguintes patologias evitem tomar cafeína: pessoas com ansiedade, com problemas cardíacos, glaucoma, com problema de tensão… 

Valoração cafeína

Rendimento Desportivo - 100%

Energizante - 100%

Apoia a Função cognitiva - 100%

Ajuda na Perca de peso - 100%

100%

HSN Evaluação: 5 /5
Confira também
efeito queima
Termogénicos – Queimadores para a perda de gordura

Dentro dos produtos mais efectivos para contribuir na perda de gordura, nos encontramos com os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostas do nosso HSNBlog?
HSN Newsletter
Então imagina as promoções da nossa loja.

Deixa-nos os teu e-mail e terás acesso às melhores promoções temos para os nossos clientes


aceito a política de privacidade