Óleo de Krill – Propriedades e Benefícios

Óleo de Krill – Propriedades e Benefícios

O que é Óleo de Krill?

O Óleo de Krill se estrai de um minúsculo crustáceo, muito similar ao camarão, que encontra-se sobre tudo nas aguas frias da Antártica e constitui uma grande parte da povoação acuática. O resistente ”kril” cria-se nas duras aguas da Antártica e são muito importantes já que são considerados como ”especias chave”, um organismo o qual muitos depredadores antárticos dependem. Estes crustáceos semi-transparentes concentram-se em massas densas ou enchambres que podem colorir a superfície do oceáno de cor de rosa ou vermelho.

Sendo um crustáceo encontrado em grandes quantidades, ele se torna a base da alimentação de muitas espécies, como pinguins, baleias, peixes e outros animais.

As baleias ingerem enormes quantidades de krill para fornecer a energia necessária para alimentar sua enorme massa. Uma baleia azul come até 3 toneladas de krill por dia. Além disso, grandes baleias não são os únicos animais que dependem do krill para suas necessidades nutricionais. O mesmo vale para focas, pinguins, aves marinhas, lulas e peixes.

Juntamente com o plâncton, o krill constitui a maior biomassa da Terra, um dos recursos alimentares renováveis mais facilmente disponíveis, uma excelente fonte de nutrição do ponto de vista ambiental.

O krill é considerado um grande tesouro por causa de seus excelentes benefícios nutricionais, entre os quais está a grande quantidade de ómega-3.

O ômega-3 é atribuído às propriedades cardioprotectoras, promovendo o aumento do HDL ou bom colesterol e reduzindo o risco cardiovascular.

O óleo de krill tem múltiplas propriedades: protege o coração, tem efeitos anti-inflamatórios, protege os vasos sanguíneos e alivia os sintomas de artrite, alergias, diabetes e reumatismo.

Frequentemente, as pessoas se perguntam como isso pode ajudar a aliviar várias patologias, como doenças cardiovasculares, osteoartrite ou síndrome pré-menstrual. A resposta é muito simples: é um anti-inflamatório muito eficaz.

O óleo de krill combina três substâncias vitais muito valiosas na sua composição:

  • Anti-inflamatórios importantes Omega-3
  • Células de gordura activas, os chamados fosfolipídios
  • A protecção celular dos Antioxidantes
Os especialistas concordam que a interacção complexa desses três ingredientes vitais é responsável pelos múltiplos benefícios de saúde que proporciona.

Krill animal

Cada ano só uma pequena parte de povoação total do krill é capturada. Dado que se multiplicam rapidamente, sua provisão é quase ilimitada.

Estes crustáceos, parecidos aos camarões, vivem em enormes bancos de arenas nas frias e claras aguas da Antártica.

O incrível óleo de krill

Euphausia superba, é uma espécie multicelular com o maior acúmulo (biomassa) na terra. Estima-se que o número estimado de krill no Oceano Antártico, que circunda a Antártica, varie de 135 milhões a 670 milhões de toneladas.

Nos últimos anos, a captura anual de pescas comerciais no Oceano Austral foi de 102.000 a 110.000 toneladas, muito menos do que as quotas impostas pela Comissão Internacional para a Conservação dos Habitats Antárcticos (CCAMLR). Isso garante a conservação de espécies de krill na Antártida e a continuação da produção de seu incrível óleo no futuro previsível.

O fato de o óleo de krill estar disponível como suplemento dietético não tem impacto sobre o equilíbrio ecológico na Antártida, uma vez que a captura anual representa apenas 0,03% das populações estimadas de krill.

Mesmo o WWF (Fundo Mundial para a Natureza) e a Comissão Internacional para a Conservação dos Habitats Antárticos (CCAMLR) confirmam este fato, de modo que o óleo de krill pode ser considerado ECOSAFE.

Todos, dos russos aos japoneses, tentaram encontrar um método econômico para capturar esses crustáceos do Oceano Antártico e oferecê-los como alimento. Mas nenhum método foi bem sucedido (já que o congelamento do krill e o descongelamento significam uma vida útil muito curta), daí a idéia inovadora de capturar moluscos para usar seu óleo potencialmente terapêutico.

Os cientistas passaram anos tentando obter o óleo do krill antártico, sem destruir seus nutrientes, mas sempre falharam. Isso mudou, graças a um processo patenteado pela Neptune Technologies e pela Bioressources, Inc.

Uma equipe de cientistas passou cinco anos tentando descobrir como obter o óleo de krill, mantendo intactas suas propriedades benéficas. Finalmente, em colaboração com a Universidade de Sherbrooke, em Quebec, foi desenvolvido um processo único de extração que permite precisamente isso.

O óleo de krill, saudável por natureza

Este crustáceo está no início da cadeia alimentar e alimenta-se apenas de plantas de plâncton que não possuem vestígios de metais pesados, pesticidas ou outras substâncias nocivas.

O krill é uma das espécies mais numerosas do planeta e é o alimento principal de muitas espécies marinhas, especialmente baleias e pinguins.

O fato de o óleo de krill estar disponível como suplemento alimentar não tem impacto sobre o equilíbrio ecológico na Antártida, uma vez que a captura anual representa apenas 0,03% da população total estimada de krill.

Até mesmo o WWF (Fundo Mundial para a Natureza) e a Comissão Internacional para a Conservação dos Habitats Antárticos (CCAMLR) moldaram esses dados.

Se você sofre de síndrome pré-menstrual, você tem lipoproteínas de alta densidade baixa, dor nas articulações ou se você só quer ficar saudável, o óleo de krill pode ajudá-lo.

É importante saber as seguintes informações quando quiser comprar e usar o óleo de krill.

O que o óleo Krill contém?

Inclui uma alta concentração de Ácido Gordo Ómega-3

Certamente você já ouviu falar sobre duas gorduras encontradas em Ácidos gordos ómega-3, que são cruciais para a saúde: DHA e EPA. Estes compostos não são apenas essenciais para a manutenção da saúde. Pesquisas científicas indicam que elas também podem promover a saúde cardiovascular, fortalecer o sistema imunológico e melhorar o humor.
Sabe-se que o consumo de ácidos grordos ómega-3 em quantidades adequadas dentro do contexto de uma dieta balanceada ajuda a prevenir doenças cardiovasculares pela sua capacidade de baixar o colesterol LDL, triglicerídeos e pressão arterial e aumentar o bom colesterol HDL.

Vários estudos mostram que uma dieta rica em ômega-3 ajuda a aumentar os níveis de adiponectina no sangue, que é um hormônio com efeitos benéficos nos processos metabólicos. É por isso que os Ômega-3 podem contribuir para estabilizar o açúcar no sangue. Em estudos humanos de longo prazo, níveis mais altos de adiponectina estão associados a um menor risco de diabetes tipo 2.[2]

Ácidos gordos essenciais ómega-3 contribuem:

  • Para o crescimento normal e desenvolvimento de crianças
  • Para manter os níveis normais de triglicerídeos no sangue
  • Para a manutenção da pressão arterial normal

É rico em antioxidantes

Análises clínicas demonstraram que ele tem um impressionante coquetel de antioxidantes com efeitos poderosos, que não apenas proporcionam um benefício extraordinário à saúde, como também o mantém estável.

Os antioxidantes que possui impedem que o sabor dos “peixes” seja produzido, o que às vezes é perceptível em outros óleos ómega-3. (Gorduras instauradas tendem a ser altamente susceptíveis à oxidação).

Benefícios e propriedades krill

O óleo de krill tem um alto valor ORAC

ORAC é um teste laboratorial padrão usado para avaliar a proporção de vários antioxidantes. Quanto menor o número, menores seus efeitos.

Foi demonstrado que os antioxidantes contidos têm um potencial incrível.

A capacidade antioxidante do óleo de krill foi medida com a ajuda do teste padrão ORAC (capacidade de absorção de radicais de oxigénio), e os resultados foram impressionantes e muito altos, o que significa que tem uma maior capacidade antioxidante do que outros. elementos.

Em comparação directa com outros antioxidantes conhecidos na forma de óleos, o óleo de krill tem um valor surpreendentemente alto de 378. Isso significa que seu poder antioxidante é 300 vezes maior que o da vitamina A ou vitamina E, e 48 vezes maior do que Teor de ómega-3 em óleos de peixe convencionais.

É rico em astaxantina

A astaxantina é um dos pigmentos naturais conhecidos, tais como xantofila, uma subcategoria da família dos carotenóides. Os carotenóides são fitoquímicos (produtos químicos vegetais) produzidos pelas plantas (e alguns animais também) como parte dos mecanismos de sobrevivência. Eles pertencem à família do beta-caroteno, além disso, os carotenóides são ricos em luteina e licopeno.

Foi demonstrado que todos estes ingredientes têm propriedades para inibir o processo de envelhecimento.

As plantas usam carotenóides pelas suas propriedades antioxidantes naturais para se protegerem dos fortes raios do sol. A astaxantina ajuda o corpo a neutralizar os radicais livres, os subprodutos metabólicos prejudiciais que danificam as células e os tecidos por todo o corpo.

Cápsulas óleo de krill

A evidência científica tem mostrado repetidamente que os antioxidantes são fundamentais na promoção da saúde do coração, suporte ao sistema imunológico e fornecer um suporte de memória. Antioxidantes também parecem desempenhar um papel em ajudar a retardar os sinais de envelhecimento. Embora muitos alimentos contêm antioxidantes, hoje as dietas de baixa qualidade são quase sempre insuficientes em toda a gama destes radicais livres benéficos.

É por isso que recomendamos aumentar a ingestão de antioxidantes como uma forma valiosa de otimizar a saúde

Uma característica notável do teor de carotenóides é no óleo de krill, é que eles são totalmente esterificado, isto é, quimicamente ligado às moléculas de EPA e DHA.

Isso significa que o corpo humano pode aplicá-lo completamente e se beneficiar de suas propriedades antioxidantes consideráveis. Tem a capacidade de penetrra barreira sangue-cérebro, o que significa que, por sua vez, protege e estimula o cérebro.

Este teor de carotenóides que o óleo de krill contém fornece uma excelente protecção contra os raios UV e UV danificado pele, atrasando, desse modo, o processo de envelhecimento.

O óleo de krill antártico tem um teor excepcionalmente alto desta astaxantina em comparação com outros produtos. Isto tem, além de suas propriedades benéficas para a saúde, a vantagem adicional de que o óleo é extremamente estável e protege contra a oxidação.

Novo flavonoide

Ele tem um novo flavonóide (os cientistas chamam isso de “Sampalis“), uma substância que normalmente é encontrada nas plantas e tem uma forte capacidade antioxidante.

Fornece fosfolípidos

Os fosfolipídios são os blocos de construção das membranas celulares, que regulam o transporte celular funcionando como “porteiros”. Eles protegem as membranas celulares dos ataques dos radicais livres. Essa relação única entre os fosfolipídios e os ácidos graxos ômega-3 do óleo de krill facilita muito a passagem de moléculas de ácidos graxos através da parede intestinal.

Outro fato importante do óleo de krill é que o fosfolipídio mais predominante é a fosfatidilcolina, que é parcialmente composta de colina. Numerosos estudos mostraram a importância da colina no desenvolvimento do cérebro, aprendizado e memória. De fato, a colina é especialmente importante para o desenvolvimento do cérebro fetal e infantil, em mulheres grávidas e lactantes. A colina é o precursor da acetilcolina, um neurotransmissor essencial (que envia sinais nervosos ao cérebro) e trimetilglicina, um reconhecido protector do fígado.

O óleo de krill também oferece vantagens claras em relação aos óleos de peixe convencionais em vários aspectos importantes.

Materia Prima de óleo de krill: Rimfrost Krill Oil

O óleo de krill é obtido a partir de um crustáceo de pequeno porte, semelhante ao camarão, que é encontrado nas águas da Antártida e é uma grande parte da população aquática. É a comida de inúmeras espécies, como pinguins, baleias, peixes e outros animais.

Este crustáceo cresce nas águas da Antártida, longe dos poluentes causados pelo homem. O krill é naturalmente rico em fosfolipídios, ômega-3 e antioxidantes.

O krill é parte integrante do ecossistema antártico e o RIMFROST toma medidas adicionais para garantir que ele permaneça em equilíbrio. Para sua coleta, a pesca não é utilizada de forma abusiva ou prejudicial ao ecossistema marinho.

Fonte de ómega-3

Como funcionam as pérolas do Rimfrost Krill Oil.

  • Os Fosfolipídios Ómega-3 Krill deixar menos sentido do gosto e refluxo do estômago em comparação com outras fontes de Omega-3.
  • Os fosfolípidos ligados ao ómega-3 são solúveis em água, permitindo que os lípidos misturado com o conteúdo do estômago.
  • Na água, fosfolipídios são organizados de modo que as caudas hidrofóbicas olhar para dentro e as cabeças hidrofílicas olhar para a água circundante, criando pequenas gogas de gordura micelar.
  • Os triglicéridos do óleo de peixe (não Krill Oil) não são misturados com a água e, portanto, a gordura do concentrado de óleo de peixe no teor de água do estômago, o que aumenta o risco de refluxo e desagradável sensação de sabor.

Características das pérolas Rimfrost Krill Oil

  • Integridade lipídica no krill: ácidos gordos ómega-3 é obrigado a fosfolípidos e, principalmente, a fosfatidilcolina (PC). FC degradação lipo-fosfatidilcolina (LFC) de krill fresco é rápida, devido à ocorrência natural das enzimas de krill que catalisam a reacção. Por causa disso, o kill precisa ser processado imediatamente após ser capturado para evitar a degradação do FC. conteúdo relativa elevada de FC e de baixo teor relativo de LFC, tal como o encontrado no óleo de krill Rimfrost, é um sinal de um óleo de krill processado imediatamente e suavemente, em que a degradação de lípido é mínimo, assegurando sua integridade.
  • Conteúdo fosfatidiletanolamina: quando Omega 3 em ácidos gordos de óleo de krill oxidar e peróxidos de forma, eles reagem com o grupo amino em ambos uma proteína e um péptido, são hidrofílicos, ou pirroles fosfatidiletanolamina (FE) formar pirroles hidrofóbicos. As baixas temperaturas durante o processo de reduzir a reacção entre o Fe e os produtos de oxidação de lípidos. Um teor em Fé relativamente elevado, como tendo a Rimfrost óleo de krill, indica tanto uma degradação baixa de lípidos como uma oxidação baixa.
  • Tonalidade castanha de pérolas: O mecanismo principal da oxidação de phospholipids de Omega 3 no óleo de krill é a assim chamada reacção de escurecimento não-enzymatic. As vias de degradação de peróxidos para pirolização e degradação de Strecker resultam em um composto castanho. Baixos níveis de tonalidade castanho, como os encontrados no óleo de krill RIMFROST, são um símbolo de baixa oxidação.
  • Alto teor de astaxantina: O óleo de krill contém o potente antioxidante astaxantina, que protege os ácidos gordos ómega-3 da oxidação. Quando o krill é exposto ao ar, a astaxantina começa a degradar à temperatura ambiente. Em altas temperaturas, os níveis de astaxantina caem mais rápido, uma vez que essa condição promove a oxidação. O óleo de krill da RIMFROST contém altos níveis de asxantatina naturalmente, o que é um sinal de baixa oxidação.
O óleo de krill RIMFOST antártico usa um novo método de processamento para garantir baixos níveis de oxidação e degradação, oferecendo aos clientes o óleo de krill de melhor qualidade no mercado.

Como capturar krill

Benefícios e propriedades do óleo de krill

Entre as propriedades e benefícios do óleo de Krill, destacam-se os mais importantes demonstrados através de estudos clínicos:

  • Reduz o colesterol

Depois de tomar o óleo de krill por apenas 12 semanas, o colesterol é reduzido, geralmente em 13%, o LDL em 32%, os triglicérides em 11% e o HDL em mais de 44%.

  • Reduz a síndrome pré-menstrual

Depois de tomar o óleo de krill por 3 meses: a irritabilidade diminui em 47%. A depressão é reduzida em 40%. A retenção de líquidos é reduzida em 37%. A dor abdominal diminui em 33%.

  • Alivia a dor nas articulações

Depois de tomar o óleo de krill por apenas uma semana, a dor nas articulações é reduzida em 24%, a rigidez é reduzida em 22% e a flexibilidade aumenta em 16%.

  • Tem muito mais propriedades

Tem grande potencial para fornecer energia, tonificar o cérebro, proteger a pele (proteção solar do interior), combater rugas, etc.

Cápsulas de Ómega-3

Óleo de krill contra o colesterol

O segundo estudo importante sobre os benefícios para a saúde deste óleo concentrou-se nos seus efeitos nas gamas elevadas de lípidos no sangue.

Altos níveis de lipídios no sangue são um factor de risco para doenças cardiovasculares e cerebrovasculares.

Em um estudo clínico realizado por pesquisadores canadenses da Universidade de Montreal, McGill University e do Centro Médico Riverview em Montreal, a acção do óleo de krill na hiperlipidemia (que provoca aumento faixas em gorduras no sangue investigado ).

Os investigadores examinaram durante três meses em detalhe os valores do total de lípidos no sangue, LDL e HDL e triglicéridos, em relação ao óleo de krill. O estudo foi publicado na revista médica “Revisão de Medicina Alternativa” em 2004 (Volume 9, Número 4).

O estudo mostrou que reduz significativamente o nível de níveis totais de lípidos no sangue e de triglicéridos – LDL – aumentando, no entanto, o nível de colesterol HDL, o que é bom.

O que é colesterol?

Mesmo se você é magro e saudável, você pode ter grandes quantidades de lipídios, o que implica um risco de doença cardíaca ou acidente vascular cerebral.

O colesterol é parte de um grupo lipídico (gorduras no sangue), que é essencial para a produção de hormonas, as fibras nervosas e membranas celulares.

Mas isso se torna um problema quando você tem demais. Normalmente, o fígado produz todo o colesterol necessário. Se você comer alimentos com alto teor desta substância ou gordura saturada, o fígado responde liberando ainda mais colesterol.

Com o tempo, esse excesso se acumula nas artérias e endurecer na chamada placa aterosclerótica. Se este problema for deixada sem tratamento, o corpo pode desenvolver arteriosclerose, angina de peito, enfarte do miocárdio ou acidente vascular cerebral.

Conheça os seus níveis lipídicos no sangue

É importante manter os lipídios do sangue em uma faixa saudável.

Tipos de colesterol

Idealmente, o nível de colesterol total deve ser inferior a 200 mg / dL (miligramas por decilitro). Os dois subgrupos principais também devem ser conhecidos. Se o valor da lipoproteína de baixa densidade ou do beta-colesterol (LDL), o chamado colesterol “ruim”, for menor que 100 mg / dl; o de lipoproteína de alta densidade (HDL) ou colesterol “bom” deve ter uma concentração de 60 mg / dl.

(As lipoproteínas são minúsculos glóbulos de gordura e proteína que ajudam a transportar gordura nas células por todo o corpo.)

Triglicerídeos, outro tipo importante de lipídios, deve ser inferior a 150 mg / dl. Triglicerídeos são formados a partir das gorduras mais comuns na dieta (90% da gordura que consumimos) e são a principal fonte de energia para o corpo. Cada tipo de lipoproteína tem diferentes efeitos na saúde.

Quanto maior o seu LDL (a proteína que transporta o colesterol no sangue), maior o risco de doença cardíaca.

Por outro lado, altas faixas de HDL reduzem o risco de doença cardiovascular, porque o HDL transporta as lipoproteínas para o fígado, onde é processado pelo metabolismo e finalmente excretado.

Níveis elevados de triglicérides contribuem para um sangue mais espesso e tornam as pessoas mais suscetíveis à trombose arterial. Esses triglicerídeos elevados geralmente ocorrem como um efeito colateral do colesterol e outros factores de risco para doenças cardíacas, como a obesidade.

Manter os níveis de lipoproteínas de baixa densidade na faixa ideal

Hoje, doenças cardíacas e derrames estão entre as causas mais freqüentes de morte nos Estados Unidos, Canadá e na maioria dos países ocidentais. Os altos níveis lipídicos no sangue são um importante fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

A American Heart Association estima que cerca de 150 milhões de americanos têm um nível de lipoproteínas de 240 mg / dl, acima do limite (200 a 239 mg / dl).

Como resultado de recente estudo se exige ao governo adoptar novas diretrises respeito as pessoas que se encontram no grupo de maior risco (aqueles que tiveram um ataque ao coração, por exemplo), com o fim de ajustar os seus níveis de recomendações estandar.

Os médicos responderam prescrevendo mais drogas redutoras de gordura no sangue, principalmente com base nas estatinas, que se mostraram eficazes na redução da concentração de LDL.

Além disso, sugere-se que a população adote um estilo de vida saudável: exercite-se regularmente, mantenha um peso equilibrado, pare de fumar, não se estresse e, o mais importante, coma alimentos saudáveis para o coração (consuma menos gordura e gorduras trans, e mais frutas, legumes, cereais e peixe azul, que é rico em ómega-3).

Obstrução nas veias

Um estudo mostra que o óleo de Krill reduz o colesterol ruim

Uma dose de 1,0 a 1,5 gramas de óleo de krill por dia, teve efeitos mais significativos na redução dos intervalos de LDL e triglicerídeos, do que uma dose duas a três vezes maior de outro óleo de peixe (3 gramas) por dia). Em doses mais elevadas (3 gramas) reduz os triglicéridos no sangue, o que não ocorre com outro tipo de óleo de peixe.

Estes são os resultados exactos do estudo:

Óleo de krill 1000mg por dia, reduzido para 90 dias:

  • Colesterol total a – 13,44%
  • LDL – 32.03%
  • HDL a – 43,92%
  • Triglicéridos – 11: 03%
A dose de manutenção de 500 mg de óleo de krill por dia foi reduzida para 180 dias:
  • Colesterol total – 18,90%
  • LDL – 44,40%
  • HDL – 33,40%
  • Triglicéridos – 25.40%
É o único produto natural que pode reduzir os lipídios no sangue, com uma dose menor do que qualquer outro produto.

Reduz a síndrome pré-menstrual

O primeiro estudo clínico importante sobre essa substância foi aprimorado pela avaliação de seus efeitos sobre os sintomas da síndrome pré-menstrual ou TPM.

O estudo foi realizado em 2002, por pesquisadores da Universidade de Montreal, da McGill University e de outros centros médicos em Quebec, conduzindo um estudo duplo-cego randomizado sobre o uso de óleo para aliviar os sintomas da síndrome pré-menstrual (TPM). Os resultados foram publicados em 2003 na publicação “Revisão de Medicina Alternativa” (Volume 8, Número 2).

O ensaio clínico conduzido ao longo de três meses concluiu que (particularmente os ingredientes proprietários do óleo de krill) reduz drasticamente os sintomas físicos e emocionais relacionados com a TPM e a menstruação dolorosa (ou difícil), conhecida como distonia menstrual ou dismenorreia.

O que é o síndrome pré-menstrual?

Estima-se que entre 85-97% das mulheres em idade reproductiva sofrem diferentes graus de dor, desconforto e excitação emocional a cada mês, que estão directamente relacionadas ao ciclo menstrual.

Os sintomas variam de uma mulher para outra e de um mês para o outro.

Em geral, os sintomas da síndrome pré-menstrual são contínuos e desagradáveis, do desejo de devorar uma caixa inteira de chocolates a uma ampla gama de problemas físicos (dor no peito, dor abdominal, cólicas, retenção de líquidos, inchaço, ganho de peso , juntamente com dores musculares, fadiga e dor de cabeça).

A saúde menstrual engloba diferentes sistemas corporais, incluindo equilíbrio hormonal, padrões de humor e energia, além de sintomas fisiológicos. A maioria das mulheres experimenta vários sintomas naturais apenas alguns dias antes do início do ciclo menstrual. Alterações no equilíbrio de estrogênio e progesterona podem resultar em alterações de humor, inchaço, sensibilidade mamária e pior resposta ao stresse. O óleo de krill, que contém fosfolipídios que são conhecidos por apoiar a produção de hormónios, pode ajudar uma mulher a reduzir esses sintomas devido ao ciclo menstrual

Efeitos do óleo de krill em PMS:

  • Reduz a dor abdominal e as cãibras uterinas em 33%
  • Reduz a irritabilidade menstrual em 47%
  • Reduz a depressão em 49%
  • Reduzir o ganho de peso em 30%
  • Reduz a retenção de líquidos em 37%
  • Reduz a sensibilidade do seio relacionada à síndrome pré-menstrual em 42%
  • Alivia a náusea, o inchaço e a fadiga
  • Alivia a dor na cabeça, corpo e articulações
  • Melhoria de humor, caprichos e desejos
  • Ajuda na prevenção da ansiedade e stress relacionados à menstruação
Foi solicitado aos participantes do estudo que classificassem a gravidade dos sintomas da SPM de 0 (sem sintomas) a 10º. Sua condição foi avaliada no início, após um tratamento com óleo por 45 dias e após 90 dias.

O resultado foi que os sintomas da síndrome pré-menstrual foram consideravelmente aliviados, de 20% para mais de 60%.

Dores e menstruação Óleo de krill

Por Krill Oil alivia os sintomas?

Os investigadores atribuíram os resultados extraordinários de estudos óleo único perfil molecular, que consiste em fosfolípidos, omega-3 ácidos gordos e vários antioxidantes.

A tese de que os fosfolípidos e os Ómega-3 (principalmente o DHA e EPA), que actua em conjunto prevenir inflamação, que é a principal causa da maioria dos sintomas de síndrome pré-menstrual foi feita. Além disso, os fosfolipídios são conhecidos por seu efeito calmante sobre neurotransmissores do cérebro, afectando significativamente os sintomas emocionais e físicos da síndrome pré-menstrual.

Após os ensaios clínicos de linha para três meses consecutivos clínico, randomizado, duplo-cego, os autores concluíram “dar um alto grau de confiança”, o fato de que tomar óleo de krill “pode reduzir significativamente os sintomas físicos e emocionais associados com PMS “.

Óleo de Krill e a saúde articular

A maioria das pessoas come demasiado ómega-6 (óleo de girassol, óleo de cártamo, óleo de milho, óleos vegetais hidrogenados, ovos, etc.) e muito pouco ómega-3 (peixes gordos, tais como cavala, salmão, atum).

Este desequilíbrio provoca inflamação das células do corpo, o que acabou e antes que notamos desconforto ou dor causou grande dano sem ser visível.

Os nutricionistas têm enfatizado em muitas ocasiões como importantes que são o ómega-3 EPA e DHA contido no óleo de krill, para as pessoas por causa de sua escassez pode ser um factor que contribui para o desenvolvimento de muitos doençasEstudos clínicos mais recentes têm demonstrado que a inflamação é a causa de muitas doenças: doença cardiovascular, cancro, artrite, <a title=”anti-alérgico” rel=”noopener” href=”//www.hsnstore.com/comprar/suplementos-antialergico” target=”_blank”>anti-alérgico</a>, diabetes, reumatismo, lípidos de sangue elevados e as doenças nervosas entre outros.

Os Ómega-3 são muito importantes para o desenvolvimento do sistema nervoso gorduras poli-insaturadas essenciais centrais, desempenham um papel crucial na coagulação do sangue, assegurar a pressão arterial normal e mantém os intervalos de lipídios no sangrel, que desempenha um papel decisivo na processos inflamatórios, em suas quantidades saudáveis.

Em nossa dieta habitual consumimos muitos ómega-6 e muito poucos Ómega-3 estão incluídos, causando um desequilíbrio no corpo. O excesso de ómega-6 favorece as reacções inflamatórias do organismo.

O ômega-3 que tem esse óleo irá garantir que o organismo retorne ao seu estado normal. Uma concentração muito baixa dessas gorduras poliinsaturadas essenciais aumenta o risco de problemas de saúde relacionados à inflamação.

Esses ácidos gordos não são produzidos pelo corpo, mas devem ser fornecidos através dos alimentos. O óleo de krill tem uma percentagem de 15,1, ómega-3 contra os ácidos omega-6, de modo que é capaz de compensar o desequilíbrio que tem o corpo. Assim, ela pode ser prevenida o risco de inflamação e no caso em que ele já desenvolveu, contribui para desaparecer rapidamente.
Os cientistas estão mostrando um interesse crescente no papel que a inflamação desempenha no estado de saúde ou no desenvolvimento de doenças; Atualmente, a inflamação é uma das áreas mais estudadas na pesquisa médica.

Esses estudos mostraram que, por exemplo, ataques cardíacos e derrames cerebrais podem estar potencialmente associados a um aumento nos níveis de proteína C-reativa.

Efeitos na inflamação (proteína C reactiva):

Redução dos níveis sanguíneos de proteína C-reativa com a ingestão de 300 mg por dia.

  • Após 7 dias, foi reduzido para 19,3%
  • Após 14 dias, foi reduzido para 29,7%
  • Após 30 dias, foi reduzido para 30,9%

Articulações e krill

Ajuda para dor nas articulações

A terceira grande série de ensaios clínicos realizados refere-se aos seus efeitos na prevenção da inflamação e dor articular crônica.

Em uma série de estudos cuidadosamente controlados, os pesquisadores examinaram os efeitos do óleo de krill em pacientes que tinham sido diagnosticados com osteoartrite, artrite reumatóide ou aumento dos níveis sanguíneos de proteína C reativa (PCR), um molécula produzida no fígado em resposta a um sinal inflamatório. Os resultados foram muito encorajadores.

Efeito sobre a dor das articulações depois de só 7 dias depois de tomar óleo de krill:
  • Redução da dor em 24%
  • Redução de rigidez em 22%
  • Melhoria da flexibilidade em 16%

O que é inflamação?

A inflamação é o inchaço e a dor causada nas articulações.

Ocorre quando o sistema imunológico responde aos ataques do corpo para destruir os germes que invadem os tecidos infectados.

Uma vez que a infecção é interrompida, a inflamação é reduzida e a cicatrização começa. Às vezes, no entanto, o processo inflamatório não termina e se torna um problema crónico.

Deportista e krillA inflamação da artrite reumatóide ou inflamatória ocorre porque o sistema imunológico responde de forma incorrecta por uma razão desconhecida e ataca os seus próprios tecidos articulações. O que acontece a seguir é um exemplo clássico do processo básico de cascata inflamatória.Inflamação e dor nas articulações

As células brancas do sangue se acumulam nas articulações e lançam um ataque, libertando as substâncias inflamatórias (interleucinas e outros). Em resposta, há dor, inchaço e vermelhidão das articulações.

Grande parte da inflamação e dor da osteoartrite, porque a cartilagem se desgasta, literalmente, ao longo do tempo. Este desgaste provoca inflamação crónica dos tecidos afectados, dor, inchaço e dormência.

A redução da inflamação é a chave para aliviar a dor e os sintomas da osteoartrite conjunta.

Una reducción de la inflamación es la clave para aliviar el dolor de las articulaciones y los síntomas de la artrosis.

Estudos mostram que pessoas com artrite reumatóide que tomam Omega-3 têm menos dor, inchaço e rigidez nas articulações, e até mesmo a possibilidade de exigir menor quantidade de medicamentos anti-inflamatórios.

Igualmente importantes são os antioxidantes que demonstraram excelente capacidade de combater os radicais livres e um efeito anti-inflamatória forte. Ambos são os principais componentes do óleo de krill.

Óleo de krill e saúde cardiovascular

Tal como acontece com óleo de peixe, perfil lipídico suporta a saúde do coração e circulação sanguínea. Nos últimos tempos, é dada mais atenção a este respeito, e pode ser observado dietas cada vez mais que é presença mais frequente de fontes de ácidos gordosessenciais, quer a partir de alimentos sobre eles, ou por complementação. ácidos gordos poli-insaturados de EPA e DHA são responsáveis por levar a cabo o equilíbrio de colesterol, levando a níveis de marcadores saudáveis

Saúde cardiovascular

Os científicos foram conscientes dos vantajosos efeitos dos óleo de peixe, quando descobriram a baixa incidência de doenças cardiovasculares entre os esquimós de Gronelândia, a pesar da sua dieta alta em gorduras.

Conforme os investigadores, a razão dista radica na alta percentagem de Ómega-3 que contém o peixe, que é a base das comidas diárias dos esquimós.

Os estudos posteriores confirmaram esta teoria, assim como, o circuito de proteção que este óleo, rico em Ómega-3, tem a capacidade de reduzir a quantidade de lipoproteinas LDl e triglicérifos e aumentar a quantidade de HDL (bom).

Por tanto, os Ómega-3 previnem a inflamação das artérias, que é um factor que contribui na formação da placa ou endurecimento das artérias.

Por que o óleo de krill é bom para o coração?

Os pesquisadores concluíram que os efeitos benéficos do óleo de krill são devido à sua estrutura molecular única.

Tem um rico conteúdo de fosfolipídios e antioxidantes (especialmente astaxantina), o que explica seu efeito impressionante na regulação de lipídios no sangue.

Os pesquisadores concluíram que tem uma combinação extraordinária de substâncias úteis com “efeitos superiores” na redução do risco de doença cardiovascular.

Melhora a aparência da pele

Melhor aparência da pele

Devido aos seus poderosos antioxidantes, protege a pele contra danos e inflamações causados pela luz ultravioleta (raios UV). Pela primeira vez na história, temos uma cápsula que podemos tomar por via oral para nos proteger do sol.

Por outro lado, 58% das mulheres que completaram um questionário sobre qualidade de vida, no estudo sobre colesterol, declararam que suas rugas e outros problemas de pele, como vermelhidão, foram reduzidos.

Um dos participantes do estudo escreveu: “Minha pele está menos seca e muito mais lisa e, igualmente, tenho menos eczema no couro cabeludo”.

Na verdade, estamos actualmente investigando como o óleo de krill age tanto no eczema quanto na psoríase.

A astaxantina protege as células dos processos de oxidação, desde os danos celulares mais simples até os mais complexos, como a carcinogênese.

Também melhora a aparência do cabelo e unhas. As mulheres que participaram da pesquisa de qualidade de vida reconheceram ter cabelos mais brilhantes, menos queda de cabelo e ter unhas mais fortes.

Estes efeitos positivos são devidos ao alto conteúdo de ácidos gordos ómega-3 (DHA e EPA) do óleo de krill.

O óleo de krill aumenta a energia

Na pesquisa sobre qualidade de vida, 51% dos participantes afirmaram que experimentaram maior energia, além de se sentirem menos letárgicos ao beber esse óleo.

Um estudante canadense escreveu:

“Agora eu vivo minha vida a uma velocidade incrível, antes que eu me sentisse vazio e sem energia, graças ao óleo de krill minha fadiga mental foi reduzida e sinto que minha acuidade aumentou consideravelmente”.

Atletas confirmaram maior desempenho e melhor resistência ao tomar este óleo. Os pesquisadores acreditam que isso se deve ao alto componente de colina (um componente chave da acetilcolina química do cérebro) em conjunto com o Omega-3.

Os desportistas dizem que podem treinar mais rapidamente e obter um melhor desempenho.

Aumentar a concentração e atenção

Nos estudos de caso de crianças com dislexia, transtorno do déficit de atenção e hiperactividade (TDAH) ou autismo, os pais apreciaram uma melhoria significativa na concentração e atenção de seus filhos depois que eles começaram a tomar o óleo de krill.

Mais uma vez, estes resultados impressionantes são devidos ao ômega-3 (em particular o DHA, na forma de fosfolipídios, um importante constituinte do cérebro) .As pessoas afirmaram que não precisam mais de um cochilo e podem se concentrar em situações de grande complexidade mental. .

A função cognitiva normal é apoiada pelos fosfolipídios que podem ser encontrados no krill. Com eles, fortalecerá várias capacidades, como memória, atenção e acuidade mental, além de atuar na melhora do comportamento da pessoa, aumentando seu humor e humor.

A matéria cerebral é constituída em torno de 60% por DHA, daí a importância como uma parte angular da estrutura e da função cerebral.

Ajude a febre do feno

Devido às suas propriedades anti-inflamatórias, reduz os sintomas de rinite, chiado, coriza e dor ocular, que estão relacionados à resposta do sistema imunológico ao pólen e a outros alérgenos microscópicos.

Reduz doenças auto-imunes

Um estudo da revista “American College of Nutrition”, na edição de Dezembro de 2002, relatou que os ácidos gordos ómega-3 do óleo de peixe podem proporcionar melhorias significativas aos pacientes que sofrem de doenças inflamatórias e auto-imunes.

Os testes estão actualmente em andamento para determinar os efeitos do óleo de krill para o tratamento da artrite reumatóide, esclerose múltipla, doença e lúpus de Crohn.

Estudos recentes estão se concentrando nos benefícios do câncer de próstata e do câncer de mama, já que ambos os tipos de câncer respondem bem ao óleo de krill, que tem demonstrado ser um regulador hormonal.

Estudos e krill

Para quem é recomendado o óleo de krill:

  • Para quem quer ser mais ativo e saudável
  • Para quem quer proteger suas células
  • Para mulheres com dores menstruais
  • Para pessoas com níveis elevados de colesterol
  • Para a prevenção de doenças cardíacas
  • Para quem quiser enriquecer sua dieta com uma percentagem maior de ácidos gordos ómega-3

Quais alimentos contêm óleo de krill?

Há peixes ricos em ómega-3, como cavala, salmão e atum. No entanto, o óleo de krill, muito mais saudável e benéfico para o corpo humano, só é encontrado nos crustáceos krill que vivem na Antártida.

Vantagens do óleo de krill versus ácidos gordos ômega-3 do peixe

  • A absorção é muito melhor que a do óleo de peixe. Os aumentos de ligação de fosfolípidos a biodisponibilidade de ómega-3, melhora o ómega-3 e ómega-6 e suporta o funcionamento da membrana da célula.
  • Oferece uma excelente protecção antioxidante. O óleo de krill é rico em astaxantina e flavonóides que podem proteger dos radicais livres.
  • Está livre de contaminação. Krill estão na parte inferior da cadeia alimentar e recolhido longe de poluição do mar circundante intocada Antárctica. Então você não precisa se preocupar com acumulações perigosas de mercúrio, PCBs, metais pesados e outras toxinas.
  • É uma fonte renovável. O krill é uma fonte altamente renovável. É a maior biomassa do oceano e simplesmente não há risco de superexploração. O Krill representa uma fonte de alimento renovável, sustentável e ambientalmente positiva.
  • Estabilidade. O óleo de krill puro é mais estável e mais resistente à rancidez dos óleos de peixe convencionais. Isso significa que durará mais. Sua duração será de dois anos à temperatura ambiente.
  • Não produz sabor de peixe, não produz refluxo. Normalmente óleo consumo de peixe produz efeitos secundários sabor de peixe, refluxo ou arrotos de sabores de peixe. Esses efeitos colaterais não ocorrem com o óleo de krill antártico puro.

Como tomar o Óleo de Krill?

Como suplemento dietético, deve ser tomado imediatamente antes de uma refeição, em várias doses divididas ao longo do dia. Não há efeitos colateraisconhecidos ou interações com remédios.

Suplementos dietéticos

Dose correcta de Krill Oil

Durante as primeiras 2 semanas recomenda-se tomar no café da manhã uma dose de 2-4 cápsulas de 500 mgs; então a dose pode ser reduzida para 1-2 cápsulas por dia. A quantia necessária depende do propósito para o qual cada pessoa a toma.

Em geral, uma dose de 300 a 1000 mg de óleo de krill por dia é suficiente para a maioria dos problemas de saúde.

Quando você deve tomar óleo de krill?

Pode ser tomado a qualquer momento. É melhor tomá-lo antes das refeições e antes do pequeno-almoço.

Quais sintomas causam a falta de ómega-3?

  • A falta de ómega-3 pode causar inflamação no corpo ou inflamação crónica que não cicatriza adequadamente.
  • A falta de ómega-3 também pode causar envelhecimento mais rápido da pele e das células cerebrais.

Com que rapidez os efeitos do Óleo de Krill se sentem?

Se você sofre de dores nas articulações, poderá notar melhora em algumas semanas. A melhora nos casos de ter colesterol alto ou sofrer de síndrome pré-menstrual pode ser notada após 2 a 3 meses de consumo regular de óleo.

Efeitos óleo de krill

Se você tomar o óleo de krill diariamente, melhorará a condição da sua pele, do seu cabelo e das suas unhas, notará que eles melhoram as suas funções cerebrais, que os sintomas da alergia são reduzidos e que melhora o seu bem-estar geral.

Efeitos secundários, contra-indicações e interacções do óleo de krill

Não tem efeitos colaterais na dose recomendada. A única coisa que pode acontecer com você é que você percebe que tem mais energia e que, portanto, você está mais activo.

Pacientes que sofrem de um distúrbio de sangramento devem consultar seu médico antes de tomar o óleo de krill.

Mesmo se houver uma alergia ao marisco não deve causar problemas, porque é normal que esta alergia é a proteína destes eo óleo de krill puro não contém proteínas, portanto a probabilidade de ter qualquer intolerância é remota.

Ainda assim, é aconselhável ter cautela e consultar o médico. Da mesma forma, se o rótulo do produto for cuidadosamente revisado, todas as informações sobre os alérgenos do produto devem ser detalhadas.

Em relação às interacções do óleo de krill com outros produtos, é aconselhável informar o médico se eles estão tomando anticoagulantes. Como se você estivesse tomando outros medicamentos do tipo estrogeno, etc.

Para mais informações sobre este complemento interessante, deixamos este link para o site Examine.com.

O que dizem os especialistas sobre o Óleo de Krill?

Estudos mostram que tem muitas vantagens sobre outros produtos que possuem ácidos gordos ómega-3.

Especialistas concordam que tomar óleo de krill tem um efeito positivo sobre as mulheres com cólicas menstruais. Muitos dos sintomas da síndrome pré-menstrual podem ser reduzidos em até 50% tomando óleo de krill.

Fontes bibliográficas

  • 1. Jing X. Kang. Reduction of heart rate by omega-3 fatty acids and the potential underlying mechanisms. Front Physiol. 2012; 3: 416. Published online 2012 Oct 30. doi: 10.3389/fphys.2012.00416
  • 2. Iwabu M, Okada-Iwabu M, Yamauchi T, Kadowaki T. Adiponectin/adiponectin receptor in disease and aging. NPJ Aging Mech Dis. 2015 Dec 3;1:15013. doi: 10.1038/npjamd.2015.13. eCollection 2015.
  • 3. Rahbar N, Asgharzadeh N, Ghorbani R. Effect of omega-3 fatty acids on intensity of primary dysmenorrhea. Int J Gynaecol Obstet. 2012 Apr;117(1):45-7. doi: 10.1016/j.ijgo.2011.11.019.
  • 4. Maroon JC, Bost JW. Omega-3 fatty acids (fish oil) as an anti-inflammatory: an alternative to nonsteroidal anti-inflammatory drugs for discogenic pain. Surg Neurol. 2006 Apr;65(4):326-31.
  • 5. Kidd PM. Omega-3 DHA and EPA for cognition, behavior, and mood: clinical findings and structural-functional synergies with cell membrane phospholipids. Altern Med Rev. 2007 Sep;12(3):207-27.
Valoração do Óleo de Krill

Ácidos Gordos Ómega-3 - 100%

Suplementos para o Colesterol - 100%

Alta concentração em Ómega-3 - 100%

Biodisponibilidade - 100%

100%

HSN Evaluação: Nenhuma avaliação ainda!
Content Protection by DMCA.com
Confira também
pérolas omega
Desmentimos a Mentira sobre o Ómega-3

Vivemos numa época onde somente “clicando” abre-se uma janela com conteúdos quase ilimitados sobre qualquer …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostas do nosso HSNBlog?
HSN Newsletter
Então imagina as promoções da nossa loja.

Deixa-nos os teu e-mail e terás acesso às melhores promoções temos para os nossos clientes


aceito a política de privacidade