Quercetina - Propriedades, benefícios, que dosis tomar do antioxidante
Home / Suplementos / Antioxidantes / Quercetina – Um aporte antioxidante natural para retardar o envelhecimento
Quercetina – Um aporte antioxidante natural para retardar o envelhecimento

Quercetina – Um aporte antioxidante natural para retardar o envelhecimento

A quercetina é uma substancia de elevado poder antioxidante a que se adjudicam notáveis propriedades medicinais. Em essência  podemos dizer que ajuda a prologar aparição dos sintomas do envelhecimento a base de diminuir o deterioro das estruturas celulares. Em consequência, podemos dizer que trata-se de um nutriente vital para manter a saúde.

O que é a quercetina?

Pertence a família dos flavonoides. Quimicamente são uma variante dos polifenoles. Também admite denominações como quercitina ou quercetol.

Falar dos flavonoides é fazer referencia a uma extensa família de substancias catalogadas como fitonutrientes. Se catalogaram já mais de 600, pertencentes a uma destas subfamilias: flavonoles, isoflavonoides, neoflavonoides e antocianos. Atúam por si mesmos o kaempferol, as catequinas e as antocianinas.

Um dos seus mais singulares rasgos é a mistura de vários de pigmentos que repartem entre as diferentes moléculas. Podemos encontrar desde tonalidades intensamente azuis nos arandos até o característico vermelho das framboesas passando pelo o amarelo verdoso das maçãs ou das cebolas.

Propriedades da quercetina

espinafres quercetina

Como grupo, os flavonoides em geral e a quercitina em particular contém uma grande atividade biológica. Primariamente nos tecidos das plantas e, quando passam a cadeia trófica, em animais e pessoas depois de ser consumidas por estes.

Dentro dos vegetais, controlam os níveis de umas substancias específicas que regulam o crescimento e a especialização das células. Além disso tem ação antifúngica e antibateriana. Está comprovado que o seu poder pigmentante gera um poder de atração para as abelhas. Resulta estimulante para o desenvolvimento da polinização

Mas se um atributo é consubstancial às características dos flavonóides, é fazer parte do seleto mundo dos flavonóides. antioxidantes, cujo papel no entorno da unidade mais pequena dotada de vida própria, a célula, se centra em evitar o desencadeamento da cascada de formação de radicais livres de oxigénio, elementos altamente nocivos para a integridade das membranas celulares e precursores da degeneração dos tecidos e incluso da aparição da neoplasias ou cancros.

Para manter a saúde

Uma nutrição equilibrada e enriquecida seletivamente é uma das melhores armas das que dispomos para proteger a saúde. Numerosos estudos de investigação a constataram que o consumo regular e abundante de frutas e verduras destacadas pelo seu conteúdo em quercetina diminui o risco de verse afetado por algumas doenças e, em consequência, aumenta a esperança de vida.

A bibliografia científica está cheia de referências de quercetina que a coloca como uma das substancias naturais de maior valor biológico que se conhecem. Embora, a aptitude do organismo para assimilar este composto reduz um pouco sua biodisponibilidade dentro dele.

Benefícios da quercetina

Para o coração

Tem como um dos seus principais objetivos o controlo dos desvios no funcionamento do coração e do sistema circulatório: arteriosclerose, hipercolesterolemia, tromboembolias e hipertensão, fundamentalmente.beneficios quercetina

Um aporte regular de quercetina comporta-se como fator de equilibro da pressão arterial da forma natural, contribuindo a estabilização das pressões sistólica, diastólica e arterial media. Em relação com esta função, reduz o risco de acidentes cerebrovasculares como o ictus ou enfarto cerebral.

Anti-inflamatório

Em quadros clínicos vinculados ao sistema urinário, como a inflamação da próstata e a cistite intersticial (que afeta a bexiga), actuando a sua vez como paliativo dos sintomas causados pelo vírus do herpes. Adicionalmente, podemos indicar que, os indícios sem contrastar, pode ser eficaz no treino do conhecido como síndrome crónico da dor pélvica.

Suas propriedades anti-espasmódicos e anti-inflamatórios não se esgotam no aparato excretor, mas que se manifesta também, se bem com menor intensidade, em articulações (artrite) e intestinos (colite e doenças do Crohn).

Árvore respiratório

Em quanto aos seus efeitos a árvore respiratório, um estudo de laboratório concluído em 2013 atribuiu um efeito broncodilatador ao comprovar o seu poder de inibição da enzima que catalisa os mecanismos da inflamação e o estreitamento dos brônquios; este, em última instância, traduz-se no relaxamento das fibras musculares liso da parede bronquial.

Ação anti-diabética

Se carateriza basicamente por diminuir o típico dano renal provocado pela hiperglucemia. Por outro lado, recentes investigações realizadas em animais de experimentação revelaram que a quercetina ajuda a reduzir os níveis de glicose em sangue.

antioxidantes saude

Contra as infecções

Todos os alimentos ricos em quercetina se atribui o carácter de antibióticos naturais. Constitui um estímulo muito notável do sistema imunitário

Antioxidante

O responsável da que talvez seja a característica que mais funções incluía. Supõem um freio ao envelhecimento celular e, em consequência, ao deterioro progressivo do organismo. Dentro deste conglomerado atúa por si mesmo pela sua ação anti-cancerígena, já que estimula o processo conhecido como apoptose, que é a morte das células tumorais.

Não esqueçamos que a raiz da origem dos tumores malignos a constitui uma reação em cascada de formação de radicais livres nas membranas celulares, pelo que a sua potencia antioxidante que ajuda na prevenção dos cancros, especialmente os de próstata, mama, cólon e pele.

Para o cabelo

Este flavonoide estimula a nutrição do couro cabeludo e o cabelo desde o interior do organismo, intensificando este e prevenindo a descamação cutánea que se manifesta em forma de caspa

stress ajuda

Stress

Aumenta a produção de cortisol por parte das glândulas suprarenal. Este é a hormona que desencadeia o mecanismo de defensa que por parte do psiquiatra austriaco H. Selye recebeu o nome de síndrome de luta ou de fuga.

Embora trate-se de uma reação considerada fisiológica, um stress contido pode gerar uma meseta na gráfica de nível sanguíneo de cortisol com nocivas consequências, como por exemplo a degradação de proteínas originada nos músculos. Pois bem, este flavonoide combate estes efeitos participando na neutralização da enzima clave para que produza essa liberação de cortisol.

Controlo do sono

Uma boa iniciativa para aqueles não conseguem conciliar o sono pode enriquecer sua dieta com produtos vegetais que estão composto por este flavonoide, como indicamos anteriormente, já que se sabe que contribui a optimizar os padrões do sono e prevenir a insónia.

Este oferece um interessante efeito colateral na redução do peso se tal objetivo é desejado. Não dormir adequadamente faz que a pessoa mais susceptível a incremente de peso.

Durante a menstruação

Também devemos destacar as suas propriedades em relação a menstruação: entre os problemas mais assíduos que contém o ciclo menstrual como as dores de cólicas e as espasmos. Estes sintomas podem diminuir a base de uma alimentação composta de quercetina, não somente durante os dias da menstruação ,as sim de maneira continuada.

stress-2

Stress oxidativo

Os desportistas submetidos a grandes cargas de esforços produzem um aumento do stress oxidativo e dos fenómenos inflamatórios. O consumo de quercetina compensa estes efeitos negativos minimizando os marcadores químicos da inflamação e a geração dos radicais livres.

Além disso, oferece um plus defensivo neste tipo de pessoas contra as infecções respiratórias (constipado e gripe, por exemplo), as que são especialmente vulneráveis depois de um trabalho físico potente

Anti-envelhecimento

Neste quesito devemos destacar por exemplo que na Rússia se eleva a categoria de substancia anti-idade ‘per se’.Até o ponto de ser conhecido como ‘russian rejuvenator’. Este efeito vem derivado da convergência de duas vias. Por uma parte, reduzir a susceptibilidade a um bom catálogo de doenças crónicas e degenerativas (entre as que cabe mencionar o Alzheimer).

Por outra, pelo seu efeito directo, demonstrado experimentalmente, sobre a esperança da vida. Produz a activação de uns poucos genes  ligados a esta caraterística vital (desconhecendo com certeza se os resultados obtidos com organismos inferiores podem ser, como tal, extrapolado para o ser humano).

Apoio contra o sarcoidose

Uma doença grave que habitualmente se dá com a inflamação do tecido pulmonar, pele e nódulos linfáticos. Também, a gota, a pancreatiti, as cataratas, as úlceras de duodeno, algumas infecções virica como o herpes zoster e o sindrome da fatiga crónica.

quercetina-alergia

Quercetina e alergias

Ajuda a combater os sintomas das reações alérgicas, ou seja, os espirros, olhos irritados e lacrimejantes, a urticaria ou o eczema

Além disso, supõem uma boa alternativa para os asmáticos no momento de ter que fazer frente ao episódios agudos de asma, assim como a aqueles que sofrem com a rinite. A explicação científica basea-se em que a quercetina esta composto por um considerável efeito anti-istamínico.

Diversas investigações no laboratório  demonstraram qual é o seu mecanismo de acção: atúa sobre os mastócitos, que são as células responsáveis da liberação da histamina, substancia causante dos sintomas mais característicos das reações alérgicas. Dentro dessas células neutraliza as enzimas que catalisam sua síntese e a consequência é que inibe sua liberação.

Por esta razão, é amplamente recomendada em tratamentos naturais contra estas afecções. Dentro deste terreno também foi objeto de estudo a efetividade da quercetina contra a dermatite de contato e a foto-sensibilidade. Ambas caracterizadas por um uma vermelhidão e bastante rebeldes aos tratamentos medicamentosos. E os resultados pareceram ser bastante esperançoso.

Contraindicações da quercetina

Entre a diversa lista de antioxidantes existentes, vale a pena destacar como denominador comum a quase todos eles que os seus potenciais riscos para a saúde são muito escassos, mas também que, ao mesmo tempo, requerem alguma cautela no seu consumo como suplementos.

Alguns pacientes referiram desconforto gástrico, dor de cabeça, formigueiro e uma certa sensação de tontura.

De esta maneira, pode afirmar que a quercetina é uma substancia potencialmente segura consumida por via oral. Também por breves períodos de tempo (vamos por de exemplo doses de uma grama repartida em duas tomas diárias durante três meses

No entanto, em caso de reacção adversa, por mais moderada que seja, é prudente suspender imediatamente o consumo e ir ao médico.

Mas não podemos falar nos mesmos termos se ocorre uma situação de uma toma de doses  significativamente excessivas, como no caso que saiu luz, nas investigações de laboratórios, a indução de mudanças no material genético (ADN) dos organismos inferiores durante as observações de laboratório, de acordo com o artigo publicado na revista “Internet Journal of Medical Update” faz uma década. E no campo da clínica diária, sobredose de quercetina foram identificadas como causa de um falho renal crónico.

dor cabeza

Interação com outras substancias

A procedência deve impor-se no caso das mulheres gravidas e em lactação. Também de estar sendo tratado com alguns antibióticos (especialmente ciprofloxacina e eritromicina) ou substancias relacionadas com a função hepática (por exemplo, nifedipina ou produtos de ervanária pautados para melhorar a funcionalidade do fígado).

Mais especificamente, sabe-se que a agregação plaquetária pode tornar-se difícil, alterando o tempo de coagulação do sangue. Pode intensificar os efeitos secundários de alguns medicamentos de quimioterapia, como bisulfan ou cisplatina. Também pode interferir na ação da ciclosporina utilizada para mitigar os efeitos do sistema imunológico nos transplantes, evitando a rejeição.

Finalmente, devemos dizer que a papaína e a bromelina, substancias proteínicas contidas na papaia e o anánas, respectivamente, podem incrementar sua absorção intestinal

Suplementos de quercetina

A quercetina constitui na industria farmacéutica de muitos países uma matéria prima destinada a elaboração de suplementos de acção protectora dos vasos sanguíneos contra a arteriosclerose, impedindo a oxidação da molécula de colesterol LDL, seu principal precursor, e que este adere-se as paredes arteriais.

Também se torna parte de múltiplas formulações multivitamínicas e de vários remédios naturais.

É importante distinguir entre os objectivos que podem ser alcançados em função da dose decidida. Ao ritmo de um grama por dia, em vários tomas, Ao ritmo de um grama por dia, em vários tomas, está equipado com qualidades anti-inflamatórias suculentas. Para evitar a síntese do chamado NF-kappaB, uma proteína que desempenha um papel decisivo na codificação realizada por certos genes sobre substâncias específicas, as citocinas, que são os principais motores dos fenómenos inflamatórios nos tecidos.

Embora, todas as fontes de quercetina não são equivalentes. Existe um tipo especial, a chamada quercetina chalcone, que tem vários defensores a favor de uma possível mais eficaz absorção no tramo intestinal

A única fonte reconhecida como GRAS pela  FDA norteamericana é a que se obtém as sementes e bainhas do arbusto autóctono do Brasil catalogado entre as seguinte leguminosas. Esta forma contém um 99,5 % de anidro de quercetina carente de metais. E uma bio disponibilidade nos tecidos muito superior na media.

Pelo geral, sua assimilação produz no duodeno e no cólon. Da lugar altos níveis em sangue uma vez transcendidos de cinco a oito horas depois da absorção. Mantém essas cifras um dia ou dia e meio.

fontes vitamina c

Quercetina e vitamina C

A chave destes poderosos benefícios de uma combinação de quercetina e vitamina C por um lado, a potenciação na regeneração da quercetina e o incremento da biodisponibilidade desta, e por outro, em aumentar a absorção da vitamina C e retardar a sua eliminação.

Esta combinação tem amplamente efeitos redutores da lesão celular e da inflamação. Em quanto a esta última, diferentes investigações  constataram:

  • Uma diminuição perto do 50 % de um parametro que comporta como um marcador da reação inflamatória. A proteína C reactiva
  • Uma diminuição do 60 % de outro marcador inflamatório, a interleucina 6

De facto, os níveis elevados desta última e de outras citoquinas podem trazer sérios transtornos de saúde. Doenças cerebrovasculares, cardiacas e a doença do Alzheimer. Não é em vão, que temos conhecimento de um dado muito revelador. A capacidade preditiva de mortalidade inespecífica que tem nos níveis sanguíneos de interleucina-6 e proteína C reactiva. Uma mistura de cifras elevadas em ambos parâmetros deveria tomar-se em consideração como alerta sobre a existência de uma situação de sensível risco de morte.

Quercetina e resveratrol

Ambos antioxidantes naturais (quercetina e resveratrol) integram com nome próprio o conjunto do que podemos chamar nutrientes essenciais. Utilizados combinados podem converti-se em um eficaz procedimento. Mediante o bloqueio da cascada de radicais livres de oxigénio e prevenir doenças cardiovasculares e cerebrovasculares. Reforça o organismo frente ao cancro em uma boa parte das suas modalidades.

Quercetina e probióticos

Sua combinação com probióticos B. bifidum e L. gasseri (um par de estirpe bacterianas do estilo das presentes nos alimentos fermentados como o iogurte ou o kéfir) que juntam com o da quercetina o seu poder de induzir a morte celular na cultura das células de cancro de cólon.

Segue-se a possibilidade de introduzir este tanden nas abordagens terapêuticas ao cancro colorrectal. Combine alimentos de origem vegetal ricos em quercetina com suplementos deste antioxidante e probióticos.

suplementos folato

Dose de quercetina

De acordo com Vitamin Retailer inconscientemente a maioria da população consome entre 5 e 70 mg diários da quercetina. Sobre essa base argumentaram a favor de uma toma adicional de 400 mg dois ou três vezes ao dia

Os especialistas sugerem que se tome um quinze ou vinte minutos antes das refeições. O mercado fornece várias apresentações físicas, tais como comprimidos, cápsulas e géis, com a excepção simbólica das preparações injectáveis para administração intravenosa ou intramuscular.

Se queres comprar suplementos de quercetina te recomendamos acceder ao link da loja online da HSN

Quercetina nos alimentos

Trata-se de um dos pigmentos que conferem cor as diferentes partes da anatomia vegetal, é fácil entender que a presencia da quercetina seja muito habitual entre alimentos que destacam por alguma das várias tonalidades que pode aportar, tais como vinho tinto, cebolas, maçãs, chá verde, bagas, ginkgo biloba ou erva de São João.

Selecionamos alguns dos que podem repercutir na dieta diária com maiores aportes.

Próximo Prev

Chá

chá fonte quercetina

Os chás verde e preto são portadores de quantidades relativamente significativas de quercetina, incluindo uma forma de chá vermelho conhecida como rooibos, embora os seus níveis sejam mais modestos.

De todos estes, o chá preto na sua versão descafeinada estaria no topo do ranking. É seguido de chá verde e chá preto comum. Uma peculiaridade do chá verde é a sua riqueza em outro antioxidante, a catequina, também pertencente à família dos flavonóides e anticancerígenos de renome, triplicando o conteúdo do chá preto seco.

Cebola

cebola

É talvez a mais conhecida das fontes alimentares de quercetina, além de liderar a lista destas. E talvez a popularidade da cebola como um alimento saudável emblemático seja em parte atribuível à sua abundância em quercetina. Tradicionalmente, tem sido associada a benefícios relacionados com a circulação sanguínea e a manutenção da vitalidade celular.

Tem mais propriedades nutritivas como vitamina C, potássio, fibra solúvel, ferro e cálcio, este último é importante para aumentar a densidade mineral do tecido ósseo, clave no desenvolvimento da osteoporose.

Devemos ter em mente que a qualidade biológica deste bulbo em relação com a quercetina não só se deve a quantidade de flavonoide contida no seio, mas sim a sua intrínseca biodisponibilidade, já que de acordo com os dados extraídos de um estudo elaborado na Universidade Agrícola de Wageningen (Países Baixos), é absorvida pelo organismo com uma eficácia triple com outra das fontes importantes, a maçã.

Estima-se que uma cebola de cerca de cem gramas contém entre 25 e 50 miligramas de quercetina. Oscilação que depende da acidez do solo, entre outros fatores menores.

Apenas um obstáculo separa a cebola da excelência como fonte alimentar de quercetina. Uma vez colhido, o teor de quercetina diminui 25 % durante a armazenagem se o teor de quercetina for prolongado mais de uma semana antes do consumo.

Maçã

maçã fonte quercetina

Há muitas frutas que se destacam quando se fala de alimentos ricos em quercetina. Entre todos eles, sem dúvida, destaca-se a maçã, cujo consumo é sempre mais interessante a estes efeitos tomar em cru.

A sua pele é a parte que mais valoriza a sua riqueza antioxidante. Diferenciando o conteúdo entre variedades com clara vantagem para as chamadas Red Delicious, Red Ida e Northern Spy.

Um médico de renome, conhecido como Dr. Weil, do Grupo de Trabalho Ambiental, apela ao consumo regular de maçãs como medida nutricional para prevenir a doença de Alzheimer graças à quercetina.

Aveia

aveia fitness

É considerado um dos cereais de maior qualidade nutricional, também devido à sua abundância em quercetina.

É cada vez mais frequente vê-lo integrando dietas destinadas a reduzir o nível calórico. Também para parar o apetite excessivo pela condição saciante que confere seu alto componente fibroso e promover o rejuvenescimento.

Alho

alho fonte quercetina

O prestígio adquirido por este lírio deve-se às virtudes terapêuticas da quercetina.

Nesta medida, a excelência nutricional de comer pelo menos um alho cru por dia é reforçada.

Espinafres

espinafre fonte quercetina

São um dos vegetais mais comuns. Aparece nas listas de alimentos ricos em alguma substância de alto valor biológico.

Combinados com cebola e alho fazem uma receita maravilhosa.

Alcaparras

alcaparras fonte quercetina

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), um dos organismos de referência mundial em matéria alimentaria, as alcaparras possuem uma das concentrações naturais deste antioxidante mais elevados. Como sugerencia interessante para o seu consumo, dizer que a conserva das gemas florais em salmora contém 173 miligramas de quercetina cada cem gramas.

Frutas vermelhas e roxas

frutas vermelhas fontes

Os frutos tingidos de vermelho, roxo e azul escuro contêm níveis significativos de quercetina. Os mirtilos são especialmente notáveis. Cem gramas dos quais 15 miligramas, seguidos de ameixas pretas, com 12,5 miligramas em quantidades idênticas..

As chokeberries, as groselhas e as cerejas, entre outras, são fontes muito aceitáveis de quercetina.

É preferível comer estas frutas em cru. O contato com o calor e a água é muito agressivo sobre este principio ativo.

Próximo Prev

Fontes Bibliográficas

Artigos Relacionadas com a temática:

Valoração Quercetina

Para o coração - 100%

Anti-envelhecimento - 100%

Alimentos - 99%

Efetividade - 100%

100%

HSN Evaluação: 5 /5
Content Protection by DMCA.com
Confira também
Como-se-faz-chá-matchá
Chá Matcha – Uma bebida natural com altas propriedades antioxidantes

O Chá Matcha é uma bebida natural mais reconhecida atualmente, já que é consumida pelas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostas do nosso HSNBlog?
HSN Newsletter
Então imagina as promoções da nossa loja.

Deixa-nos os teu e-mail e terás acesso às melhores promoções temos para os nossos clientes


aceito a política de privacidade