Coenzima Q10, a energia das células

A coenzima Q10, conhecida também como ubiquinoa, é um nutriente que proporciona energia as células.

O corpo gera de forma natural esta coenzima, mas sua produção diminui com a idade. Afortunadamente, podemos obter a Coenzima Q10 a través dos alimentos ou tomando suplementos.

Algumas doenças, como a diabete, as doenças do coração e do cérebro e o cancro foram relacionados com baixos níveis de coenzima Q10.[1] Não está claro se estas doenças são a causa ou o resultado dos níveis baixos de coenzima Q10.

Mas uma coisa é certa: os estudos demonstraram que a coenzima Q10 oferece muitos benefícios para a saúde. Aqui contamos tudo o que precisas saber sobre a Coenzima Q10.

Índice de conteúdos

    1. O que é a Coenzima Q10?
    2. O efeito do antioxidante da Coenzima Q10.
    3. Propriedades da Coenzima Q10.
    4. Para que serve a Coenzima Q10?
      1. A Coenzima Q10 ajuda a Tratar a Insuficiência Cardíaca
      2. A coenzima Q10 favorece a Fertilidade
      3. A coenzima Q10 ajuda a manter a pele jovem e lisa
      4. A coenzima Q10 ajuda a tratar a dor de cabeça.
      5. Coenzima Q10 aumenta o Desempenho durante o Treinamento Físico
      6. A coenzima Q10 ajuda a tratar a diabetes
      7. Ele desempenha um papel importante na prevenção do câncer
      8. Coenzima Q10 é bom para o Cérebro
      9. A coenzima Q10 protege os Pulmões
    5. Dose Diária Recomendada de Coenzima Q10
    6. Porquê se produz Deficiência de Coenzima Q10?
    7. Benefícios da Coenzima Q10
      1. Proporciona energia de forma natural
      2. Reduz o dano dos radicais livres
      3. Melhora a saúde do coração e equilibra os efeitos das estadinas
      4. A coenzima Q10 ativa o sistema imune
      5. Diminui o processo de envelhecimento
      6. Ajuda a manter níveis ótimos de pH
      7. Proteger a saúde cognitiva
      8. CoenzimaQ10 Ubiquinol alivia os sintomas do autismo
      9. A coenzima Q10 reduz os sintomas de fibromialgia em adolescentes
      10. A coenzima Q10 reduz as complicações quirúrgicas
    8. Porquê é tão importante Tomar Coenzima Q10?
    9. Quem pode Tomar Coenzima Q10?
    10. A Coenzima Q10 nos alimentos
    11. Suplementos Dietéticos com Coenzima Q10
    12. Efeitos Secundários da coenzima Q10
    13. As Estatinas e a Coenzima Q10
      1. Por que as estatinas levam a uma deficiência da coenzima Q10?
      2. O que é recomendado as pessoas que tomam estatinas?
      3. A coenzima Q10 e os efeitos colaterais das estatinas
      4. Medicamentos para reduzir o colesterol: Estadinas
    14. Coenzima Q10 como Ubiquinol
      1. Ubiquinol vs. Coenzima Q10: as diferentes formas de coenzima Q10
      2. Conversão da coenzima Q10 em ubiquinol
      3. Por que a coenzima Q10 se torna ubiquinol?
      4. Coenzima Q10: outra diferença importante
    15. Conclusão final sobre a coenzima Q10
    16. Bibliografía sobre a Coenzima Q10: Estudos e Referências

O que é a Coenzima Q10?

A coenzima Q10 é um elemento produzido pelo organismo ue armazena as mitocondrias das células.[2] As mitocondrias são as responsáveis de produzir energia para o corpo. Além de que, também protegem as células do dano oxidativo, das bactérias e dos vírus patogenios.[3]

A coenzima Q10 é um nutriente essencial que funciona no corpo como um antioxidante. Em sua forma activa chama-se ubiquinoa ou ubiquinol.

Esta substância gera-se pelo próprio organismo e tem uma função semelhante à de muitas vitaminas. É um antioxidante que protege as células do corpo contra a oxidação. A oxidação é uma reacção química que se produz pelos danos causados pelos radicais livres, que levam à morte celular.

A coenzima Q10 forma-se de forma natural no corpo e utiliza-se para a realização de funções importantes como o subministro de energia celular, o transporte dos eletrones e a regulação de pressão arterial.[1] O motivo pelo que não considera-se uma “vitamina” é porque os animais, incluídos humanos, produzem pequenas quantidades de coenzima sem ajuda dos alimentos.

A função dos antioxidantes consiste em unir-se aos radicais livres e fazer que sejam inofensivos. Joga um papel cruzial na produção de tristofano de adenosina (ATP), uma molécula que existe no corpo.

Temos que lembrar que a produção da coenzima Q10 diminui com a idade, pelo que é frequente que as pessoas tenham um deficiência deste elemento no organismo.

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

O efeito do antioxidante da Coenzima Q10.

uando o ubiquinol aplica-se de forma tópica renova o nível de coenzima Q10 da pele, tanto na superfície como nas capas mais profundas da epiderme. O ubiquinol tópico aumenta o metabolismo celular e a cura dos queratinocitos humanos danificados.

A coenzima Q10 reduz a quantidade de radicais livres na pele e aumenta a quantidade de antioxidantes.

Os fumadores tem uma menor capacidade de produção de coenzima Q10, o que produz o aumento dos radicais livres e o dano no tecido pulmonar. A complementação de ubiquinol contra-resta a descomposição da coenzima Q10 e reduz o risco de dano pulmonar devido a diminuição de coenzima.

Efeito Antioxidante da Coenzima Q10

Em estudos clinicos realizados em laboratório com ratos foi comprovado que o tratamento com coenzima Q10 reduz a morte dos hepatocitos e aumenta os níveis globais de albumina, proteínas e lípidos no fígado. A coenzima Q10 restaura os níveis de antioxidantes no fígado e reduz o dano oxidativo.

O ubiquinol, tomado por pacientes humanos saudáveis, aumenta a capacidade antioxidante do coração.

Em pacientes humanos com problemas de coração, os níveis de NT-proBNP são indicadores da gravidade da doença. A ingestão diária de ubiquinol reduz completamente os níveis de Nt-proBNP, os sintomas da doença cardíaca e a possibilidade de sofrer insuficiência cardíaca.

A ingestão de ubiquinol em crianças que padecem H1N1 e gripe estacional aumenta sua capacidade antioxidante a níveis normais. O ubiquinol reduz o stress oxidativo que produz a infeção nas crianças, sem afetar a outros medicamentos que podem tomar de forma simultânea para combater a infeção.

Propriedades da Coenzima Q10.

  • Tem benefícios para as pessoas com insuficiência cardíaca.
  • Os estudos têm demonstrado que reduz os danos que causam os medicamentos para diminuir o colesterol.
  • Em alguns pacientes, os suplementos produzem uma redução da hipertensão.
  • Aumenta a produção de energia nas células.
  • Impede a deterioração, o dano e a morte celular.
  • Proporciona energia ao sistema imunológico.
  • Captura os radicais livres que causam o stress e elimina-os.
  • Ajuda a aliviar a dor muscular.
  • Ajuda na regeneração dos músculos e a prevenção das doenças musculares.

Para que serve a Coenzima Q10?

As investigações demonstraram que a coenxima Q10 tem várias funções essenciais para o corpo. Uma das suas principais consiste em ajudar a subministrar energia as celular. Está involucrada na produção de trisfofato de adenosina (ATP), que ao mesmo tempo, participa na transferência de energia entre as diferentes células.[2]

Também joga um papel importante como antioxidante e protege as células do dano oxidativo.[2][5] Os níveis excessivos dos radicais livres causam dano oxidativo que pode interferir com a função celular normal e causas muitos problema de saúde.[6]

Dado que o ATP utiliza-se para realizar todas as funções corporais e para evitar dano oxidativo, é evidente que algumas doenças crónicas tem relação com os baicxos níveis de coenzima Q10.[5]

A coenzima Q10 está presente em cada célula de nosso corpo. Porém, as concentrações mais alta encontram-se nos órgãos que tem mais necessidade de energia para seu correto funcionamento, como o coração, os rins, pulmões e fígado.

A Coenzima Q10 ajuda a Tratar a Insuficiência Cardíaca

A insuficiência cardíaca costuma ser o resultado de outras afeções do coração, como a doença coronária ou a hipertensão.[7] Estas doenças podem produzir dano oxidativo e inflamação das veias e artérias.[7][8]

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

A insuficiência cardíaca está associada, normalmente, com os níveis baixos no sangue da coenzima Q10. Vários estudos clínicos demonstraram que uma ingestão adicional de coenzima tem enormes benefícios em pacientes com insuficiência cardíaca.

Um dos estudos demonstrou que a ingestão diária de 300 mg de coenzima durante um mês, melhora a saúde cardíaca e arterial. Se adicionamos a realização simultânea de exercício, o benefício ainda é maior.

As estadinas, um grupo de medicamentos que costumam ser receitados para abaixra o colesterol, também reduz a produção por parte do organismo da CoQ10, a qual pode causar dano arterial (em concreto uma miocardiopatia). Este dano pode-se prevenir com uma maior ingestão dos suplementos de CoQ10, e o que também sucede com pacientes que tem a pressão arterial alta.

A insuficiência cardiaca se produz quando o coração não consegue se contrair, relaxar ou bombear sangue no corpo com regularidade.[7] Por desgraça, alguns tratamentos para a insuficiência cardíaca tem efeitos secundários nocivos, como provocar pressão arterial baixa; enquanto outros reduzem, ainda amais, os níveis de CoQ10.

Em um estudo realizado em 420 pacientes com insuficiência cardíaca posso observar que o tratamento com a coenzima Q10 permite melhorar o estado dos pacientes e reduzir, durante mais de dois anos, os sintomas e riscos de morrer por problemas cardíacos.[9]

Saúde Cardiovascular com Coenzima Q10

Em outro estudo realizado a 641 pessoas os participantes foram tratados durante um ano com a coenzima Q10 ou placebo. Al final do estudo, comprovou-se que os pacientes pertencentes ao grupo de coenzima Q10 tiveram um índice menor de hospitalização por insuficiência cardíaca, assim como uma menos quantidade de complicações graves.[10] O tratamento com a coenzima Q10 contribui na produção de energia, reduz o dano oxidativo e melhora o estado de funcionamento do )coração, pelo que ajuda a tratar a insuficiência cardíaca.[7]

Conclusão: a coenzima Q10 melhora o funcionamento do coração, aumenta a ATP e diminui o dano oxidativo.

A coenzima Q10 favorece a Fertilidade

A fertilidade feminina diminui com a idade, conforme o número e a qualidade das reduções de oócitos disponíveis. Coenzima Q10 intervém diretamente neste processo.

À medida que envelhecemos, a produção de coenzima Q10 diminui. Ao mesmo tempo, o corpo é cada vez menos eficaz em proteger os óvulos do dano oxidativo.[11] Os suplementos de coenzima Q10 podem reverter o declínio dos óvulos relacionado à idade.

Por outro lado, os espermatozóides masculinos são suscetíveis ao dano oxidativo, que produz queda de espermatozóides, qualidade do esperma e infertilidade.[12][13]

Vários estudos clínicos demonstraram que a suplementação com coenzima Q10 ajuda a melhorar a qualidade, atividade e concentração de espermatozóides, fortalecendo a proteção antioxidante.[13][14]

Conclusão: As propriedades antioxidantes da coenzima Q10 ajudam a melhorar a qualidade dos espermatozóides, assim como a qualidade e o número de óvulos nas mulheres.

A coenzima Q10 ajuda a manter a pele jovem e lisa

A pele é o maior órgão do nosso corpo e está exposta a fatores nocivos que contribuem para o seu envelhecimento. Esses fatores podem ser internos ou externos. Fatores internos incluem dano celular e desequilíbrios hormonais. Fatores externos são fatores ambientais, como os raios UV. [15]

Fatores prejudiciais resultam em redução da umidade da pele e diminuição das camadas da pele.[15][16] A aplicação direta na pele da coenzima Q10 reduz os danos causados por factores externos e internos, aumenta a produção de eneria nas células e estimula a proteção antioxidante.[17]

Está demostrado que a oenzima Q10 aplicada directamente sobre la piel reduce el daño oxidativo causado pelos raios UV. Além de que, também reduz a profundeza das rugas.[18] As pessoas com baixos níveis de coenzima Q10 são mais propensas a desenvolver cancro de pele.[19]

Conclusión: A coenzima Q10 aplicada diretamente sobre reduz o dano dos raios UV e incrementa a proteção antioxidante. A suplementación com a coenzima Q10 também ajuda a reduzir o risco de sofrer cancro de pele.

A coenzima Q10 ajuda a tratar a dor de cabeça.

A função mitocondrial defeituosa pode produzir um aumento na absorção de cálcio pelas células, uma produção excessiva de radicais livres e uma redução da proteção antioxidante. Isso leva a uma falta de energia nas células cerebrais e causa enxaqueca.[20]

Como a coenzima Q10 é uma parte essencial das mitocôndrias das células, mostra-se que quanto melhor a função mitocondrial, menor a probabilidade de ocorrer inflamação ou enxaqueca.[21]

Coenzima Q10 e saúde

Um estudo clínico, realizado com 42 participantes, mostrou que a suplementação com coenzima Q10 reduz a enxaqueca três vezes mais do que o grupo placebo.[22] Além disso, foi provado que as pessoas com enxaqueca têm uma deficiência de coenzima Q10.

Um estudo maior descobriu que 1.550 pessoas com baixos níveis de coenzima Q10 tinham menos dores de cabeça graves após o tratamento com a coenzima Q10.[23] A coenzima Q10, além de ajudar no tratamento da enxaqueca, também ajuda a preveni-la.[24]

Conclusão: A suplementação com coenzima Q10 auxilia na prevenção e tratamento da enxaqueca, uma vez que aumenta a função mitocondrial e reduz a inflamação.

Coenzima Q10 aumenta o Desempenho durante o Treinamento Físico

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

O estresse oxidativo afeta o funcionamento dos músculos e, portanto, o desempenho durante o exercício.[25] Da mesma forma, uma função mitocondrial anormal também reduz a energia muscular, dificulta a contração muscular e satisfaz o treinamento físicoo.[26][27]

A coenzima Q10 ajuda a melhorar o desempenho físico reduzindo o estresse oxidativo nas células e melhorando a função mitocondrial.[28]

Um estudo clínico examinou os efeitos da coenzima Q10 durante a atividade física. Pessoas que tomaram 1.200 mg de coenzima Q10 diariamente por 60 dias apresentaram níveis reduzidos de estresse oxidativo[31]. Além disso, a suplementação com coenzima Q10 também aumenta a força durante o exercício e reduz a fadiga, melhorando assim o desempenho do treinamento físico.[29][30][31]

Conclusão: O desempenho do exercício físico pode ser afetado pelo estresse oxidativo e pela disfunção mitocondrial. A coenzima Q10 ajuda a reduzir o dano oxidativo, promove o desempenho físico e reduz a fadiga.

A coenzima Q10 ajuda a tratar a diabetes

O estresse oxidativo produz danos celulares que podem causar doenças metabólicas, como diabetes. A função mitocondrial anormal também está relacionada à resistência à insulina.[32] Foi demonstrado que a coenzima Q10 melhora a sensibilidade à insulina e regula os níveis de açúcar no sangue.[33]

A suplementação com coenzima Q10 ajuda a aumentar, até três vezes mais, os níveis de coenzima Q10 no sangue de diabéticos que geralmente têm baixas concentrações desse composto.[34][35]

Em um estudo clínico, a coenzima Q10 foi administrada a pessoas com diabetes tipo 2 por 12 semanas. O resultado foi que os níveis de açúcar no sangue e a hemoglobina HbA1, que é o nível médio de açúcar no sangue dos últimos dois ou três meses, foram significativamente reduzidos.[36]

Além disso, a coenzima Q10 pode ajudar a prevenir o diabetes, estimulando a quebra das gorduras e reduzindo o acúmulo de células de gordura que causam obesidade ou diabetes tipo 2.[37]

Conclusão: A complementação com coenzima Q10 ajuda a aumentar a sensibilidade à insulina e melhora os níveis de açúcar no sangue.

Ele desempenha um papel importante na prevenção do câncer

O stresse oxidativo causa dano celular e afeta seu funcionamento. Quando o corpo não consegue combater eficazmente os danos oxidativos, a estrutura de suas células pode ser danificada, aumentando o risco de câncer.

A coenzima Q10 protege as células do stresse oxidativo e favorece a produção de energia celular, melhorando a saúde e a sobrevivência. Tem sido demonstrado que pacientes com câncer têm níveis muito baixos de coenzima Q10.

Níveis baixos de coenzima Q10 estão associados, até 53,3%, a um risco maior de câncer e indicam um mau prognóstico para vários tipos de câncer. Existem estudos clínicos que sugerem que a suplementação com coenzima Q10 pode reduzir as chances de o câncer se reproduzir novamente.

Conclusão: A coenzima Q10 desempenha um papel crucial na proteção do DNA celular e sua sobrevivência, ambos intimamente relacionados à prevenção e recorrência do câncer.

Coenzima Q10 é bom para o Cérebro

As mitocôndrias são os principais geradores de energia das células cerebrais. A função mitocondrial diminui com a idade. A disfunção mitocondrial total pode levar à morte de células cerebrais e doenças como Alzheimer e Parkinson.

Infelizmente, o cérebro é muito sensível ao dano oxidativo devido ao seu alto teor de ácidos gordos e à grande necessidade de oxigénio. Esse dano oxidativo pode produzir compostos prejudiciais que afetam a memória, a perceção e as funções corporais.

Coenzima Q10 para o cérebro

A coenzima Q10 reduz os compostos prejudiciais e diminui a progressão da doença de Alzheimer e Parkinson.

Conclusão: Coenzima Q10 foi mostrado para proteger as células do cérebro de danos oxidativos e reduzir os efeitos de compostos nocivos que podem causar doenças cerebrais.

A coenzima Q10 protege os Pulmões

Os pulmões são os órgãos do corpo que têm maior contato com o oxigênio. Por causa disso, eles são suscetíveis a danos oxidativos. Aumentou o dano oxidativo pulmonar e baixa protecção antioxidante, incluindo baixos níveis de coenzima Q10, pode causar a doença de pulmão tais como a asma ou doença pulmonar obstrutiva crónica (EPOC).

Além disso, foi demonstrado que as pessoas que sofrem destas doenças têm baixos níveis de coenzima Q10. Um estudo clínico mostrou que a suplementação com coenzima Q10 reduziu a inflamação em pacientes asmáticos, bem como a necessidade de medicamentos para o tratamento de esteróides.

Outro estudo mostrou melhorias no desempenho de exercício em pacientes com DPOC. Isto foi observado através de uma melhor taxa de oxigenação dos tecidos e do coração após a administração de suplementação com coenzima Q10.

Conclusão: Coenzima Q10 reduz o dano oxidativo e inflamação que pode provocar a doença de pulmão.

Dose Diária Recomendada de Coenzima Q10

A coenzima Q10 existe em duas formas diferentes: ubiquinol e ubiquinoa

O ubiquinol constitui o 90% da coenzima Q10 no sangue e é a forma que melhor absorve pelo organismo, pelo que recomenda-se escolher suplementos que contenham ubiquinol.

A dose estandar da coenzima Q10 varia entre 90 mg aos 200 mg ao dia. Uma dose de até 500 mg é bem tolerada: em vários estudos clínicos foram usados doses mais altas sem que apresentaram efeitos graves.

Devido a que a CoQ10 é um composto solúvel em gordura, sua absorção é lenta. Porém, se tomamos suplementos com alimentos o corpo absorve três vezes mais rápido que sem alimentos.

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

Alguns produtos, oferecem uma forma solúvel da CoQ10 ou uma combinação de coenzima Q10 e azeites para a melhor absorção. O corpo não armazena a coenzima Q10, pelo que recomenda-se a ingestão continua para obter todos os benefícios do composto.

A suplementação com a coenzima Q10 é bem tolerada e tem baixa toxicidade. De fato, os participantes em alguns estudos clínicos não mostraram nenhum efeito secundário com a ingestão diária de 1200 mg durante 16 meses.

Porém, se produzem efeitos secundários, recomenda-se dividir a dose diária em duas ou três tomas menores.

Conclusão: Devido a que a coenzima Q10 é solúvel em gordura recomenda-se tomar com alimentos ou usar produtos que combinem com óleo para melhorar sua absorção. A complementação com a coenzima Q10 é muito bem tolerada e tem baixa toxicidade.

Porquê se produz Deficiência de Coenzima Q10?

A falta de coenzima Q10 pode-se dever a várias razões:[2][4]

  • Desnutrição e deficiência de vitamina B6
  • Defeitos genéticos na síntese ou uso da coenzima Q10
  • Necessidade aumentada de coenzima Q10 devido às necessidades de tecido como resultado de certas doenças
  • Doenças mitocondriais
  • Stresse oxidativo devido ao envelhecimento
  • Efeitos colaterais dos tratamentos com estatinas

Benefícios da Coenzima Q10

Coenzima Q10 é um elemento essencial para muitas funções diárias que o corpo realiza e é essencial para todas as células do nosso corpo. Por suas propriedades, como um antioxidante que protege as células contra os efeitos do envelhecimento, tem sido usado na medicina há décadas, especialmente para o tratamento de problemas cardíacos.

Uma das aplicações mais comuns e pesquisadas de coenzima Q10 é a sua função para proteger o coração e vasos sanguíneos a partir dos efeitos prejudiciais do stress oxidativo (também conhecido como danos causados por radicais livres).

Muitas pessoas tomam suplementos de coenzima Q10 para o tratamento de problemas de saúde, como arritmia cardíaca, pressão arterial alta, doença cardíaca coronária, aterosclerose e insuficiência cardíaca.

A mais recente pesquisa mostrou que os suplementos dietéticos de coenzima Q10 também são benéficos para pacientes com outras condições inflamatórias, tais como câncer de mama, diabetes e vírus infertilidade e prevenção de complicações e tratamento dos sintomas.

Proporciona energia de forma natural

Coenzima Q10 desempenha um papel na "síntese de ATP mitocondrial" que consiste na conversão de energia de alimentos crus (hidratos de carbono e gorduras) úteis para as células, o que é chamado de trifosfato de adenosina (ATP) de energia. Este processo requer a intervenção de coenzima Q10 e tem muitos benefícios, de manter a massa muscular para a regulação do apetite e do peso corporal.

A coenzima é diretamente responsável pela produção de ATP. Uma deficiência desta substância provoca uma perda de força e vitalidade e gera a formação de radicais livres.

Esses radicais livres causam envelhecimento e destruição dos tecidos, o que pode levar à fadiga e à deterioração da saúde geral.

Em nosso corpo existem órgãos que requerem mais energia, como o cérebro, o fígado e o sistema cardiovascular.

Esses órgãos são aqueles que têm a maior quantidade de CO Q10 e são os que mais se beneficiam de uma ingestão adicional do mesmo.

Reduz o dano dos radicais livres

Danos oxidativos (ou danos causados por radicais livres) afetam as estruturas celulares e aceleram o processo de envelhecimento e o aparecimento de doenças.

Está demonstrado que a coenzima Q10 atua como um antioxidante lipossolúvel e inibe a peroxidação lipídica que ocorre quando as membranas celulares e as lipoproteínas de baixa densidade são expostas a condições oxidativas que atacam o corpo a partir do exterior.

Quando o LDL se oxida, a coenzima Q10 é um dos primeiros antioxidantes que o corpo usa para compensar os efeitos. Dentro da mitocôndria, a coenzima Q10 protege proteínas e DNA do dano oxidativo associado à peroxidação lipídica e neutraliza diretamente os radicais livres que contribuem para o desenvolvimento da maioria das doenças relacionadas à idade (doenças cardíacas, câncer, diabetes, etc.).

Melhora a saúde do coração e equilibra os efeitos das estadinas

Embora os especialistas acreditam que os ensaios clínicos mais controlados são necessários para provar a sua eficácia, coenzima Q10 tem um grande potencial para prevenir e tratar doenças do coração, como eles melhorar bioenergética celular, agindo como um antioxidante e neutralizar os efeitos da radicais livres.

Em um relatório publicado em 2015 pelo "Bioscience" afirma que "uma deficiência de coenzima Q10 pode causar mutações autossômicas recessivas e doença mitocondrial, estresse oxidativo associados com o envelhecimento e carcinogênese, bem como efeitos colaterais em tratamentos estatinas ".

Sabe-se agora que a suplementação com coenzima Q10 é benéfica para as pessoas que tomam estatinas porque reduz seus efeitos colaterais.

As estatinas são utilizados para reduzir uma enzima no fígado que não só reduz a produção de colesterol, mas também reduz a produção natural de coenzima Q10.

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

Agora aceita-se, em geral, que pode haver uma interação entre a coenzima Q10 e os medicamentos hipolipemiantes que inibem a atividade da HMG-CoA redutase, o colesterol, e a biossíntese de coenzima Q10.

A suplementação com CoQ10 serve para restaurar otimamente o nível natural desta enzima e neutralizar os efeitos das estatinas.

A coenzima Q10 ativa o sistema imune

Esta substância favorece o sistema imunológico, ajudando o funcionamento celular ideal. O sistema imunológico precisa lutar contra todos os tipos de agressões e doenças, por isso requer muito poder na forma de ATP.

De acordo com os estudos, ela desempenha um papel fundamental na produção de ATP, portanto, uma deficiência inibe a função ocrrecta do sistema imunológico, devido à limitação da energia celular disponível. Os danos causados pelos radicais livres também podem impedir o funcionamento do sistema imunológico. A coenzima é um dos antioxidantes que podem aderir aos radicais livres e impedi-los de causar danos.

Diminui o processo de envelhecimento

A síntese mitocondrial de ATP é uma função importante para manter um metabolismo ativo, com força muscular, ossos fortes, pele jovem e tecido saudável.

Os níveis de coenzima Q10 diminuem com a idade, o que contribui para uma diminuição do metabolismo energético e degeneração de alguns órgãos, como fígado, coração e músculo esquelético.

Embora não tenha sido demonstrado que a suplementação com coenzima Q10 pode prolongar a vida, os pesquisadores acreditam que atrasa o dano que o DNA sofre como resultado do envelhecimento.

Coenzima Q10 Anti-envelhecimento

É necessário uma investigação mais clínica para fazer conclusões definitivas, mas acredita-se que a coenzima Q10 tem muitos benefícios anti-envelhecimento, entre os quais a redução da perda muscular, melhor a condição da pele e proteger os ossos contra as lesões nas articulações.

Ajuda a manter níveis ótimos de pH

Coenzima Q10 ajuda de proteínas de transporte no interior das células através das membranas e segrega certas enzimas digestivas do resto da célula, ajudando a manter o pH óptimo do organismo.

Acredita-se que certas doenças desenvolver mais facilmente em ambientes com níveis de pH inadequadas ou muito ácidas.

Vários estudos clínicos têm demonstrado que a coenzima Q10 ajuda a melhorar a função imunológica geral e ainda reduz o risco de cancro, como resultado de várias causas, incluindo a capacidade do organismo é incluído para manter um nível de pH apropriado.

Por volta de 1960, os pesquisadores começaram a testar o efeito da coenzima Q10 na função imunológica e concluiu que as pessoas com certos tipos de câncer (mieloma, linfoma, mama, pulmão, próstata, pâncreas e cólon ) têm níveis mais baixos desta coenzima.

Recentemente, estudos sobre o câncer de mama mostraram que a saúde das mulheres com este tipo de câncer melhoram quando tomar suplementos de coenzima Q10.

Proteger a saúde cognitiva

As pessoas que sofrem um deterioro cognitivo, como o Parkinson, sofrem um aumento do stress oxidativo em uma parte do cérebro chamada substância preta que contribui aos sintomas da doença.

Foi demonstrado que pessoas com distúrbios cognitivos tendem a ter níveis sanguíneos mais baixos de coenzima Q10.

Vários estudos investigaram os efeitos da coenzima Q10 em pessoas com doença de Parkinson. Um estudo randomizado e realizado ao longo de 80 pessoas doença de Parkinson, na sua fase inicial, controlado por placebo, demonstraram a eficácia de 300, 600 ou 1.200 mg de coenzima Q10 suplementar, que ele conseguiu retardar a deterioração das funções cognitivas associado a esta patologia.

Outros estudos descobriram que tomar cerca de 360 miligramas por dia de coenzima Q10 por quatro semanas beneficia moderadamente pacientes com Parkinson.

CoenzimaQ10 Ubiquinol alivia os sintomas do autismo

Crianças com transtorno do espectro autista mostram uma melhora nos sintomas ao tomar coenzima Q10.

Crianças de 3 a 6 anos diagnosticadas com autismo e tratadas com ubiquinol mostram melhor comunicação com seus pais, assim como comunicação verbal, estão mais envolvidas em jogos, dormem mais facilmente e se alimentam melhor. 

A coenzima Q10 reduz os sintomas de fibromialgia em adolescentes

Os adolescentes com fibromialgia costumam ter uns níveis de coenzima Q10 por baixo da média. A complementação com ubiquinol para aliviar a dor, melhor o metabolismo do colesterol e reduzir o cansaço.

A coenzima Q10 reduz as complicações quirúrgicas

A coenzima Q10, tomada em altas doses antes e depois de uma operação cirúrgica do coração ajuda a prevenir as complicações durante a intervenção.

Em um estudo comprovou-se que os pacientes que se recuperaram de uma intervenção cirúrgica de coração, e tomaram doses altas de coenzima Q10, reduziram em um 95% a probabilidade de voltar a desenvolver a doença.

Os pacientes que tomaram altos níveis de coenzima Q10 depois de uma operação tiveram níveis mais baixos de inflamação, estiveram menos tempo na UTI e reduziram a probabilidade de sofrer futuras infecções.

Porquê é tão importante Tomar Coenzima Q10?

Para obter a energia que o corpo necessita para realizar diferentes funções, as mitocôndrias localizadas em nossas células absorvem gordura e outros nutrientes e as convertem em fontes de energia. Para levar a cabo este processo, a intervenção da coenzima Q10 é necessária.

Como as outras coenzimas, a coenzima Q10 ajuda outras enzimas a digerir os alimentos adequadamente.

A coenzima Q10 não é necessária apenas para produzir energia celular, mas também para proteger as células dos danos causados pelos radicais livres nocivos.

A coenzima Q10 pode existir em três estados de oxidação diferentes. A capacidade de aceitar e liberar elétrons é uma característica importante de suas funções bioquímicas, uma vez que, dessa maneira, eles neutralizam o dano dos radicais livres.

A coenzima Q10 é semelhante a um poderoso antioxidante e pode aumentar a absorção de outros nutrientes essenciais. Tem sido demonstrado que ajuda a reutilizar a vitamina C e a vitamina E, maximizando os efeitos das vitaminas e antioxidantes que já funcionam no corpo.

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

Embora o corpo possa produzir coenzima Q10, a produção diminui com a idade, especialmente quando a proteção de nossas células é mais necessária.

Portanto, devemos aproveitar os benefícios da coenzima Q10, tanto através de alimentos como através de suplementos nutricionais de qualidade.

Quem pode Tomar Coenzima Q10?

De acordo com as investigações clínicas a síntese da coenzima Q10 e a ingestão de alimentos deveria ser suficiente para prevenir a deficiência da coenzima Q10 em pessoas saudáveis. Porém, como vismos antes, o corpo produz menos coenzima Q10 com a idade.

Coenzima Q10 Cápsulas

A capacidade natural para converter a coenzima Q10 em sua forma ativa, ubiquinol, diminui a medida que envelhecemos. Esta diminuição é mais pronunciada em pessoas maiores de 40 anos, especialmente em pacientes que tomam estatinas. Também foi descoberto que as pessoas com diabete, cancro e insuficiência cardíaca tem níveis mais baixos de coenzima Q10 no plasma.

Devido a isto, a coenzima Q10 está recomendada principalmente para as pessoas com problemas cardíacos.

Entre estas podem-se incluir as pessoas que sofrem as seguintes doenças:

  • Primeiro ataque cardíaco ou doença coronárias
  • Nível alto de colesterol (especialmente quando toma-se estatinas)
  • Pressão arterial alta
  • Arterioesclerose
  • Angina
  • Problemas da válvula mitral
  • Além de ajudar a manter o sistema cardiovascular saudável, a coenzima Q10 também tem os seguintes benefícios:
  • Protege contra os radicais livres e os signos típicos de envelhecimento, incluida a degradação muscular e as lesões cutâneas
  • Restaura o poder dos antioxidantes, incluida a vitamina E e a vitamina C.
  • Estabiliza o açúcar no sangue
  • Ajuda a manter saudáveis as gengivas
  • Reduz a distrofia muscular
  • Ajuda com os transtornos cognitivos, incluidos Parkinson e Alzheimer
  • Conduz a uma melhora metabólica em pacientes com doenças mitocondriais hereditárias
  • Ajuda a tratar outras doenças, como  cancro, desequilibrios hormonais, diabete, virus e as infecções

A Coenzima Q10 nos alimentos

Entre os alimentos ricos em Coenzima Q10 encontra-se o peixe, o fígado, os rins e os germinados de grãos integrais.

Os suplementos de coenzima Q10 se absorvem pelo corpo igual que os alimentos.

Entre os alimentos que contem as fontes naturais mais ricas em coenzima Q10 destacam a carne, as aves de capoeira e o peixe. Para os vegetarianos a alternativa de outros alimentos, como o feijão, as nozes, alguns vegetais, os ovos e os produtos lácteos que também contem coenzima.

Esta é a lista dos alimentos ricos em coenzima Q10

  • Carne de gado alimentado com capim
  • Arenques
  • Carne de frangos de capoeira
  • Trucha
  • Sementes de gergelim
  • Pistaches
  • Brócol
  • Couve-flor
  • Laranjas
  • Morangos
  • Ovos da cria de animais
  • Sardinhas
  • Cavala

Atualmente, não há recomendação específica de saúde e nutrição na coenzima Q10. Sendo um antioxidante solúvel em gordura é mais facilmente absorvido quando consumido com uma pequena quantidade de gorduras saudáveis (como acontece com vitaminas E e A).

Embora a coenzima Q10 pode ser obtida a partir de alguns alimentos, a quantidade é muito baixa, por isso os especialistas recomendam tomar suplementos desta coenzima no caso de idosos e pessoas com doenças cardíacas.

Os sintomas de deficiência de coenzima Q10 não são descritas em detalhe, embora acredita-se que uma pessoa normal através de dieta só obter 25 por cento da coenzima Q10 que o corpo precisa no total.

A melhor opção para garantir a contribuição da coenzima Q10 é seguir uma rica, variada e com diferentes dieta de nutrientes, além de tomar suplementos nutricionais de coenzima Q10 nos casos em que existe o risco de uma doença inflamatória ou doença cardíaca.

Suplementos Dietéticos com Coenzima Q10

Os alimentos têm baixas quantidades de coenzima Q10 que mesmo comendo uma dieta saudável, não cobre a dose diária recomendada.

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

Tomar um suplemento diário alimentar de coenzima Q10 de alta qualidade, em forma de cápsula (que facilita a absorção na corrente sanguínea), é a melhor maneira de fornecer o corpo com a quantidade diária que você precisa.

Dosagem de coenzima Q10 em suplementos dietéticos:

De acordo com uma pesquisa realizada por ConsumerLab.com em mais de 50 produtos de dieta de coenzima Q10, a dose diária recomendada varia de 30 miligramas para 1.000 miligramas diárias.

A maioria dos especialistas recomenda que os adultos tomem pelo menos 200 miligramas diarios para obter benefícios.

As pessoas que tomam estatinas ou que têm um alto peso devem tomar uma dose maior.

Efeitos Secundários da coenzima Q10

A coenzima Q10 é geralmente muito segura e tem sido usada no campo da medicina por muitos anos. No entanto, às vezes você pode ter os seguintes efeitos colaterais:

Insônia leve, aumento das enzimas hepáticas, erupções cutâneas, náuseas, dor no abdome superior, tontura, fotossensibilidade, irritabilidade, dor de cabeça, azia e fadiga.

Interação com estatinas: Os suplementos de coenzima Q10 podem reduzir a eficácia anticoagulante das estatinas, como a varfarina e outras drogas comuns redutoras de colesterol (conhecidas como inibidores da HMG-CoA redutase). Se você tomar este tipo de medicação, consulte o seu médico antes de tomar suplementos Coenzima Q10.

Em alguns casos, a suplementação com coenzima Q10 também pode reduzir os níveis de açúcar no sangue. Diabéticos que tomam medicamentos para controlar o açúcar no sangue devem monitorar sua patologia tomando coenzima Q10.

Recomenda-se que leia sempre as instruções de dosagem, comece com uma dose baixa e aumente gradualmente. Você pode minimizar os efeitos colaterais dividindo a dose diária em várias doses distribuídas em doses menores, em torno de 100 miligramas.

Se você estiver grávida ou amamentando, pergunte ao seu médico sobre todos os suplementos que você toma para se certificar de que eles estão seguros.

As Estatinas e a Coenzima Q10

As estatinas que reduzem o colesterol inibem a produção de coenzima Q10 no corpo. Isso leva a um nível mais baixo de ubiquinol no sangue.

Muitas pessoas não sabem que as estatinas que tomam para baixar o colesterol também inibem a produção de coenzima Q101-4 no corpo, especialmente se elas tomam uma dose alta ou tomam a droga por um longo tempo. Isso resulta em uma menor quantidade de coenzima Q10 no sangue. Mesmo uma pequena diminuição na coenzima Q10 pode alterar a capacidade do corpo de gerar energia, além de causar outros problemas. Por outro lado, o uso a longo prazo de estatinas e baixos níveis de coenzima Q10 em alguns pacientes podem produzir fadiga e espasmos musculares.

Coenzima Q10 e Desporto

A isto devemos acrescentar que a forma de ubiquinol da coenzima Q10 pode proteger contra a oxidação do colesterol LDL. No entanto, as pessoas que têm níveis mais baixos de coenzima Q10, tomando estatinas são mais suscetíveis à oxidação e colesterol oxidado é um fator de risco que provoca muitos problemas vasculares.

Por que as estatinas levam a uma deficiência da coenzima Q10?

As estatinas são drogas que reduzem o colesterol ruim. Mas por que essa droga reduz a coenzima Q10?

A resposta é que nosso corpo produz colesterol da mesma forma que produz a coenzima Q10. A coenzima Q10, que é importante para a saúde do coração, é transportada no sangue através do colesterol.

No corpo, o acetoacetil-CoA é convertido em um composto orgânico chamado mevalonato usando uma enzima chamada HMG-CoA redutase. O mevalonato pode ser usado para a produção de colesterol ou coenzima Q10.

As estatinas inibem o efeito da HMG-CoA redutase e reduzem a quantidade de mevalonato disponível para a produção de colesterol. Infelizmente, isso significa que há também menos mevalato disponível para a produção de coenzima Q10 pelo organismo.

Estudos demonstraram que as estatinas reduzem significativamente a quantidade de coenzima Q10 no sangue, mesmo que uma pessoa tenha tomado uma dose padrão durante apenas três meses.

O que é recomendado as pessoas que tomam estatinas?

É muito fácil resolver esse problema.

É muito difícil fornecer ao organismo a quantidade necessária de Coenzima Q10 apenas através dos alimentos. Por essa razão, é aconselhável tomar suplementos dietéticos da Coenzima Q10. De qualquer forma, se você estiver tomando medicamentos, você também deve consultar o médico antes de tomar qualquer vitamina ou suplemento.

Tomar suplementos Coenzima Q10 é a melhor opção para qualquer pessoa com mais de 30 anos e, especialmente, com mais de 40 anos de idade.

Convencional coenzima Q10 é uma boa escolha para a maioria dos jovens, porque seus corpos ainda podem convertê-lo em ubiquinol, de forma muito eficaz.

Com a idade, essa transformação se torna cada vez mais difícil.

Coenzima Q10 é um poderoso antioxidante que não só neutraliza os radicais livres nocivos, mas também tem a capacidade de regenerar outros antioxidantes, como a vitamina C e E.

A coenzima Q10 e os efeitos colaterais das estatinas

As estatinas são medicamentos que ajudam a diminuir o colesterol. Pacientes que sofrem de dores musculares causadas por estatinas, perda de massa muscular e diminuição do desempenho físico podem aumentar seu desempenho tomando coenzima Q10 diariamente.

As estatinas podem causar rabdomiólise (morte muscular), que libera as células do rabdomiossarcoma na corrente sanguínea e degrada outros tecidos. Células de rabdomiossarcoma humano tratadas com sinvastatina e coenzima Q10 suplementam a morte muscular reversa e eliminam as células do sarcoma.

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

Em estudos clínicos com ratos, verificou-se que aqueles que receberam sinvastatina tiveram um nível mais baixo de coenzima Q10. Isso produziu uma diminuição no batimento cardíaco espontâneo e uma sensibilidade reduzida à estimulação elétrica.

O uso continuado de sinvastatina e coenzima Q10 tornou possível combater esses efeitos negativos no coração do rato. O exercício diário e a complementação com ubiquinol produziram um aumento nas lipoproteínas de alta densidade, reduzindo os problemas associados à doença cardíaca.

Medicamentos para reduzir o colesterol: Estadinas

O colesterol é uma substância que nosso corpo produz e utiliza para realizar várias funções essenciais, como a produção de membranas celulares e a produção de hormônios.

A maior parte do colesterol necessário para uma boa saúde é produzida pelo fígado. O resto é fornecido pela comida que comemos. O colesterol é essencial para a vida humana.

Muito colesterol no sangue pode aumentar o risco de doença cardíaca e derrame. Este é um problema que afeta muitas pessoas.

Algumas pessoas podem reduzir seu colesterol alto mudando sua dieta e se exercitando mais, mas existem milhões de pessoas que precisam da ajuda de medicamentos.

Existem vários medicamentos para o tratamento de colesterol LDL elevado, incluindo sequestrantes de ácidos biliares, niacina e uma classe de medicamentos injetáveis chamados inibidores da PCSK9.

A grande maioria das pessoas que precisam de medicamentos para reduzir o colesterol tomam estatinas, comercializadas sob as marcas Lipitor, Crestor ou Zocor.

As estatinas são populares porque são relativamente baratas e muito eficazes na redução do colesterol que os médicos consideram ruim.

Coenzima Q10 como Ubiquinol

Ubiquinol vs. Coenzima Q10: as diferentes formas de coenzima Q10

Milhões de pessoas estão tomando suplementos Coenzima Q10 para ajudar a manter o coração saudável. Muitos ficam surpresos ao saber que a coenzima Q10 existe em duas formas diferentes e diferentes.

A coenzima convencional Q10, tecnicamente conhecida como ubiquinona, é a versão oxidada do nutriente. Muito vem da comida que comemos, mas a maioria é fornecida pelo próprio corpo.

Mais de 90% da coenzima total Q10 no sangue de um adulto jovem saudável é sob a forma de ubiquinol.

  1. A coenzima convencional Q10 deve ser convertida pelo organismo na forma mais avançada chamada ubiquinol, que é o que oferece os benefícios para o corpo.
  2. Com o aumento da idade ou quando certas doenças são sofridas, a conversão da coenzima Q10 em ubiquinol é mais difícil.

Conversão da coenzima Q10 em ubiquinol

A coenzima Q10 tem dois elementos: moléculas de hidrogênio e elétrons extras. Pode haver uma grande diferença na capacidade do nutriente de se mover através do sangue e ser absorvido pelas células.

Esses dois elementos também influenciam a atividade antioxidante e desempenham um papel crucial na produção de energia celular. Nossos corpos precisam converter a coenzima convencional Q10 em ubiquinol antes que ela possa ser usada para gerar energia celular.

No entanto, à medida que a idade avança, é mais difícil converter a coenzima convencional Q10 em ubiquinol.

Imagine que você é um adolescente saudável de 18 anos que tem que empurrar várias bolas pesadas para cima. Certamente você teria poucos problemas para levar cada bola para o topo e retornar para outra. Agora, imagine que você tem que fazer o mesmo aos 65 anos. Mesmo que sejam mais sábios e mais maduros, será muito mais difícil para você fazer esse trabalho. Cada vez vai custar mais para subir e vai demorar mais tempo a recuperar.

Pois o mesmo processo ocorre em nosso corpo quando tentamos converter a coenzima convencional Q10 em ubiquinol.

Por que a coenzima Q10 se torna ubiquinol?

Os órgãos e músculos mais importantes do nosso corpo, por exemplo, o cérebro e o coração, precisam de grandes quantidades de energia celular para funcionar de maneira ideal. Para obter essa energia, precisamos da coenzima Q10 em sua forma de ubiquinol.

Quando chegamos a aproximadamente 30 anos, nosso corpo acha mais difícil converter a coenzima convencional Q10 na forma mais avançada de ubiquinol, e isso afeta a energia celular do nosso corpo.

Em pequenas áreas de energia celular, chamadas mitocôndrias, a coenzima Q10 usa seus dois elétrons para converter os alimentos em um tipo de combustível (chamado ATP) de que nosso corpo precisa.

As pessoas jovens e saudáveis, por exemplo, com 18 anos de idade, convertem facilmente a Coenzima Q10 em ubiquinol. Mas a partir dos 30 anos, é mais difícil para o nosso corpo realizar esse processo. Isso afeta a quantidade de energia celular disponível para nossos órgãos.

Coenzima Q10: outra diferença importante

Até agora, vimos que a forma de coenzima Q10 do ubiquinol desempenha um papel essencial na produção de energia celular necessária a órgãos importantes, como o coração e o cérebro.

Também descobrimos que, a partir dos 30 anos, é mais difícil converter a coenzima convencional Q10 em ubiquinol, o que afeta a energia celular do nosso corpo.

Coenzima Q10 e running

Mas há algo mais que torna a Coenzima Q10 tão especial. Ao contrário da coenzima convencional Q10, o ubiquinol é um poderoso antioxidante devido aos dois elétrons adicionais que possui. Esses elétrons são essenciais porque contêm a chave para neutralizar substâncias chamadas radicais livres.

Os radicais livres são prejudiciais porque lutam constantemente para roubar elétrons, incluindo DNA, proteínas e lipídios. A eliminação de um elétron oxida a molécula (estresse oxidativo) e pode causar danos que afetam nossa saúde.

A forma ubiquinol da coenzima Q10 pode deixar um elétron para neutralizar um radical livre que poderia causar problemas metabólicos. Além disso, a coenzima Q10 é um dos poucos antioxidantes encontrados não apenas nas partes gordurosas do corpo (como membranas celulares e colesterol LDL), mas também nas mitocôndrias, onde a energia é gerada.

Da mesma forma que os motores de automóveis produzem gases de escape, as mitocôndrias têm sua própria forma de fumaça de escape cheia de radicais livres. O ubiquinol é a única forma de coenzima Q10 que pode proteger as mitocôndrias e suas membranas lipídicas do ataque dos radicais livres.

COQ10 100mg - 120 veg caps
COQ10 100mg - 120 veg caps
100mg de Coenzima Q10 por dose.

Conclusão final sobre a coenzima Q10

Coenzima Q10 é uma substância solúvel em gordura, semelhante a uma vitamina e tem muitos benefícios para a saúde. Está envolvida na produção de energia celular e age como um antioxidante. Graças a estas propriedades, mantém as células em bom estado e pode ser usado para prevenir e tratar algumas doenças crônicas.

Tem sido demonstrado que a coenzima Q10 melhora a saúde cardíaca e o nível de açúcar no sangue, ajuda a prevenir e tratar o câncer e reduz o início da enxaqueca. Também reduz o dano oxidativo causado pela fadiga muscular, bem como o aparecimento de doenças cerebrais e pulmonares. Além disso, ajuda a manter a pele jovem e saudável.

A coenzima Q10 está disponível como suplemento dietético e é geralmente bem tolerada. Também é encontrado em alguns alimentos, como carnes de aves, peixes, órgãos de animais, vegetais e legumes.

Com a idade, a produção de coenzima Q10 diminui, por isso, recomenda-se aumentar os níveis de Coenzima Q10 por consumir mais alimentos com um alto teor de coenzima Q10 ou tomar suplementos dietéticos deste composto. A coenzima Q10 melhora a saúde em diferentes níveis:

A coenzima Q10, também chamada CoQ10 ou ubiquinona, é uma substância natural que ajuda a combater o estresse oxidativo e a prevenir danos aos tecidos.

Seus benefícios incluem: retardar os efeitos do envelhecimento, proteger a saúde cognitiva, melhorar as funções metabólicas e melhorar a saúde do coração.

A coenzima Q10 é gerada pelo próprio corpo e também é contida, em pequenas quantidades, em certos alimentos: carne, peixe, nozes, sementes, vegetais e ovos. No entanto, nossa capacidade de produzir e usá-lo diminui com a idade.

Os suplementos de coenzima Q10 variam entre 30 e 1.000 miligramas por dia, mas alguns médicos recomendam tomar entre 200 e 300 miligramas por dia (divididos em várias doses).

Coenzima Q10 (CoQ10) é uma coenzima que está presente na maioria dos corpos celulares de animais e é encontrada principalmente nas mitocôndrias. O ubiquinol é um derivado da coenzima Q10.

Tanto a coenzima Q10 como o ubiquinol são compostos chave na cadeia de transporte de elétrons e facilitam a produção de ATP em reações redox. Ubiquinol, reduzido e absorvível pelo organismo, pode ser encontrado como um suplemento dietético para pacientes com deficiência de coenzima Q10.

Se você quiser saber mais informações sobre outros ingredientes benéficos, plantas, vitaminas e minerais para a saúde, você pode visitar nossa wiki de informações aqui.

Bibliografía sobre a Coenzima Q10: Estudos e Referências

  • 1. Garrido-Maraver J. Clinical applications of coenzyme Q10. Front Biosci (Landmark Ed).
  • 2. Garrido-Maraver J. Coenzyme q10 therapy. Mol Syndromol. 2014 Jul; 5 (3-4): 187-97.
  • 3. Galluzzi L, Kepp O, Trojel-Hansen C, Kroemer G. Mitochondrial control of cellular life, stress, and death. Circ Res. 2012 12 de octubre; 111 (9): 1198-207.
  • 4. Doimo M et al. Genetics of coenzyme q10 deficiency. Mol Syndromol. 2014 Jul; 5 (3-4): 156-62.
  • 5. Serious L, Forsmark-Andrée P. Ubiquinol: an endogenous antioxidant in aerobic organisms. Clin Investig. 1993; 71 (8 Suppl): S60-5.
  • 6. Simpson JL, Bailey LB, Pietrzik K y col. Micronutrients and women of reproductive potential: required dietary intake and consequences of dietary deficiency or excess. Part I--Folate, Vitamin B12, Vitamin B6. J Matern Fetal Neonatal Med., Vol. 23 (12), 2010, 1323-1343.
  • 7. DiNicolantonio JJ y col. Coenzyme Q10 for the treatment of heart failure: a review of the literature. 2015 Oct 19; 2 (1): e000326.
  • 8. Sharma A, Fonarov GC, Butler J, Ezekowitz JA, Felker GM. Coenzyme Q10 and Heart Failure: A State-of-the-Art Review. Circ Heart Fail. 2016 abr; 9 (4): e002639.
  • 9. Information about medicines, Drug safety during pregnancy and lactation
  • 10. Morisco C, Trimarco B, Condorelli M. Effect of coenzyme Q10 therapy in patients with congestive heart failure: a long-term multicenter randomized study. Clin Investig. 1993; 71 (8 Suppl): S134-6.
  • 11. Ben-Meir A, et al. Coenzyme Q10 restores oocyte mitochondrial function and fertility during reproductive aging. Aging Cell. 2015 Oct; 14 (5): 887-95.
  • 12. Walczak-Jedrzejowska R, Wolski JK, Slowikowska-Hilczer J. The role of oxidative stress and antioxidants in male fertility. Cent European J Urol. 2013; 66 (1): 60-7.
  • 13. Lafuente R, y col. Coenzyme Q10 and male infertility: a meta-analysis. J Assist Reprod Genet. 2013 Sep; 30 (9): 1147-56.
  • 14. Ahmadi S, Bashiri R, Ghadiri-Anari A, Nadjarzadeh A. Antioxidant supplements and semen parameters: An evidence based review. Int J Reprod Biomed (Yazd). 2016 Dec; 14 (12): 729-736.
  • 15. Farage MA, Miller KW, Elsner P, Maibach HI. Characteristics of the Aging Skin. 2013 Feb; 2 (1): 5-10.
  • 16. Rinnerthaler M, Obispo J, Streubel MK, Comfort A, Richter K. Oxidative stress in aging human skin. 21 de abril de 2015; 5 (2): 545-89.
  • 17. Health Risks from Excessive Vitamin B6
  • 18. Hoppe U, y col. Coenzyme Q10, a cutaneous antioxidant and energizer. Biofactores. 1999; 9 (2-4): 371-8.
  • 19. Rusciani L., y col. Low plasma coenzyme Q10 levels as an independent prognostic factor for melanoma progression. J Am Acad Dermatol. 2006 Feb; 54 (2): 234-41. Epub 2005 Dic 27.
  • 20. Yorn's WR Jr, Hardison HH. Mitochondrial dysfunction in migraine. Semin Pediatr Neurol. 2013 Sep; 20 (3): 188-93.
  • 21. Slater SK., Et al. A randomized, double-blinded, placebo-controlled, crossover, add-on study of CoEnzyme Q10 in the prevention of pediatric and adolescent migraine. Cefalea. 2011 Jun; 31 (8): 897-905.
  • 22. Bender DA. Non-nutritional uses of vitamin B6. Br J Nutr, Vol. 81, 1999, 7-20.
  • 23. Fäth-Neubauer B, Viebahn I. The influence of a special micronutrient preparation on the micronutrient status and mental well-being of women using oral contraceptives.
  • 24. Shoeibi A., y col. Effectiveness of coenzyme Q10 in prophylactic treatment of migraine headache: an open-label, add-on, controlled trial. Acta Neurol Belg. 2017 mar; 117 (1): 103-109.
  • 25. Leeuwenburgh C, Heinecke JW. Oxidative stress and antioxidants in exercise. Curr Med Chem. 2001 Jun; 8 (7): 829-38.
  • 26. Mancuso M., y col. Fatigue and exercise intolerance in mitochondrial diseases. Literature revision and experience of the Italian Network of mitochondrial diseases. Neuromuscul Disord. 2012 Dec; 22 Suppl 3: S226-9.
  • 27. Abraham GE, Schwartz UD, Lubran MM. Effect of vitamin B-6 on plasma and red blood cell magnesium levels in premenopausal women. Ann Clin Lab Sci, Vol. 11 (4), 1981, 333-336.
  • 28. Gül I Gökbel H, Belviranli M, N Okudan, Büyükbaş S, Başarali K. Oxidative stress and antioxidant defense in plasma after repeated bouts of supramaximal exercise: the effect of coenzyme Q10. J Sports Med Phys Fitness. 2011 Jun; 51 (2): 305-12.
  • 29. Glover EI, Martin J, Maher A, Thornhill RE, Moran GR, Tarnopolsky MA. A randomized trial of coenzyme Q10 in mitochondrial disorders. 2010 Nov; 42 (5): 739-48. doi: 10.1002 / mus.21758.
  • 30. Gökbel H, I Gül Belviranl M, Okudan N. The effects of coenzyme Q10 supplementation on performance during repeated bouts of supramaximal exercise in sedentary men. J Strength Cond Res. 2010 Jan; 24 (1): 97-102.
  • 31. Mizuno K., y col. Antifatigue effects of coenzyme Q10 during physical fatigue. Nutrición. 2008 abr; 24 (4): 293-9.
  • 32. Xu Z., y col. Coenzyme Q10 Improves Lipid Metabolism and Ameliorates Obesity by Regulating CaMKII-Mediated PDE4 Inhibition. 7 (1): 8253.
  • 33. Amin MM., Et al. Novel CoQ10 antidiabetic mechanisms underlie its positive effect: modulation of insulin and adiponectine receptors, Tyrosine kinase, PI3K, glucose transporters, sRAGE and visfatin in insulin resistant/diabetic rats. PLoS One. 2014 20 de febrero; 9 (2): e89169.
  • 34. Smith N, Atroch AL. Guarana´ ’s Journey from Regional Tonic to Aphrodisiac and Global Energy Drink, Vol. 7 (3), septiembre de 2010, 279-282.
  • 35. Eriksson JG, Forsén TJ, Mortensen SA, Rohde M. The effect of coenzyme Q10 administration on metabolic control in patients with type 2 diabetes mellitus. Biofactores. 1999; 9 (2-4): 315-8.
  • 36. Zahedi H., y col. Effects of CoQ10 Supplementation on Lipid Profiles and Glycemic Control in Patients with Type 2 Diabetes: a randomized, double blind, placebo-controlled trial. J Diabetes Metab Disord. 2014 Jul 25; 13: 81.
  • 37. Abdali D, Samson SE, Grover AK. How effective are antioxidant supplements in obesity and diabetes? Med Princ Pract. 2015; 24 (3): 201-15.

Se quiseres saber mais...

A coenzima Q10 é a chave para manter um coração saudável. É uma substância básica que proporciona energia as células do organismo. Para comprar Coenzima Q10... Ler mais

A coenzima Q10 é um composto hidrosolúvel em gordura sintetizada principalmente pelo corpo e encontra-se naturalmente em alguns alimentos. Normalmente, a... Ler mais

Subscreve o newsletter e consegue um 15% Desconto na tua primeira compra
x