10 Produtos
Definir direcção ascendente

Ferro

O ferro é um oligoelemento essencial para a formação dos glóbulos vermelhos, que são os que transportam o oxigénio para todas as células do organismo. Portanto, é crucial para fornecer energia ao corpo e à mente.

Os sintomas da deficiência de ferro apresentam-se geralmente em forma de fadiga, palidez, queda de cabelo e unhas quebradiças. A falta de ferro no sangue afeta especialmente as mulheres, os vegetarianos e os vegans.

O ferro contribui, em grande medida, a proporcionar a cor vermelha das células que distribuem o oxigénio inalado desde os pulmões, através da corrente sanguínea para todo o corpo. O fígado e o baço contém as reservas de ferro que o corpo necessita.

O organismo não pode sintetizar este mineral, por si só, por isso requer um fornecimento regular deste oligoelemento básico. Cada dia, o corpo perde cerca de 1 mg deste oligoelemento através do intestino, rins e pele. As necessidades diárias de ferro são diferentes em cada pessoa, dependendo do sexo, idade, estilo de vida e estado físico.

Índice de conteúdos Ocultar

  1. Propriedades do ferro
  2. O ferro é recomendado para:
  3. Ferro e anemia
  4. Quais os alimentos que contêm ferro?
  5. Que sintomas se produzem numa deficiência de ferro?
    1. Os sintomas típicos da deficiência de ferro incluem:
  6. Quantidade de ferro e modo de aplicação:
  7. Falta de ferro em crianças
  8. Opinião dos nutricionistas e especialistas sobre o ferro
    1. 1. O mito dos espinafres
    2. 2. Fatores que facilitam ou inibem a absorção de ferro no organismo
  9. Efeitos secundários e interações do ferro

Propriedades do ferro

É necessário para a formação do sangue na medula óssea. O ferro que o corpo absorve deposita-se nas células do sangue e distribui o oxigénio para o resto das células do corpo.

Deste modo, o oxigénio entra nos músculos, onde se armazena, e produz a energia das células e dos elementos químicos necessários para o cérebro.

O ferro é recomendado para:

  • Os casos de pessoas que necessitam de uma maior contribuição deste mineral, tais como os desportistas, atletas, mulheres grávidas ou lactantes, pessoas que estão em fases de crescimento (puberdade), ou pessoas que vão passar um longo período de tempo em zonas de alta altitude.
  • Quando se tem um fornecimento insuficiente de alimentos, como é o caso das pessoas que têm uma dieta vegetariana ou vegan.
  • Quando se tem uma perda de sangue por várias razões: operações cirúrgicas, acidentes, doações de sangue ou menstruação.
  • Para pessoas idosas

Ferro e anemia

O ferro é vital para a síntese de hemoglobina, sendo um pilar fundamental na ligação desta proteína ao oxigénio.

Quando o corpo tem muito pouco ferro disponível, quer seja pela perda de sangue, má alimentação ou incapacidade do corpo para assimilar o ferro suficiente, gera-se uma quantidade muito baixa de hemoglobina e produzem-se menos glóbulos vermelhos, ou glóbulos vermelhos de pior qualidade, pelo que provoca uma deterioração da capacidade global do sangue para levar a cabo a sua vital ação oxigenante nos tecidos.

Esta anemia por deficit de ferro é a denominada anemia ferropénica.

A anemia por falta de ferro ou anemia ferropénica é uma doença comum e simples de tratar, na maioria dos casos. É usualmente tratada com um suplemento de ferro.

No entanto, este mineral não é o único elemento-chave na fabricação dos glóbulos vermelhos pela medula óssea. Também se requerem duas vitaminas nas doses suficientes, a vitamina B12 e o ácido fólico. A ausência de, pelo menos, um deles, também provoca anemia mas esta é de outro tipo.

Quais os alimentos que contêm ferro?

A concentração nos alimentos é muito diferente em cada caso. Entre os principais alimentos com ferro que podem ser absorvidos pelo corpo incluem os de origem animal, especialmente o fígado, o rim e as vísceras.

A concentração de ferro varia significativamente nos alimentos vegetais, entre os que destacam as leguminosas, os cereais (integrais), as nozes e a salsa.

Que sintomas se produzem numa deficiência de ferro?

A deficiência de ferro manifesta-se principalmente nas grandes cidades e afeta a milhões de pessoas. As causas são múltiplas e podem variar de umas zonas a outras.

Os sintomas típicos da deficiência de ferro incluem:

  • Dificuldade para respirar e palpitações
  • Anorexia
  • Dores de cabeça
  • Cansaço e fadiga
  • Problemas de concentração
  • Perda de energia
  • Tonturas
  • Palidez
  • Queda de cabelo
  • Unhas quebradiças
  • Rachaduras no canto dos lábios

Quantidade de ferro e modo de aplicação:

Uma dieta equilibrada deve abranger, normalmente, a quantidade diária que requer o nosso corpo. Em situações de stress ou sob determinadas circunstâncias podemos ter uma necessidade maior, pelo que é muito útil tomar um suplemento dietético de ferro para satisfazer esta necessidade.

Em geral, a dose recomendada de ferro gira em torno aos 10 mg diários, em situações normais ou 15 mg quando se tem uma necessidade adicional. Quando o corpo tem uma deficiência em ferro, pode passar vários meses até recuperar os seus níveis normais.

Uma solução para recuperar de forma rápida os níveis deste oligoelemento, consiste em adicionar um suplemento à nossa dieta. É também muito importante ter uma boa compatibilidade com o produto selecionado.

Falta de ferro em crianças

A falta de ferro nos últimos anos reduziu-se bastante, graças à introdução das fórmulas e alimentos fortificados com este mineral para lactantes e crianças que foram introduzidas na década de 1970. No entanto, os estudos mostram que as crianças não consomem o ferro suficiente, já que 4% das crianças de 6 meses de idade e 12% das de 12 meses têm uma falta deste mineral tão importante.

Nas crianças com idades entre 1 e 3 anos, a falta de ferro ocorre um 6,6% a 15,2%, dependendo da etnia e do status sócio-económico.
Os bebés recém-nascidos prematuros, os bebés que só tomam leite materno e os bebés em risco de sofrer deficiências do desenvolvimento estão em maior risco. Com a suplementação com ferro a todas as crianças poderíamos diminuir a deficiência deste oligoelemento.

Opinião dos nutricionistas e especialistas sobre o ferro

1. O mito dos espinafres

Durante muitos anos temos ouvido o rumor de que os espinafres são ricos em ferro. No entanto, agora sabemos que o ácido oxálico que contêm os espinafres pode ter um efeito inibidor e impedir a correta absorção deste mineral no organismo.

2. Fatores que facilitam ou inibem a absorção de ferro no organismo

De acordo com os estudos clínicos mais recentes, o consumo de chá preto ou café também reduz a absorção de ferro pelo organismo.

As frutas e vegetais ricos em vitamina C, como o sumo de laranja espremido na hora, facilitam a absorção de ferro pelo organismo. Em geral, apenas cerca de 10 por cento do ferro fornecido através da alimentação é utilizado pelo corpo.

Efeitos secundários e interações do ferro

Os suplementos dietéticos de ferro são totalmente seguros e não têm efeitos secundários. As instruções de cada produto proporcionam uma informação mais detalhada.

As pessoas que estão a tomar algum medicamento, as mulheres grávidas ou a amamentar, assim como aqueles que têm uma doença renal, devem primeiro consultar o seu médico antes de tomar suplementos nutricionais de ferro.

  A Carregar...