Magnésio
69 Produtos
  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. »
Definir direcção ascendente
69 Produtos
  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. »
Definir direcção ascendente
Últimos comentários sobre Magnésio

GLICINATO DE MAGNÉSIO 302mg - 120 veg caps Excelente compra - Geny Pereira, 19/08/2016

Um produto eficaz a um excelente preço. A entrega foi rápida e eficiente.

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

MAGNESIUM MALATE 1000mg - 180 tabs Energizante! - Marina, 10/05/2016

Sinto-me com mais energia desde que tomo o Magnesium Malate e a dor da inflamação que sentia nas costas amenizou. Recomendo vivamente!

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

ZMA NOW FOODS O melhor ZMA de sempre. - Joaquim, 11/03/2016

Quem quer recuperar rapidamente para o treino do dia seguinte deve tomar o ZMA da Now.

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

GLICINATO DE MAGNÉSIO 302mg - 120 veg caps Boa relação preço qualidade - Miguel F., 14/01/2016

O glicinato de magnésio é uma das formas mais biodisponíveis e absorvíveis de magnésio, mas também é uma das mais caras. Dos produtos que encontrei com glicinato de magnésio, este foi o que apresentou melhor preço.
Apenas uma nota, as capsulas são muito grandes (as maiores que vi até hoje) e algumas pessoas poderão sentir dificuldade em engoli-las.

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

MAGNESIUM CITRATE 227g Magnésio ótimo para a noite - João, 03/09/2015

Regra geral, produtos em pós são sempre mais económicos do que em cápsula, e este não é exceção. Este magnesium citrate vem em pó e fica mais em conta do que comprar cápsulas. O Lyle McDonald aconselha tomar 25mg de zinco e 400-600mg de magnésio citrate à noite para ajudar a relaxar e a dormir. Eu tenho uma sugestão melhor, que é usar à mesma o magnésio à noite, mas tomá-lo em alturas diferentes do zinco. O zinco deve ser tomado durante o dia, pois ajuda aos níveis de testosterona (entre outros benefícios), e o magnésio, tomar separadamente à noite.

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

Magnésio

O magnésio está envolvido na formação de mais de 300 enzimas essenciais no nosso organismo. Isto demonstra a sua importância vital para que o corpo tenha energia. O magnésio relaxa os músculos e evita cãibras musculares. Além disso, é um agente natural contra o stress, regula a pressão sanguínea e previne o aparecimento de arritmias cardíacas. Portanto, o magnésio é o mineral mais valioso na atualidade.

O magnésio é um mineral essencial para os seres humanos e a maior parte do magnésio está localizado no tecido ósseo e os seus iões têm papéis importantes na atividade de muitas coenzimas e em reacções que dependem do ATP.

O conteúdo natural de magnésio nos alimentos têm vindo a diminuir ao longo dos anos e é reduzido ainda mais, com o cozedura e transformação dos alimentos nas suas diversas elaborações.

O magnésio é o mais poderoso mineral para qualquer idade. É extremamente importante no metabolismo celular, especialmente para os músculos e ossos, por isso mesmo com uma ligeira deficiência de magnésio pode ter consequências nocivas para a nossa saúde e bem-estar.

É um mineral tão importante que a deficiência de magnésio está relacionada com um grande número de alterções neurológicas, cardiovasculares, renais, gastrointestinais e musculares.

Na verdade, existem estudos epidemiológicos que demonstram que muito poucas pessoas conseguem satisfazer as necessidades de magnésio recomendadas.

O magnésio é particularmente importante para as pessoas com mais necessidade deste mineral, incluindo mulheres grávidas, crianças, desportistas e diabéticos.

Mas, mesmo com a idade, uma quantidade suficiente de magnésio protege os ossos e o sistema cardiovascular.

O que é o magnésio?

  • O magnésio é, não só um elemento alcalino-terroso, também é um mineral essencial para o corpo humano.
  • O corpo não produz em si magnésio, pelo que precisas de consumi-lo regularmente.
  • O magnésio desempenha um papel crucial para proporcionar energia ao metabolismo e, portanto, é particularmente importante para as pessoas ativas.
  • O magnésio também está envolvido no sistema nervoso e desempenha um papel fundamental no trabalho muscular.
  • Além disso, o magnésio relaxa os músculos e também assegura um bom funcionamento de todo o sistema muscular, incluindo o sistema cardiovascular.
  • Os especialistas alertam para uma deficiência de magnésio crónica nos países industrializados, o que pode ter consequências graves, especialmente no caso de mulheres grávidas, atletas e diabéticos.
  • O magnésio une-se aos alimentosr, facilitando que os compostos orgânicos se absorvam melhor pelo organismo.
  • A concentração de magnésio em muitos alimentos tem vindo a diminuir durante anos e é ainda mais reduzido ao lavar os amilentos ou ao cozinhá-los.

Propriedades e efeitos do magnésio

Cada vez que um músculo se move precisa de magnésio. Sendo parte integrante, em mais de 300 enzimas, o magnésio participa em quase todos os processos metabólicos das células.

Além de estabilizar as membranas celulares, as proteínas e a glicose, o magnésio também é necessário para transformar as substâncias em energia. Sem magnésio o corpo careceria de energia. Até mesmo a transmissão dos impulsos nervosos até aos músculos e a sua interacção fluida está garantida graças ao magnésio.

O magnésio é também essencial para fornecer vitalidade aos dentes e ossos.

O magnésio está recomendado:

  • Quando se sofre de espasmos e tensão
  • Quando se tem diabetes
  • Na gravidez e amamentação
  • Na excreção urinária de magnésio através de laxantes
  • Em casos de stress
  • Quando se sofre a doença da tireóide
  • Quando segues uma dieta baixa em magnésio
  • Quando realizas algum desporto
  • Quando sofre de enxaqueca
  • Quando tomas algum tipo de medicamentos, tais como anticontraceptivos
  • Para os adolescentes que estão em fase de crescimento
  • Para prevenir a trombose, enfarte do miocárdio, pedras nos rins e colesterol elevado

O magnésio e síndrome pré-menstrual (SPM)

Muitas mulheres que se informaram sobre as propriedades do magnésio, e o tomam de uma base regular, confirmaram que os sintomas da síndrome premenstrualse reduzem-se consideravelmente quando tomam magnésio.

O síndrome pré-menstrual aparece de 2 a 14 dias antes do início do sangrado menstrual e ninguém sabe realmente porquê. Os seus sintomas são a retenção de líquidos, inflamação muscular, alterações de humor e outras manifestações que podem aparecer e desaparecer periodicamente.

As mulheres que tomam magnésio relataram sobre o alívio que lhes dá nos sintomas da síndrome pré-menstrual. O magnésio é um diurético suave que relaxa os músculos e aumenta os níveis de serotonina (um neurotransmissor responsável pela "felicidade").

O magnésio e a gravidez

O magnésio é importante para ter uma gravidez saudável e um bom parto. O fornecimento de suficiente magnésio durante a gravidez pode melhorar a saúde do bebé desde o primeiro dia.

Muitos estudos recomendam tomar magnésio antes do nascimento, porque pode prevenir um nascimento prematuro e reduzir o risco de paralisia cerebral em crianças e síndrome da morte súbita do lactente.

O magnésio tomado em doses eficazes, pode ser como o ácido fólico, um importante suplemento alimentar para mulheres grávidas.

Muitos dos sintomas que se notam durante a gravidez, tais como prisão de ventre, cãibras nas pernas, dor nas costas, retenção de líquidos, irritabilidade ou insónias são realmente sintomas de uma deficiência de magnésio.

O magnésio também pode ajudar as mulheres com problemas de fertilidade para engravidar, uma vez que reduz espasmos das trompas de Falópio, o que é um problema que normalmente impede a fertilização do óvulo.

As crianças precisam de magnésio

A deficiência de magnésio afeta tanto a crianças como adultos. Por vezes, muitos dos sintomas de deficiência de magnésio são atribuídos a outras coisas.

É incrível as grandes mudanças físicas e comportamentais experimentados por crianças que sofrem de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) e autismo, depois de ter acabado de tomar um banho quente com sais de magnésio.

Com a contribuição de magnésio desaparece a prisão de ventre, melhora a cútis, o humor sobe, diminui a irritabilidade e melhora a interação social. Claro, a dieta é importante.

Em suma, a necessidade de magnésio é produzida a partir da fase de concepção e continua ao longo da vida.

O magnésio e o açúcar no sangue

A deficiência de magnésio é um fator de risco para o diabetes. Estes dados estão nos manuais de diagnóstico dos médicos. Mas, infelizmente, muitos médicos não respondem a esta informação.

O magnésio aumenta a produção de insulina e a insulina ajuda no transporte da glicose nas células.

Uma boa dieta e ingestão de magnésio são os primeiros passos no tratamento do diabetes, antes de tomar medicamentos.

Quais os alimentos que contêm magnésio?

O magnésio é encontrado na natureza, em quase todos os alimentos, incluindo a água. No entanto, o conteúdo é muito variável, dependendo do alimento. As pessoas que têm uma maior necessidade de magnésio, devem tomar comprimidos de magnésio como suplemento dietético.

Particularmente contêm abundante magnésio todos os grãos inteiros, o chocolate preto, as nozes, as sementes, os feijões, as ervilhas e os vegetais de folha verde. Mesmo a carne, o peixe e os produtos lácteos contêm magnésio.

Mas ao cozinhar, limpar e processar os alimentos, o seu teor de magnésio v^-se reduzido. Além disso, o consumo de álcool, café, açúcar e seguir uma dieta alta em proteína também provoca a redução dos níveis de magnésio no organismo.

O que produz a falta de magnésio?

A deficiência deste mineral essencial para o organismo pode manifestar-se de muitas maneiras diferentes.

Os sintomas incluem:

  • Cãibras musculares
  • Inquietação ou nervosismo
  • Falta de concentração
  • Dores de cabeça e enxaquecas
  • Taquicardia, espasmos do músculo cardíaco, arritmias cardíacas
  • Problemas gastrointestinais, como náuseas, vómitos, diarreia, cólicas e tonturas
  • Parto prematuro durante a gravidez
  • Unhas quebradiças e cárie dentária

Administração e dose de magnésio

A Sociedade Alemã de Nutrição recomenda uma dose de 300-400 mg de magnésio por dia.

Na verdade, através da alimentação diária deveriamos atender as necessidades de magnésio, no entanto, é muito difícil conseguir chegar aos 300mg de magnésio por dia.

Por exemplo, se considerarmos que uma banana contém 36,40mg de magnésio, para atender às demandas de magnésio teria que comer cerca de 9 bananas por dia. Quem é capaz de comer nove bananas diariamente?

No caso de atletas, mulheres grávidas, crianças, adolescentes em fase de crescimento e diabéticos, a necessidade de magnésio é ainda maior, por isso é quase impossível ingerir-lo apenas através dos alimentos.

Nestes casos, tomar suplementos dietéticos de magnésio é uma alternativa viável para combater a deficiência de magnésio.

Para quem é importante tomar magnésio?

  • Mulheres grávidas e amamentando
  • Crianças e adolescentes
  • Pessoas com mais de 60
  • Desportistas
  • Diabéticos
  • Pessoas que têm uma necessidade maior de magnésio pelo drogas, álcool ou sofrem de stress
  • Pessoas com deficiência de magnésio
  • Pacientes que sofrem de enxaqueca e dores de cabeça

O que os especialistas dizem sobre magnésio:

  1. Sem magnésio as células envelhecem mais rápido: Um estudo americano descobriu que, quando há uma deficiência de magnésio, as células envelhecem mais rápido. Assim, uma deficiência crónica em magnésio pode aumentar o risco de sofrer doenças relacionadas com a idade, tais como diabetes, desordens cardiovasculares e osteoporose, como disse David Killilea no relatório de Bruce Ames, da Universidade da Califórnia, Berkeley.
  2. O magnésio reduz para metade as cãibras durante a gravidez: O estudo inglês "Magpie" demonstrou que o tratamento de magnésio regular durante a gravidez pode reduzir o risco de padecer perigosas eclâmpsias. Os resultados do estudo foram incluídos nas diretrizes da Sociedade Alemã de Obstetrícia e Ginecologia.

Doses De Magnésio - Quanto Magnésio Necessitamos?

No que se refere ao magnésio, não se pode recomendar nenhuma dose específica para uma determinada doença. A quantidade de magnésio que cada pessoa deve tomar será indicada pelos seus sintomas e a sua resposta específica ao magnésio.

 Ler mais


Magnésio e os ataques de pânico

Os ataques de pânico correm o risco de ser uma porta de entrada para a utilização de medicamentos perigosos. Os médicos não sabem realmente qual é a origem ou a causa dos ataques de pânico e acabam tratando-os com medicamentos para a ansiedade, como o Xanax ou Ativan. Se estes medicamentos não funcionam, são muitas vezes receitados Prozac ou antidepressivos inibidores da recaptação de serotonina (ISRS), assim como antipsicóticos.

Ler mais


Magnésio e dores de cabeça

As dores de cabeça causam tensão em todo o corpo: os ombros curvam-se, os músculos do pescoço tornam-se rígidos e a pressão estende-se a vários músculos do crânio.

Ler mais


Magnésio e o coração

As pessoas com doenças cardíacas, tais como angina de peito, arritmias cardíacas, palpitações, hipertensão, coágulos sanguíneos, ou má circulação, muitas vezes sofrem de uma deficiência de magnésio.

Ler mais


Magnésio e o stress

Atualmente, o stress é uma das principais razões que levam as pessoas a ir ao médico. A revista "Time" advertiu a princípios da década de 1980, que o stress se tinha convertido na "epidemia dos anos 80".

Ler mais


Magnésio e a hipertensão

Os medicamentos mais utilizados contra a hipertensão (pressão arterial alta) são os diuréticos. A ironia é que, ao tomar diuréticos, elimina-se o magnésio do organismo.

Ler mais


Porque se produz a falta de magnésio?

A cozedura reduz o conteúdo de magnésio, mesmo naqueles alimentos que contêm uma grande quantidade deste mineral. Além disso, uma dieta rica em proteínas e o consumo de álcool, café ou de açúcar, ajuda a reduzir os níveis de magnésio no organismo.

Ler mais


Magnésio e Colesterol

O magnésio é necessário para a atividade de uma enzima que reduz o LDL, o chamado "colesterol mau". Esta enzima também reduz os triglicéridos e aumenta o HDL, ou "colesterol bom".

Ler mais

  A Carregar...