Proteínas Isoladas de Soro
66 Produtos
  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. »
Definir direcção ascendente
66 Produtos
  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. »
Definir direcção ascendente
Últimos comentários sobre Proteínas Isoladas de Soro

EVOLATE (WHEY ISOLATE CFM) Power - ricardo, 04/01/2017

Esta proteina está muito equilibrada, saborosa e eficiente.

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

ISO WHEY ZERO Iso Whey Zero - Adoro! - Balbina , 28/12/2016

Não troco! Sabores óptimos e boa dissolução.

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

ISO 100 - 2,27Kg Optima! - Ines, 20/12/2016

A minha preferida de todas as marcas do mercado! Considero um pouco cara mas valeu a pena pelo sabor!

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

ISO WHEY ZERO Boa proteina - Luis, 19/12/2016

Vinha aberta e com proteina entornada.

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

GOLD WHEY PROTEIN ISOLATE - 2,27Kg Boa qualidade preço - Antonio, 15/12/2016

Bom sabor, comprei morango-banana, boa dissolução, para recuperar no pós-treino e para quem quer defenir, dado que não tem açúcar.

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

Proteínas Isoladas de Soro

O que são as Proteínas Isoladas de Soro ou Whey Protein Isolate (WPI)?

O termo Isolado de Soro de Leite ou na sua denominação WPI (Whey Protein Isolate), faz referência às características que guardam este tipo de proteínas lácteas como fonte de proteínas para completar os requerimentos nutricionais, especialmente naquelas pessoas ativas, ainda que são uma opção totalmente factível para incluir em qualquer regime nutricional.

Caracterizam-se por oferecer uma alta percentagem de proteínas e serem baixas ou praticamente nulas em qualquer outro elemento não desejado, como hidratos de carbono (e, portanto, lactose), gorduras e colesterol. Tratam-se de Proteínas de Rápida Digestão e Assimilação.

Além disso, contam com um excelente perfil de aminoácidos, dado que são Proteínas Completas ao serem de origem animal, sendo deste modo não limitante em nenhum aminoácido e oferecendo umas esplêndidas doses de aminoácidos essenciais: histidina, isoleucina (BCAA), leucina (BCAA), lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptófano e valina (BCAA).

Também contam com elevados níveis de Ácido Glutámico, que é precursor do aminoácido condicionalmente essencial, L-Glutamina. A faceta de “condicional” é adquirida em diversos cenários. Apesar de que o nosso corpo é capaz de sintetizar este aminoácido, em situações de stress, tal como uma fase de alta demanda de trabalho, ou um regime de restrição calórica com objetivos de melhorar a composição corporal, vão ser etapas onde se pode ver comprometida a sua geração. O seu aporte externo através da WPI, pode ser crucial nas tarefas de manutenção da massa muscular ou fortalecimento do sistema imune.

Por outro lado, a Proteína Isolada de Soro conta com uns níveis adequados de cisteína, precursor direto do maior antioxidante do nosso corpo: a Glutationa. A sua tarefa principal será reduzir o dano oxidativo que provocam os radicais livres. Estas moléculas não desejadas são o resultado de diversos fatores, como a exposição a ambientes determinados (contaminantes, excessiva exposição solar…) ou por processos metabólicos (produtos de resíduo metabólico…). O efeito que vão produzir amplifica-se no entorno celular, dado que podem atacar as células vizinhas, propagando este fenómeno a qualquer tecido ou órgão que forme o nosso sistema. Claro que o organismo procura em todo o momento reduzir este excesso de radicais livres, mas sempre será de beneplácito poder contribuir para manter um estado de saúde ótimo através de diversos mecanismos fortalecedores.

Finalmente, outro ponto destacado das Proteínas Isoladas de Soro é a sua rica concentração em péptidos bioativos, com importantes benefícios para potenciar a saúde do nosso organismo, tal como o fortalecimento do sistema imunológico, melhorar o transporte de ferro, ou exercer uma potente ação anti-inflamatória.

A WPI ou Isolado de Proteína de Soro contribui para melhorar a qualidade de vida desde o ponto de vista nutricional, já que aportará elementos necessários para completar tarefas indispensáveis que velarão para cumprir esta premissa, tal como melhorar a composição corporal, incrementar a saciedade na dieta, ou contribuir com a ingestão de aminoácidos.

De onde procedem as Proteínas Isoladas de Soro?

As proteínas de Soro de Leite procedem da extração desta fração proteica a partir da manufaturação do queijo. Em primeira instância considerava-se um subproduto que não apresentava grande relevância, mas a raiz da investigação, optou-se por aproveitar-lo, devido ao seu enorme potencial e propriedades benéficas para a saúde, assim como pelo seu excelente aporte nutricional.

Quais são os diferentes tipos de Whey ou Proteínas de Soro de Leite?

Dentro dos tipos de Whey ou Soro de Leite, vamos encontrar fundamentalmente 3:

O primeiro e segundo tipo diferenciam-se do terceiro no que se refere à estrutura molecular, devido a que o WPH se apresenta de maneira “hidrolisada”, isto é, existirá uma alta presença de péptidos como resultado do processo de hidrólise e que, portanto, será a proteína com uma taxa superior em velocidade de absorção, já que se encontra praticamente digerida. Recordemos que é precisamente na forma de péptidos como o nosso organismo absorve a proteína (uma vez realizada a digestão).

Em relação com as difereças existentes entre WPC e WPI podemos especificar-las nos seguintes termos:

  • Percentagem de Proteínas: WPI > WPC
  • Percentagem de Frações Proteicas: WPI > WPC
  • Percentagem de outros elementos, tais como carboidratos, gorduras, lactose e impurezas: WPI < WPC
  • Capacidade de Estimular a Síntese Proteica: WPI > WPC

Métodos de obtenção das Proteínas Isoladas de Soro

Uma vez que o Soro de leite é extraído a partir da produção do queijo, é submetido a diversos processos, até chegar em formato de pó às estantes das lojas de nutrição desportiva.

Em primeiro lugar, é preciso eliminar qualquer rastro de queijo, mediante um processo de pasteurizado e após o qual a gordura é eliminada por separação centrífuga. Neste momento, o produto resultante está disponível para ser utilizado em diversos propósitos ou produtos, tal como o WPC (Whey Protein Concentrate ou Concentrado de Proteína de Soro de Leite), ou outros similares segundo demandem os diferentes compradores finais. Uma das vias de continuação do tratamento do produto será, claro, obter a Proteína Isolada (WPI).

Na hora de produzir WPI podem-se utilizar os seguintes métodos:

  • Intercâmbio Iónico
  • Micro e/ou Ultra- Filtração
  • CFM (Cross Flow Microfiltration) ou Microfiltração por Fluxo Cruzado

A principal diferença entre os processos de Intercâmbio Iónico Vs Filtração reside na composição final de proteína, onde no primeiro caso, algumas frações não são recuperadas por este processo, dando como resultado a perda de cerca da quinta parte destes importantes componentes.

No primeiro método, produz-se a separação da proteína em função da carga elétrica, a partir do uso de agentes químicos: ácido clorhídrico e hidróxido de sódio. O pH do soro pré-tratado ajusta-se a 3-3,5 e é introduzido num tanque de resina agitado onde algumas proteínas são absorvidas. Depois de retirar o soro resultante do tanque, parcialmente desproteinizado, ao conteúdo proteico desejado devolve-se o pH através do hidróxido de sódio. O pH da solução que contém proteína resultante, ajusta-se segundo de deseja, concentra-se (por ultrafiltração, ósmose inversa e/ou evaporação a vácuo) e seca-se por pulverização. Como é obvio, o uso de químicos degradará as frações sensíveis, em concreto, os glicomacropéptidos, as imunoglobinas e a alfa-lactoalbumina e alguns aminoácido são desnaturalizados. Esta perda de frações ativas compensa-se obtendo-se uma concentração maior em beta-lactoglobulina, que tende a ser a mais alérgica. Não é o melhor método.

Para o segundo caso, a diferença entre “Micro e Ultra” residirá no tamanho do poro da membrana utilizada para a filtração. A microfiltração utiliza membranas cerâmicas de alta tecnologia para filtrar o soro. Não se utilizam agentes químicos, pelo que a maioria das frações biológicas estão intactas. A ultrafiltração é um método similar à microfiltração, mas utiliza poros mais pequenos com maior pressão. Mediante o uso de filtros de membrana, os componentes não desejados (gordura, lactose) filtram-se, em função ao tamanho das partículas e estrutura molecular. Este processo é muito mais benéfico que o anterior:

  • Evita a desnaturalização da proteína
  • Melhora o perfil de aminoácidos
  • Para a separação da proteína não se utiliza calor nem altas temperaturas ou agentes químicos

O que é CFM e porque é importante?

A técnica CFM é a opção que dá como resultado um proteína de maior qualidade dos existentes na atualidade. O único inconveniente é o custo que supõe, que pode duplicar ou triplicar os anteriores.

Este método foi patenteado por Glanbia (uma das maiores industrias mundiais dedicada ao tratamento de produtos lácteos). O mecanismo é similar ao usado no caso de Micro e/ou Ultra- Filtração, obtendo-se uma percentagem altissima de proteínas, superior a 90% em produto, sem gorduras ou lactose e deixando íntegro o 100% dos péptidos bioativos. Junto aos benefícios do processo de filtração, inclui:

  • O maior nível de proteína desnaturalizada, especialmente as frações que potenciam o sistema imunológico
  • Maior percentagem de cálcio
  • Menor quantidade de sódio

Péptidos Bioativos nas Proteínas Isoladas de Soro

A proteína Isolada é uma fonte muito importante de nutrientes para favorecer a dieta, já que nos aportará proteínas de alto valor biológico, ou seja, o nosso organismo é capaz de assimilar uma alta percentagem das mesmas, para as tarefas que lhe são aderidas, tanto a nível de regeneração de tecidos como no resto de aspetos fisiológicos. Por outro lado, outro ponto que suscita um grande interesse na ingestão deste tipo de proteínas é pela sua riqueza em péptidos que possuem atividade biológica.

Os péptidos biológicos são frações proteicas que vão produzir um impacto sobre a saúde humana, em praticamente todos os nossos sistemas integrados:

  • Cardiovascular
  • Nervoso
  • Gastrointestinal
  • Imunológico

Quais são as frações proteicas das Proteínas Isoladas de Soro?

  • Lactoferrina (LF): potencia a absorção do mineral ferro, além de melhorar a capacidade de transporte. Serve ainda como antimicrobial, antivírico, antibacterial, inibindo uma grande quantidade de bactérias como leveduras, fungos, protozos parasitários, E. coli, VIH, herpes e hepatite C. Pode contribuir para estimular o desenvolvimento da flora bacteriana no trato intestinal, além de incrementar a densidade óssea.
  • Glicomacropéptido (GMP): trata-se de um péptido derivado da caseína com importantes propriedades antimicrobiais. Contém altas quantidades de aminoácidos de cadeia ramificada (BCAAs), que podem estimular a produção de colecistoquinina (CCK), um péptido que se libera após a ingestão do alimento, proporcionando a sensação de saciedade. Investigações recentes podem dizem guardar propriedades para o tratamento de fenilcetonuria.
  • Imunoglobulinas (IgG1m IgG2, IgA e IgM): as imunoglobulinas mostraram atividade anti-microbiana e podem neutralizar toxinas e vírus. Atualmente estão a realizar importantes investigações para determinar a possível aplicação de anti-corpos lácteos na prevenção ou no tratamento de doenças e problemas microbianos em seres humanos.
  • Alfa-lactoalbumina (Alpha-lac) e Beta lactoglobulina (Beta-lac): a fração alfa representa um 25% do total do soro, enquanto que a beta um 50%. Alfa proporciona um aminograma muito parecido ao leite materno, enquanto que a beta é responsável das propriedades funcionais do soro, como ser capaz de misturar-se com a água.
  • Lactoperoxidase (LP): esta enzima presente no leite, atua como um agente microbiano natural com potencial uso em produtos dentais para reduzir as caries. A adição de LP ao leite pode inibir o crescimento bacteriano.

Para que servem as Proteínas Isoladas de Soro?

A principal ação de WPI será ajudar a pessoa a completar as suas necessidades nutricionais em matéria de proteínas. No entanto, esta definição engloba uma de maior profundidade, onde se comprometem outros conceitos:

  • Aporte de “Blocos de Construção”: tal como a proteína está constituída por cadeias de aminoácidos e estes são os elementos unitários cujas propriedades provocam que o corpo os usem como matéria para a síntese de novos tecidos musculares. Além de dar suporte para as estruturas proteicas e ser moeda de intercâmbio no “Protein Turnover”, os aminoácidos vão-se ocupar de outras tarefas essenciais dentro do nosso organismo: suporte para a produção de hormonas e enzimas, órgãos, pele, cabelo, unhas, ossos...
  • Estimular a Síntese de Proteínas: além do aporte dos elementos necessários para a labor de construção muscular, WPI estimulará a síntese de proteínas (MPS) devido à presença do aminoácido Leucina, pertencente aos BCAAs. O conteúdo de leucina de uma fonte de proteína pode-nos especificar a sua capacidade anabólica. Nestes termos, existe uma alta presença de Leucina no Isolado de Proteína de Soro e que, portanto, atuará de maneira fisiológica para por em marcha os mecanismos específicos de criação de novas proteínas. Fala-se neste caso de ativar a via mTOR que regulará o inicio desta cascata de operações complexas que vão acontecer.
  • Rápida Absorção: esta característica é especialmente importante quando buscamos uma fonte que nos subministre de maneira rápida e eficaz, a presença de aminoácidos na nossa corrente sanguínea, tal como num cenário catabólico (degradação de proteínas) como é o próprio treino. Neste caso, procuramos reverter esta situação e obter uma resposta positiva no que se refere à presença de aminoácidos, ou seja, um Balanço de Nitrogénio.

Quantidade de Lactose nas Proteínas Isoladas de Soro

A quantidade de lactose presente em WPI é praticamente nula, sendo um produto que pode ser consumido por pessoas intolerantes.

Propriedades das Proteínas Isoladas de Soro

Ajuda para perder gordura

A WPI ajuda no controlo do peso e naquelas dietas hipocalóricas para perder gordura. Graças ao efeito saciante da proteína, tendemos a reduzir o apetite entre horas. O formato em pó, será uma maneira cómoda e eficaz de proporcionar este macronutriente à nossa alimentação.

Potencia o sistema imunológico

Como vimos, a presença das frações proteicas que proporciona o soro e graças aos processos de obtenção do WPI, evitando a sua degradação, podemos fazer uso da mesma faculdade para beneficiar a nossa saúde. A presença de cisteína, como principal precursor da glutationa, elevará as propriedades antioxidantes.

Crescimento Muscular

Aquelas pessoas desportistas cujos objetivos são o ganho de massa muscular magra, poderão beneficiar-se das propriedades do soro de leite de alta qualidade. Ingerir de 2 a 3 batidos diários, para completar os requerimentos, será uma maneira adequada de utilização. Cabe destacar a presença de uma alta concentração de aminoácidos, em especial, os BCAAs, com a leucina como principal implicado na tarefa da síntese de proteínas.

Benefícios das Proteínas Isoladas de Soro

Para qualquer pessoa, o apoio nutricional com WPI, suporá um extra para fortalecer a sua dieta. Graças à proteína incorporará nutrientes essenciais, de uma maneira fácil e cómoda, além de que não provocará nenhum problema de tipo estomacal, nem relacionado com alergias como a intolerância à lactose.

Para os desportistas, além disso, juntam-se outras importantes propriedades: Recuperação Muscular e Rendimento Físico.

WPI possui um alto nível de BCAAs, que foram investigados como elementos que ajudam a reduzir drasticamente o dano muscular ocasionado pela ação física, assim como o desgaste derivado do mesmo. Dá-se a circunstância de que os BCAAs possuem uma presença em volta a um terço do total do músculo esquelético e sofrem ainda um maior grau de degradação contra outros aminoácidos. Deste modo, a sua mais valia trabalhará para reduzir a fase de recuperação. Por outro lado, o conteúdo de glutamina e precursores, contribuirá para elevar a presença deste aminoácido no plasma sanguíneo, o que se relaciona de igual modo com os processos de regeneração e pode ainda ajudar a reduzir a síndrome do excesso de treino.

Porque devo tomar Proteínas Isoladas de Soro?

O raciocínio atende às seguintes conclusões, onde se manifesta o carácter de “proteína mais ótima”:

  • Intolerância à Lactose
  • Digestibilidade: não provoca nenhum tipo de mal estar estomacal
  • Objetivo: Definição ou Melhora da composição corporal (perder gordura e manutenção da massa muscular)
  • Aporte de Aminoácidos Essenciais: especialmente BCAAs e Glutamina
  • Fortalecimento do Sistema Imunológico: Frações proteicas e aporte de Cisteína como precursor da Glutationa

Como tomar e com que combinar as Proteínas Isoladas de Soro?

O WPI pode tomar-se em qualquer momento do dia no qual seja preciso a ingestão de um aporte nutricional proteico. No entanto, em certos momentos, é especialmente interessante realizar uma toma de Whey Protein Isolate, tal como:

  • Em Jejum
  • Antes e/ou Depois do Treino

A quantidade de proteína que se recomenda ingerir por dose em cada toma dependerá dos objetivos da pessoa (finalidade, tipo, duração, frequência, intensidade do treino, assim como as suas características subjetivas (peso corporal e percentagem de massa muscular). Assim, haverá que contabilizar a quantidade de proteína procedente desta fonte, para juntar o cômputo global diário e, desta maneira completar os requerimentos de proteínas.

Em termos gerais, as recomendações oscilarão por ingerir em cada toma: de 20 a 50g de Proteína Isolada de Soro.

As proteínas WPI podem combinar-se com qualquer tipo de Suplemento de Nutrição Desportiva:

  • Outras Fontes Proteicas, para gerar uma fórmula de libertação sequencial e aproveitar as diferentes etapas de vertido de aminoácidos na corrente sanguínea, isto é, os pulsos de síntese proteica (MPS). Entre estas proteínas podíamos utilizar Albumina de Ovo, Caseína
  • Aminoácidos, tais como BCAAs e Glutamina
  • Hidratos de Carbono, como a Amilopectina
  • Potenciadores do Rendimento Desportivo, como a Creatina e/ou Cafeína
  • Precursores do Óxido Nítrico, como a Arginina e/ou Citrulina Malato
  • Otimizadores Hormonais, como o Ácido Aspártico
  • Ácidos Gordos Essenciais, como o CLA e o Ómega-3

Onde comprar as Proteínas Isoladas de Soro?

Em HSNstore.com existe um amplo catálogo de Whey Protein Isolate ou Proteínas Isoladas de Soro.

Dois dos produtos que são altamente recomendados pela sua excelente relação Qualidade/Preço:

Ambos compartem a mesma matéria prima de alta qualidade: Provon 295 IP-Glanbia . Evolate está disponíel em dois formatos, de 2 e 4kg e em 8 incríveis sabores. Por outro lado, WPI 92% oferece-se em 2 e 4kg e sabor neutro, pois pertence à gama HSN Raw Series.

  A Carregar...