Vitamina K
8 Produtos
Definir direcção ascendente
Últimos comentários sobre Vitamina K

MK-7 VITAMIN K-2 100mcg - 60 veg caps Eficácia - Paula , 04/07/2017

Este produto é muito bom pois estou a tomar magnésio e vitamina D , vai colocar os niveis de calcio onde é necessário. sinto-me bem .

Valor
Eficácia
Acondicionamento
Put.General

Vitamina K

O que é a Vitamina K?

A vitamina K trata-se de um elemento essencial que se encontra em plantas e que também pode ser produzida pelas bactérias intestinais. Um elemento essencial, neste caso uma vitamina, é um componente orgânico que contém moléculas de carbono e que são vitais para a vida e devem ser fornecidos externamente, através dos alimentos, ou em vez disso, mediante suplementos nutricionais.

A vitamina K é um vitamina lipossolúvel, ou seja, são absorvidas geralmente por parte das quilomicras (moléculas de gordura que circulam pela corrente sanguínea depois da digestão) e que viajam através do sistema linfático do intestino delgado e na circulação do sangue por todo o corpo, ficando depositados nos tecidos, permanecendo nestas zonas. Destacar que as quilomicras estão compostas por quase 90% de triglicéridos, onde estes são os principais pacotes de gordura transportados pelo organismo.

Aquelas pessoas que ingerem demasiadas vitaminas lipossolúveis podem chegar a desenvolver o que se conhece como “hipervitaminose”, um termo que, literalmente, faz referência à presença de uma ou várias vitaminas em excesso.

Índice de conteúdos Ocultar

  1. O que é a Vitamina K?
  2. Nome da Vitamina K
  3. Para que serve a Vitamina K?
  4. Tipos de Vitamina K
    1. Principais fontes de Vitamina K
  5. Alimentos onde se encontra a Vitamina K
  6. Deficiência de Vitamina K
  7. Efeitos da Vitamina K
  8. Benefícios da Vitamina K
    1. Vitamina K em Recém Nascidos
    2. Vitamina K e Mecanismo de Coagulação
    3. Vitamina K e Saúde Óssea
  9. Como e quando tomar a Vitamina K?
  10. Necessito um suplemento de Vitamina K?
  11. Como combinar a Vitamina K?
  12. Onde comprar a Vitamina K?

Nome da Vitamina K

O nome que recebe esta vitamina deve-se à palavra em alemão koagulation, já que o papel de regular a coagulação do sangue por parte desta foi descoberto na Alemanha.

Para que serve a Vitamina K?

A vitamina K desempenha uma tarefa essencial para:

  • Saúde Óssea
  • Regular a Coagulação do Sangue

Tipos de Vitamina K

Existem 3 tipos de Vitamina K:

  • Vitamina K1 ou Fitomenadiona
  • Vitamina K2 ou Menaquinona
  • Vitamina K3 ou Menadiona

A forma K1 encontra-se nas plantas e vegetais verdes, sendo fontes muito ricas devido, precisamente, a que as plantas necessitam de K1 para realizar a fotossíntese. A K2 é gerada a partir da K1 e da K3 por meio de um tipo de bactéria e micro-organismos. Pode ser sintetizada no nosso corpo através do processo de conversão que envolve as K1 e K3. No reino vegetal não encontraremos a pré-forma K2, a menos que estas plantas tenham sido fermentadas ou transformadas por uma bactéria. Por exemplo: Bacillus natto. Esta bactéria pode converter a K1 em K2 e é frequentemente utilizada na produção de fermentos de soja. A palavra “Natto” é provavelmente uma fonte muito utilizada em suplementos dietéticos.

Principais fontes de Vitamina K

  • Vitamina K1: vegetais, especialmente hortaliças de folha verde escura
  • Vitamina K2: carnes, ovos, produtos lácteos, peixes, alimentos vegetais fermentados, alimentos fermentados para animais

Alimentos onde se encontra a Vitamina K

Alguns exemplos dos melhores alimentos ricos em vitamina K: couve-flor, espinafres, folhas de mostarda, folhas de beterraba, repolho, acelgas, nabiças, salsa, brócolos, couves de bruxelas, pepinos, ameixas passas...

Deficiência de Vitamina K

As pessoas podem ter uma carência de vitaminas lipossolúveis se consomem muito pouca gordura no seu regime alimentar, ou bem se a absorção da gordura se encontra comprometida, como consequência da ingestão de certos medicamentos, ou se padecem algum tipo de patologia. A fibrose quística é uma doença que provoca uma deficiência na síntese de enzimas que estão relacionadas com a absorção da gordura no intestino.

Outras doenças que estão relacionadas com a patologia do sistema intestinal, tal como a síndrome de Crohn ou colite ulcerosa, também vão produzir uma falta de vitamina K, devido a uma absorção nutricional pobre.

Ingerir um baixo nível de vitamina K está a surgir como um fator de risco dietético para a osteoporose. Ingerir, via suplementação, uma dose de vitamina K diariamente, pode conduzir significativamente a um incremento na densidade mineral óssea, sobretudo para um público de risco, como são as mulheres pós-menopaúsicas.

Os baixos níveis de vitamina K também foram associados com um maior risco de sofrer artrites, onde, possivelmente, uma baixa atividade das proteínas dependentes da vitamina K dentro das articulações seja um importante condicionante, como mecanismo provável para o aumento do risco.

Efeitos da Vitamina K

Benefícios da Vitamina K

Vitamina K em Recém Nascidos

Como se mencionou anteriormente, a vitamina K é bem conhecida pelas suas propriedades para a coagulação sanguínea. Em certo contexto, o termo “coagular” pode denotar certa inquietude, associando-o com processos não desejados (coágulo cerebral, artérias obstruídas…) mas, no entanto, estão longe do que verdadeiramente é o benefício desta vitamina essencial. A sua importância é tal, que aos recém nascidos, é-lhes administrada uma injeção de vitamina K assim que a mãe dá à luz, para evitar a “Doença Hemorrágica do Recém Nascido” (HDN). Esta doença leva a um deficit dos fatores de coagulação, devido a que o recém nascido possui um nível baixo desta vitamina no seu organismo. A vitamina K não cruza a placenta durante o desenvolvimento e, além disso, o intestino carece da bactéria que sintetiza a vitamina K depois do nascimento.

Depois do nascimento, há pouca vitamina K no leite materno e os bebés amamentados podem ser carentes em vitamina K durante várias semanas até que as bactérias intestinais começam a sintetizar-la.

Com os níveis de vitamina K baixos, alguns bebés podem sangrar severamente, por vezes no cérebro, causando um dano cerebral significativo. Esta circunstância denomina-se doença hemorrágica do recém nascido (HDN).

Vitamina K e Mecanismo de Coagulação

A vitamina K é necessária para criar coágulos sanguíneos e para parar os processos hemorrágicos que puderam desencadear um fatal desenlace. Simplesmente, para travar um pequeno corte num dedo, necessitamos desta vitamina. Ainda assim, o processo de coagulação é bastante complexo e, para o realizar, necessita-se à volta de 12 tipos de proteínas para serem utilizadas funcionalmente antes de que se complete a etapa final deste processo. Quatro destes fatores de coagulação de proteínas necessitam da vitamina K para a sua atividade específica.

A capacidade do corpo para controlar o fluxo de sangue depois de um acidente vascular é primordial para a sobrevivência. Para solucionar-lo, produz-se o que se conhece como “Hemostase”, que constará do processo de coagulação e a subsequente dissolução de tal coágulo e a posterior reparação do tecido ferido.

Nestes termos, a presença da vitamina K será crucial para empreender com êxito o processo de coagulação:

  • Os fatores de coagulação são proteínas no sangue que controlam o sangrado. Quando um vaso sanguíneo se lesiona, as suas paredes contraem-se para limitar o fluxo de sangue na área danificada. Depois, as plaquetas aderem-se ao sitio da lesão e estendem-se ao longo da superfície do vaso sanguíneo para deter o sangrado.
  • Nesse momento, liberam-se sinais químicos a partir de pequenos sacos dentro das plaquetas que atraem a outras células à zona para criar um grupo, denominado tampão de plaquetas.
  • Na superfície destas plaquetas ativas, trabalham diferentes fatores de coagulação e cooperam numa série de reações químicas complexas (conhecidas como cascata de coagulação) para formar um coágulo de fibrina. Esta atua como uma rede para parar o sangrado.
  • Os fatores de coagulação circulam no sangue numa forma inativa. Quando um vaso sanguíneo se lesiona, inicia-se a cascata de coagulação e cada fator de coagulação ativa-se numa ordem específica para conduzir à formação do coágulo sanguíneo.

Vitamina K e Saúde Óssea

A vitamina K é um nutriente excecional para a correta manutenção da saúde óssea, estando a sua função bastante estabelecida para tratar esta condicionante. As pessoas que têm uma deficiência em vitamina K demonstraram repetidamente que têm um maior risco de que se produzam fraturas. Além disso, para as mulheres que passaram pela menopausa e começaram a notar a perda de densidade óssea, a vitamina K pode colaborar para prevenir futuras fraturas.

De acordo com a investigação, as nossas células possuem predileção pela forma da vitamina K, K1 e K2, onde cada una exercerá um papel diferente sobre a saúde dos ossos. Para o caso da K2, existem dois tipos que vão gerar um maior nível de captação por parte do sistema ósseo:

  • MK4
  • MK7

De facto, a investigação está a virar os olhares para a vitamina K2, onde se está a pôr toda a atenção, em concreto sobre os subtipos existentes: a vitamina K2 possui uma estrutura química composta de repetidas unidades denominadas prenis, sendo as formas mais comuns de K2: 4, 5, 7, 8 ou 9 unidades prenis, e daí a nomenclatura caracterizada por: MK-4, MK-5, MK-7, MK-8, ou MK-9.

O 'M' refera-se a “Menaquinona”, o termo científico que recebe. Enquanto que as dietas standard nos humanos, normalmente, constam em torno a 10-20% de K2, a proporção dos subtipos pode variar amplamente: as comidas fermentadas a partir da soja vão conter maior quantidade de MK-7; o queijo MK-8 e MK-9...

A relação entre os benefícios para a saúde dos ossos e a vitamina K depende, em princípio, de dois mecanismos básicos:

  • Células ósseas denominadas “Osteoclastos”
  • Carboxilação

Os osteoclastos encontram-se a cargo da desmineralização óssea, isto é, encarregam-se de obter minerais procedentes dos ossos para levar-los a outras sistemas do organismo e utilizar-los para outras funções. Enquanto que esta atividade é importante para a saúde, não é necessária uma elevada cifra destas moléculas, ou atividade propriamente delas, dado que pode conduzir a um desequilíbrio mineral ósseo. A vitamina K ajuda o corpo neste processo, para manter-lo regulado. Em concreto, a MK-4 (denominada menatetrenona) evita a formação de demasiadas células de osteoclastos, servindo ainda, como inicio da morte celular das mesmas (apoptose).

O segundo mecanismo envolve a vitamina K num processo conhecido como “Carboxilação”. Este processo está diretamente relacionado com os fatores de coagulação requeridos para a apropriada coagulação do sangue. Para uma ótima saúde dos ossos, uma das proteínas que se encontram nos mesmos, denominada “Osteocalcina”, necessita ser alterada quimicamente durante o processo de carboxilação. Esta proteína está relacionada com a medição da Densidade Mineral Óssea (BMD) e, por esta razão, os médicos atendem aos análises sanguíneos para buscar parâmetros onde possam comprovar a saúde óssea. Quando um alto índice de proteínas osteocalcinas no nosso tecido ósseo são carboxiladas, existirá um maior risco de sofrer fraturas.

A vitamina K pode reduzir drasticamente esta situação: de modo que a vitamina K é requerida para a atividade adequada da enzima carboxilase, que permite a carboxilação das proteínas de osteocalcina no tecido ósseo, a vitamina K pode reconduzir e reestruturar estas proteínas ósseas ao lugar adequado na estrutura óssea correspondente e, por fim, fortalecer a composição do osso.

Certos estudos mencionam que a atividade da vitamina K2 (em especial da MK-4) é especialmente útil na proteção óssea pós-menopáusica.

Como e quando tomar a Vitamina K?

A vitamina K apresenta-se numa grande variedade de formatos, onde cada um terá um uso específico, além de um limite inferior e superior:

  • Vitamina K1: 50 – 1000mcg diárias
  • Vitamina K1 (via tópica): 5%
  • Vitamina K2 (MK-4): 1,5mg – 45mg diárioas
  • Vitamina K2 (MK-7, MK-8 e MK-9): 90 – 360mcg diárias

Ao ser uma vitamina lipossolúvel recomenda-se que seja ingerida com as refeições.

Necessito um suplemento de Vitamina K?

Antes de começar com a suplementação seria necessária uma consulta prévia com um especialista e, se fosse necessário, uma série de análises para avaliar a gravidade. No entanto, se se encontra dentro de uma destas situações seria bastante favorável incluir este suplemento:

  • Uso de certos fármacos, tais como antibióticos, medicamentos para reduzir o colesterol, ou o uso de aspirinas, que podem reduzir drasticamente os níveis de vitamina K no organismo ou interferir na absorção.
  • Padecer uma doença relacionada com o sistema intestinal principalmente, como pode ser o caso de: Crohn, Colite ulcerosa, Celiaquismo, ou qualquer outra que impeça a correta absorção dos nutrientes.
  • Mulheres pós-menopausicas
  • Qualquer pessoa de avançada idade com risco de sofrer fraturas de ossos

Como combinar a Vitamina K?

Os benefícios que oferece a vitamina K, tal como vimos, estão relacionados com a melhoria da capacidade do corpo para a coagulação sanguínea, assim como a ótima manutenção do sistema ósseo. Nesta última, será onde a combinação com outros suplementos dietéticos se complemente com o uso da vitamina K.

Deste modo, recomenda-se realizar o “stack” de suplementos nutricionais para amplificar os benefícios da vitamina K, referidos em maior margem, para otimizar a manutenção da saúde óssea:

  • Vitamina D3: melhora a absorção do cálcio, incrementa a densidade mineral óssea e fortalece os ossos; a dose diária oscilará entre 2000 – 10000 IU.
  • Magnésio: entre as suas propriedades encontram-se as de oferecer suporte aos ossos; a dose diária oscilará entre 200 – 400mg, contando o resto de fontes
  • Cálcio: o mineral em questão que apresenta as propriedades para fortalecer e dar suporte a todo o sistema ósseo; a dose diária estaria situada à volta de 500mg, contando com o resto das fontes

Onde comprar a Vitamina K?

Podemos adquirir a vitamina K nesta mesma página. Recomenda-se realizar o stack anterior, ou pelos menos, incluir junto à suplementación de vitamina K, a vitamina D3.

  A Carregar...